domingo, 26 de junho de 2011

O QUE É UM MENINO?/O QUE É UMA MENINA?

O QUE É UM MENINO?

Os meninos vêm em tamanhos, pesos e cores variados.
Eles estão em toda parte: em cima, em baixo, lá dentro, lá fora, pulando, correndo…
As mães naturalmente os adoram, as meninas os detestam, os irmãos mais velhos também, os estranhos os ignoram e o céu os protege

Um menino é a verdade de cara suja, a sabedoria de cabelos desgrenhados e a esperança com uma rã no bolso.
Os meninos tem um apetite de cavalo, a digestão de um avestruz, a energia de uma bomba atómica, a curiosidade de um gato, os pulmões de um político, a imaginação de Julio Verne, e quando fazem algo, têm cinco polegares em cada mão.
Adoram: sorvetes, canivetes, serras, novidades, histórias em quadradrinhos, o filho do vizinho, o campo, a água (menos a do banho), os animais, o pai, comboios, domingos de manhã e carros de bombeiros.

Detestam: visitas, rezas, escola, livros sem figura, salas de música, gravatas, o barbeiro, meninas, casacos, adultos e a hora de dormir.

Não há quem se levante tão cedo, nem quem se sente à mesa tão tarde.

Não há ninguém como eles para meter num só bolso: um canivete enferrujado, uma fruta pela metade, um pedaço de cordão, um saco de pano vazio, dois bombons, seis moedas, um pedaço de algo desconhecido, e um autêntico anel supersónico, de plástico e com um compartimento secreto.

Um menino é uma criatura mágica.
Você pode fechar-lhe a porta do armário, mas não a do seu coração; pode expulsá-lo do escritório, mas não da sua mente.

Todo o poder do mundo a ele se rende.

Ele é nosso amo e chefe, ele, que é só um monte de ruídos com a cara suja.

Porém, quando você chega a casa à noite, com as suas esperanças e ambições destruídas, ele pode tudo remediar, com seu sorridente...
- Olá Papá!
- Olá Mamã!



O QUE É UMA MENINA?

Desde o início sabemos: As meninas nascem cheias de fitas, laços e mimos. Ninguém se engana com elas.

Com poucos dias de vida adere à mãe e começa a manobrá-la. Entre os 2 e os 3 anos faz gato-sapato do pai.

Dos 4 aos 5 em diante aciona: padrinhos, tios, avós e amigos da casa, com a maior naturalidade.

Enquanto for menina (e daí pela vida fora) jurará de pés juntos que não pretende manobrar ninguém. E é verdade.

A partir dos 3 anos está habilitada a tomar conta de uma boneca como uma pequena mãezinha.

Aos 5 fará comidinhas e agitará vassouras duas vezes maiores do que ela.

Aos 6 pode atuar como ama de irmãos mais pequenos e aos 7 estará dirigindo a casa, estrelando ovos para o pai, ralhando com as empregadas.


Para os meninos, as meninas são trambolhos, quando se metem nos “brinquedos de homens”; mas quando não há companheiros são parceiras ideais na maquinação de travessuras, nas grandes expedições de territórios, nos encargos de ordenanças.

Como  as rolinhas, as meninas formam bandos que estão sempre juntos.



A despeito das predileções, fofocas e discriminações que agitam essas pequenas colméias, elas não se desmancham nunca, pois são feitas para isso mesmo.

Um dia a menina vai vestir o vestido de baile da mamã, calçar os seus sapatos de salto alto, pintar o rosto de rouge e batom, perfumar-se com o frasco inteiro de Chanel nº 5.

Outro dia a menina desfará todo o guarda-roupa para polvilhar de talco os lençóis, as colchas, as fronhas, os guardanapos, as toalhas de banho, de rosto, de mesa e, por, fim também a irmãzinha mais pequena.

Nessa última operação o talco poderá vir a ser eventualmente substituído por creme hidratante, mel de abelhas e até mesmo por molho de macarronada.

As meninas gostam de vestidos e sapatos novos. Principalmente de sapatos. Adoram colares, anéis e pulseiras, dos quais se livram logo que a mãe não esteja olhando.

Entram em salões de festas como princesas caminhando para o altar, e quinze minutos depois transformam-se miraculosamente em gatas-borralheiras.

Nas casas onde há meninas, as mães vestem-se e cuidam-se melhor, a fim de não serem passadas para trás.

Os meninos não se comportam melhor (pelo contrário), mas aprendem a dar flores de presente.

Os pais se tornam mais meigos e gentis, para não perderem a sua posição de principe e a sua imagem de rei.

Uma menina é uma flor, uma mensagem de pureza, uma beleza gratuita e permanente, um gesto sempre inesperado de bondade e de carinho.

Uma menina nunca dará a ninguém a dureza necessária à vida, mas estará sempre irradiando uma advertência de encanto, de alegria de que – apesar de tudo – vale a pena.

Nos casos de catástrofe, perseguição, fúria, violência e morte, basta a presença de uma menina e seu sorriso ou seu pranto, para nos restituir aceitação, humildade, o senso íntimo da necessidade e da importância de viver, a crença na permanência e na força do amor.

Autor: Yan Marten

63 comentários:

isa disse...

Um belo post onde encontrei mt do
meu "menino",mas principalmente da
minha "menina"...
Sorri.
Beijo.
isa.

✿ chica disse...

Muito lindo esse texto e na verdade meninos ou meninas, nos encantam sempre! beijos,tudo de bom,chica

Ana Martins disse...

Boa noite Mariazita,
um post encantador, com o brilho dos meninos e das meninas.

Grata pela partilha.

Beijinho,
Ana Martins

Rogério Pereira disse...

Bem definido
Certo e divertido
E é por assim ser
que o menino ama a menina
quando um dia crescer

Me assino

Um menino

Lilá(s) disse...

Mas que belo post Mariazita! tanta verdadinha...
Bjs

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Descrição perfeita, sem tirar nem por. Fui menina, mas criei um menino. Belissimo texto, Mariazita.
Boa semana,
Beijos

Desnuda disse...

Querida amiga Mariazita,

Que texto mais lindo e terno! Obrigada amiga querida!


Beijos com carinho e abraçãoooooo!

Evanir disse...

A você meu anjo que esta presente em todos os meus dias,
me alegrando e me fazendo feliz.
Com seu carinho venho deixar meu
afeto ,carinho e gratidão
Por nunca me deixar sozinha.
Um feliz Domingo beijos no coração.
Eu serei sua amiga para sempre,Evanir.

Lindalva disse...

Olá menina Mariazita, senti-me uma menininha agora.. fechei os olhos e vim uma doce viagem a minha infância... Minha querida não aparecestes no Ostra te esperei ontem o dia todo :-( mas há tempo ainda pois a festa corre a solta ainda em homenagem ao poeta Mário Neves e lançamento da 5ª edição do Pena de Ouro, vais participar poetizando desta vez? ou só votará? falando em voto hoje último dia dos 2 votinhos kkkk se eu passar desta fase então daqui uns dias mais 2 votinhos diários kkkkk Ah! e no ostra tem um selo presente para o teu blog na gadget BLOGS POÉTICOS... Que teu domingo seja doce e com muitos sorrisos!!

Luís Coelho disse...

Um artigo fora de série.

Para mim que tenho um casalinho são ambos parecidos e não sei se ele
é assim tão travesso ou se ela é mais maria/rapaz.

Identifiquei-os aos dois mas tem muitas partes em comum.
Um mais carinhoso e outro mais auto-suficiente.

Sempre nos preocupamos em respeitar as suas diferenças e deixar-lhes campo aberto para que as escolhas fossem as deles e não os nossos sonhos e desejos.

Penso que são felizes...
Deus os guarde e os proteja, ainda que eles se esqueçam disso...

manuela baptista disse...

o que os separa, aproxima-os

o que lhes sobra, completa-os

o que seríamos uns sem os outros, Mariazita?

muito terna esta página!


um beijo

manuela

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Mariazita!

A catalogação de virtudes e "defeitos" de meninos e meninas é exaustiva,e, no final, acho eu, acabam empatados.Que bom não ter que escolher entre ambos...!
Como lá diz o ditado: o melhor deste mundo são as crianças, e é mesmo verdade.

beijinhos; bom domingo,e boa saúde.
Vitor

Leninha disse...

Mariazita querida,lindo seu post que
me conduziu aos meus três meninos(hoje taludos e crescidos)que
na infância eram exatamente aquilo que está descrito:cara suja,cabelos desgrenhados,apetite de cavalo e digestão de avestruz...e também à minha netinha,hoje com sete anos,e é
uma sedutora de toda a família...
Percorri uma grande parte do seu blog e me deliciei com seus escritos,alegres alguns(a velhinha gaiteira me encantou)emocionantes outros,mas todos de uma riqueza
ímpar.
Desejo a você um belo final de domingo,repleto de alegrias.
Bjssssss carinhosos,
Leninha

Regina Rozenbaum disse...

Mariazita amada!
Que escolha para esse domingo...lindo de viverrr!!! E nos vemos em nossos meninos e meninas, né?
Beijuuss, querida, n.a.

Néia Lambert disse...

Mariazita, o texto é muito criativo e cheio de verdades puras.

Beijos

JADY*ALVES disse...

Olá amiguita linda.
Amei esse post e continuo sorriso como se ganhasse um doce, que doce mais saboroso esse resumo perfeito de menino e menina.
Uma meiguice traduzita com esmero e carinho do autor e escolhida com o encanto da minha querida amiga Mariazita. Parabéns querida por esse deleite.
Resumindo... Os meninos são as colméias e as meninas as abelhas.
Puros e saborosos recheados de mel.

Meu beijo doce pra tí amiguita querida.
Uma semana saborosa como este texto em sua cazita iluminada.
Com carinho, jady

Isabel Maria Rosa Furtado Cabral Gomes da Costa disse...

Querida Mariazita:
Tanto os meninos como as meninas são querubins que tocam melodias de violino à nossa janela. São o melhor do mundo. Que seria de nós sem eles?
Um grande abraço.

xistosa - (josé torres) disse...

Agora fiquei baralhado.
Tantas diferenças... (e logicamente, semelhanças).
Pensei sempre que a diferença era no modo de fazer chi-chi.
Uns para cima, outros para baixo.
mas andamos sempre a aprender (rsrsrs)
Uma boa semana.

carol disse...

É mesmo assim! Estou a ver isto nos meus netos ainda melhor que vi nas minhas filhas ...

Miguel disse...

Minha querida Mariazita, texto que me emocionou sobremaneira. Lembrou-me demais meu filho mais velho, era tudo isso que vc citou.

Hoje o texto lembra minha netinha de 3 aninhos, também é exatamente isso que magistralmente vc nos trouxe.

Pena que essas crianças crescem, mas as lembranças serão sempre eternas e mágicas.

Beijo querida, muita saúde e até outras vezes.

CF disse...

Querida Mariazita
julgo que hoje estas "disposições" de menina e menino são mais indelevéis...as raparigas anseiam por fazer coisas que eram espólio dos meninos e vice-versa! Já tenho visto meninos brincarem com bonecas..os pais ficam logo preocupados, mas as famílias estão em mudança e os pais tb dão banho e alimentam os filhos...logo, eles representam nas suas brincadeiras o que vivenciam!
Contudo, o texto é interessante porque ás tantas, deixamos de saber o que é de um ou de outro...entrecruzam-se no ser criança!
bjs grandes

Cacá - José Cláudio disse...

Que maravilha de texto Mariazita! O homem que sou foi procurando o menino que fui e encontrando em cada frase. Só faltou mesmo a paixão pela bola. E as meninas que povoaram minha infância estão todas aí, distribuindo encantos e magias. Meu abraço. Paz e bem.

Carla Ceres disse...

Oi, Mariazita!
Que delícia de texto! Idealizou um pouquinho a doçura das meninas, mas acertou na mosca quanto aos meninos.
Beijos!

Daniel Costa disse...

Mariazita

Com eu sei, por via difente, sabes que é, mais que é mais ou menos assim. Tive cinco irmãs, com a economia não era famosa eu já olhova a sombra. Ouvi esta da mãe: são rapazes!...
E... eram os tais rapazes que que colhiam fundos!...
No entanto. ficou sempre a amizade e esses pormenores coordendos e controlados.
Beijos

MARILENE disse...

Que descrição minuciosa e perfeita. Nós nos identificamos com as características apontadas.
E mesmo com a maturidade, não destruímos aquela criança que um dia fomos.
Lindo post.

Bjs.

Magia da Inês disse...

Amiga, que texto delicioso!...
Boa semana!
Beijinhos.
✿ჱܓ
° 。✿ °° 。
♪♫
°✿╔

MARILENE disse...

Marizita

Recebi um selinho e me lembrei de você. Está no blog DIARIO FEMININO. Eu o ofereço com prazer, mas sinta-se à vontade para participar ou não da brincadeira.

Bjs.

Smareis disse...

Lindo post querida. Cheio de encantamento. criança sempre são encantadora, seja menino ou menina, todos tem brilho próprio... Um abraço e ótimo começo de semana.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

O que dizer
de tanta beleza...

Meninos e meninas
são a alegria da vida
transformada em gente...

Vida plena em teus dias.

Olinda Melo disse...

Querida Mariazita

:)))

Gostei imenso e fartei-me de rir. Tantas situações em que nos revemos!Eu, que tenho uma menina, lembrei-me logo de uma vez em que ela, com 3 aninhos, não a encontrava em lado nenhum e eu já aflita abrindo armários, espreitando varandas, vasculhando tudo, até que a encontrei atrás do cortinado da sala com a cara toda besuntada de creme, proveniente de uma lata cheínha de 'nívea'(a versão mais tradicional, toda peganhenta). O tempo que eu levei para lhe tirar aquilo...

São tempos que se interligam com as nossas próprias experiências quando nos púnhamos a usar roupas colares meias sapatos das nossas mães, não é?...

Beijos

Olinda

Sotnas disse...

Olá Mariazita, desejo que tudo esteja bem contigo!
E novamente aqui na sua casa com lírios e histórias encontro belíssimo e verdadeiro texto, e sempre com a alegria que tuas postagens sempre nos faz sentir após lê-las!
É assim mesmo que são meninos e as meninas, e as palavras deste texto descrevem a infância de muitos
adultos e a realidade de muitas atuais crianças!
Parabéns cara Mariazita por mais esta beleza de postagem, sempre nos prendendo até o último parágrafo! Gostei também das imagens ilustrando o texto, como sempre tuas escolhas são belas e inteligentes!
E sempre que por cá venho, trago sempre na bagagem contentamento por tuas visitas e comentários por lá sempre tão gentis e carinhosos, assim desejo a você e todos ao redor intensa e feliz existência, enorme abraço e até mais!
Estivemos ausentes alguns dias, pelo motivo de apenas um pequeno descanso, eu e minha esposa, pra recarregar e deixar em qualquer parte do caminho nestes últimos dias o acúmulo de preocupações dos dias anteriores!

Silmara Gussi disse...

Bom dia minha querida! Ou devo dizer boa tarde já que temos um fuso horário e um oeano entre nós..rsrsrs.
Que texto mais lindo e rico, define maravilhosamente a riqueza que é nossos meninos e meninas, não seria capaz de acescentar nada..é de uma pureza incrivel. Mais uma vez prendeste-me em seu blog com esta rica leitura.
Parabéns!

Leninha disse...

Mariazita querida,obrigada pela visita e pelas amáveis palavras.Eu também,como tu adorei estudar Camões
no colégio,enquanto minhas colegas abominavam...
Boa noite,bom dia,boa tarde amiga
muito amada.
Bjssssss,Leninha

ju rigoni disse...

Querida Mariazita,

Não há nada como ter uma criança por perto. Menino ou menina, dão muito mais sentido à vida de quem com elas convive, - abrem as janelas para novos amanhãs, e nos ensinam na prática o que é a imortalidade possível.

Ter crianças em casa dá sempre muito trabalho e preocupação, sim, mas não se pode comparar essas dificuldades com a alegria imensurável de poder conviver com elas.

Lindo o seu post, amiga. E essas fotos... Ternurinhas.

Um beijo, uma boa semana. Inté!

Isabel Maria Rosa Furtado Cabral Gomes da Costa disse...

Querida Mariazita:
Deixei um abraço para ti em "Luz de África".

Daniel Costa disse...

Marizita

Eram outros tempos e a minha mãe era muito imaginativa. Vais ficar a saber que apenas as cascas das carochas, para aqueles galinácios, era um manjar. Ver a sofreguidão com que as deglutiam era de espantar.
No pouco contacto que já tive com Fátima Guerra, ficou estabelecida uma amizade, que deu troca de Mail's.
Beijos
Beijos

Daniel Costa disse...

Marizita

Eram outros tempos e a minha mãe era muito imaginativa. Vais ficar a saber que apenas as cascas das carochas, para aqueles galinácios, era um manjar. Ver a sofreguidão com que as deglutiam era de espantar.
No pouco contacto que já tive com Fátima Guerra, ficou estabelecida uma amizade, que deu troca de Mail's.
Beijos
Beijos

MARILENE disse...

Rssssss
Não é truque, é necessidade de se fazer algo sem participação de quem não gosta. Penso que truques não compensam, mas dar liberdade, sim (rsssssssssss). Obrigada pelo comentário! Sua presença por lá é sempre uma alegria.

Bjs.

Cida disse...

Que lindo, amei! :)

Não sei se já lhe contei, mas vou ter mais um netinho (menino), em setembro.
Como já tenho a netinha (Bruna, de 3 anos e 5 meses), vou ter um menininho e uma menininha para amar e curtir de montão.

Bom demais!!!

Fique com Deus.

Jinhos meus,

Cid@

Lilazdavioleta disse...

Mariazita ,

lindo , terno , engraçado ...
Obrigada pela partilha .

Um beijo,
Maria

elvira carvalho disse...

Um post maravilhoso. Hoje as meninas querem ser mulheres mal nascem e os rapazes pensam mais no futebol do que em tudo o resto.
Um abraço

Hermínia Nadais disse...

Muito bom!

Fátima disse...

Diferenças que encantam.
Quando crescem algumas desencantam.
No romantismo diferem tanto...
Um bj, minha querida.
Com carinho
da
Fátima

Judite disse...


Bom dia!
Esta é a palavra do Pai para você no dia de hoje:


“Todo o lugar que pisar a planta do vosso pé, vo-lo tenho dado, como eu disse a Moisés.
Desde o deserto e do Líbano, até ao grande rio, o rio Eufrates, toda a terra dos heteus, e até o grande mar para o poente do sol, será o vosso termo.
Ninguém te poderá resistir, todos os dias da tua vida; como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei nem te desampararei.
Esforça-te, e tem bom ânimo; porque tu farás a este povo herdar a terra que jurei a seus pais lhes daria.
Tão-somente esforça-te e tem mui bom ânimo, para teres o cuidado de fazer conforme a toda a lei que meu servo Moisés te ordenou; dela não te desvies, nem para a direita nem para a esquerda, para que prudentemente te conduzas por onde quer que andares.
Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido.
Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não temas, nem te espantes; porque o SENHOR teu Deus é contigo, por onde quer que andares”. (Josué 1:3-9)



http://www.youtube.com/watch?v=sfrSSSp10Bo


Deus seja contigo sempre!

Blog Yehi Or!
http://hajalluz.blogspot.com/

Silenciosamente ouvindo... disse...

Um post maravilhoso como a amiga
desde sempre nos habituou.Adorei.
Um beijinho.
Irene

Vinicius.C disse...

Boa tarde!!

Que maravilha de texto!

Eu já fui um menino, já vi com olhares e tamanhos diferentes, ja senti cheiro de doce em cantos escuros.

Hoje, tendo descobrir como ser adulto, será que o cheiro de doce vem junto?


Adorei seu texto!

Um beijo e que vc tenha uma ótima tarde!

Te espero no Alma1

Leninha disse...

Mariazita querida,hoje me incumbi de uma empreitada e espero cumprí-la até o final do dia.Estou sorteando pensamentos para todos os amigos e,agora,vou sortear o seu:
"Mesmo dependendo apenas dos seus esforços para realizar o que você quer,hoje há uma possibilidade para utilizar e proteção que certas pessoas importantes espalham pelo seu caminho.Use tais recursos."
Bjsssss,Leninha

Jose Ferreira disse...

Exactamente e ainda bem que assim é, Mariazita!
São os meninos e meninas de sempre, se bem que agora haja mais inovação e arrojo.
Deve ser algo congénito.

Beijinhos

Saozita disse...

Querida Mariazita, adorei estes belos textos que definem os meninos e as meninas. Uma bela interpretação dos sinais da infância, no ser criança e na interpretação do género.

Ficam mil beijinhos com amizade e carinho para a minha maezinha do coração e o desejo de continuidade de uma boa semana.

Sãozita

Livinha disse...

Que coisa mais linda, que riqueza de palavras, que profundidade com que se foi descrito menino e menina. Que alma observadora e sensível ao narrar tão bem as nuances de dois sexos em suas idades crianças...

Como sempre Mariazita, trazendo a todos nós grandes nuances literárias ao sabor da cultura, do crescimento...


Lindo de viver...

Bjs

Livinha

Olinda Melo disse...

Bom dia, Mariazita

Obrigada pela sua visita ao meu blog e comentário.

:) Sobre a cena da Nívea, fiquei aliviada porque a vi sã e salva, ainda que toda besuntada... A seguir, já se sabe, a reacção das mães,-Oh, pequenina como é que tu estás, ai tanto creme, agora a mãe vai ter este trabalho todo...Depois,achei-a tão engraçada que desatei a rir, e ela toda espantada a olhar para mim... :))

Beijinhos

Olinda

Vivian disse...

Bom dia,Mariazita!!

Que lindo post!!!Tenho um menino e uma menina...então sei bem!!!rsrsr

Apesar de que minha menina vai fazer 4 anos e já faz tudo que o texto descreve...rsrsrs
É a frente do seu tempo!!rsrsr
beijos pra ti!!!
Tenha um lindo final de semana!!
*Desculpe a demora!!

Marcela disse...

Que beleza de texto!

Malu disse...

Linda amiga, grata pelo seu carinho em meu canto e pode ter certeza que lhe dou os pincéis... rsrsrsrs
Este seu texto relata uma dicotomia perfeita mas descrita com tanta delicadeza que nos emociona...
Eu fui uma menina que nasceu cheia de fitas e as tenho até hoje...
Beijinhos em teu coração...

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

Oi Mariazita!
Tocou-me bem na ferida!
Fui mimada, ,mas com algumas recordações desagradavéis, coisas da vida!
Todo esse desconforto , converteu-me numa pessoa "chata" para com os meninos,comprava-os a todos para me deixarem dar beijos, para os apertar, os agora adultos,como minhas filhas e filhos de minhas amigas..recordam como eu os beijava,fugiam de mim...então lá eu tinha de fazer acordos, hoje tenho uma netinha com 5 anos a quem "encho" de beijos,tive a sorte de ficar com ela até aos 3 anos,idade em que entrou na "escolinha" , ela deixa mimá-la mas de vez em quando também me diz"vóvó só um tá bem"? e lá daquela vez só vai um,mas não me queixo. Dizem: quem nunca ou pouco recebeu ,não sabe dar... não acredito!
Todas as crianças têm o seu encanto, todas cativam,é a sua ternura, a sua inteligência, toda a sua maneira de ser.
A minha neta nunca foi virada para "bonecas",mais tecnologias, mas tem uma gatinha "a Luizinha" que é a sua perdição, trata com tanta ternura ,comparo relação mãe e filha.
Faço voluntariado actualmente, e estou à espera dum jardim escola,onde possa dar a minha ajuda
Por isso amiga, como me tocou no ponto fraco, fui "chatinha " com tanta escrita....
Até breve
Herminia

SAM disse...

Mariazitaaaaa!


Vim deixar um beijo estalado de bom!

Nuestro Cielo disse...

Querida amiga Mariazita!

Meninos e meninas são milagres em nossas vidas. Lindo texto!

Muito obrigado pelas visitas e pelo carinho que dedica amim e à San. Nos sentimos agraciados com sua amizade e suas palavras sempre nos fazem muito bem.
Obrigado mesmo.

Que seu final de semana seja abençoado.
Deus seja contigo!

Abraços,

Wilson

Magia da Inês disse...

ჱܓOlá, amiga!
。°✿
Passei para deixar um abraço.
Bom fim de semana!
Beijinhos.
Brasil

✿✿♪

♫° 。✿ ✿ჱܓ

Emília, disse...

Adorei a postagem,e conheço bem o lado feminino, pois tenho três meninas.Como fui professora durante 25 anos conheço bem tbém o universo masculino e cada um deles tem suas peculariedades.
Meninas e meninos são especiais,e aprendi muito com cada um deles(as)
Um lindo fim de semana!!!Beijo grande..
Emilinha

C. disse...

Miga, isso quer dizer que a menina nasceu para aquilo que tem que ser? Lol!

Os meninos já acho mais "arteiros", mas mais carinhosos com a mae, principalmente.

Na verdade ambos tem seus encantos, e eu adorei a forma que o autor nos presenteou com ambos os lados. Para quem nao é mae como eu, só pude opinar se baseando na vida de tia :)

Um grande beijo Mariazita, eu nao estava conseguindo comentar em alguns blogs, inclusive o seu. Acho o blogger estava meio temperamental novamente por esses dias.

Simone MartinS2 disse...

Boa noite, passando para te pedir um favor, pode ser? Então...voce pode me fazer um favor? Entre no meu http://meumodosuavedeescrever.blogspot.com, la voce clika num selinho "TROVADOR LIRICO", vais entrar no blog.OSTRA DA POESIA, tem uma porta marrom, que abre e fecha, entre nela e veras meu poema: O poeta...seus rabiscos...agora, va no final da pagina e envie uma mensagem votando no meu poema, pronto! Obrigada e sempre estarei a te visitar...BJIN em seu coração!

lili Rebuá disse...

Parabéns pelo post...Eu tenho duas e um menino e todos eles me encantam e me enche de felicidade! Beijocas! Gostaria muito de ter vc como minha seguidora... Beijocas!!!!

Táxi Pluvioso disse...

Não há mistério algum, um menino e uma menina são apenas futuros contribuintes, e esperemos que a idade de pagar impostos desça.