domingo, 29 de maio de 2011

MANTA DE RETALHOS

(Reposição de post publicado em 10.08.08, ligeiramente alterado)

Quando se escreve “ao correr da pena”, como se de uma amena conversa se tratasse, corre-se o risco de usar expressões que podem ser mal interpretadas por algum leitor mais atento.
Vem isto a propósito do comentário que um gentil visitante e comentador fez ao post anterior,

- “Sei que a sua intenção não foi dizer ""todos nós"

pelo facto de eu ter escrito “todos nós”.

Daí que eu tenha alterado este início de conversa, que começava assim:

- Todos nós sabemos que uma manta de retalhos é feita de…

A verdade é que nem TODOS sabem como se faz ; apenas alguns, mais provavelmente algumas… saberão que uma manta de retalhos é confeccionada com pequenos bocados de tecido, unidos aleatoriamente…

Mas deixemos isso para a próxima aula de corte e costura!
Vamos ver o que tem a dizer-nos esta simpática velhinha.

SOU UMA VELHINHA GAITEIRA

Sou uma velhinha gaiteira. E daí?

Image and video hosting by TinyPic

Isso incomoda-vos? Lamento!
Preferia que vos agradasse. Mas não posso deixar de dizer que “é para o lado que durmo melhor”.
Esta é uma expressão que usam os meus bisnetos - que, aqui para nós, também me chamam, com ternura, “velhotinha gaiteira” – quando querem significar que não se importam com qualquer coisa..


Gosto de vestir roupas de cores garridas, alegres. E daí?


Image and video hosting by TinyPic

A claridade faz bem aos ossos, ajuda a combater a osteoporose. O ideal mesmo é a luz do sol, pelo menos quinze minutos por dia. Mas nos dias sem sol, ou para quem não pode expor-se aos raios solares, a claridade é um bom substituto.
A alegria é indispensável à vida. É a ela que devo a minha longevidade.
Não sabem que existem “clínicas do riso” onde as pessoas com uma certa idade vão, apenas rir, quinze minutos todos os dias? Vejam como elas são felizes!
“A alegria é um raio de luz, que deve permanecer sempre aceso, iluminando todos os nossos actos, servindo de guia a todos que nos rodeiam”
A vida é muito importante para ser levada a sério – dizia Óscar Wilde.

Gosto de passear no parque,

Image and video hosting by TinyPic


ouvir o chilrear dos passarinhos. E daí?
Image and video hosting by TinyPic


Quem disse que os parques só podem ser usados pelos meninos que jogam à bola ou brincam ao pião?
Ou pelas meninas, carregando as sua bonecas, brincando às mamãs?
Ou pelas criadas, impecáveis nas suas fardas acabadas de engomar, aventalzinho branco bordado, empurrando os carrinhos dos bebés, que vêm tomar ar fresco?

Esperem! Estou a fazer uma grande confusão…isto acontecia há muitos anos! Deixei-me embalar pelas recordações…
Estou aqui sentada há tanto tempo e ainda não ouvi o cantar de um pássaro! Ouço, sim, as buzinas dos carros, que fazem um barulho infernal.
E o ar fresco e perfumado? Não se sente…Há, isso sim, um cheiro horrível do gás que sai dos tubos de escape.
E as crianças, as poucas que por aqui se vêem, estão agarradas àquelas maquinetas que lhes entortam os olhos. Mexem constantemente os dedinhos, mordem os lábios nervosamente, e não se apercebem de nada à sua volta…



Preocupo-me com a saúde. E daí?

Image and video hosting by TinyPic

Vou ao médico regularmente. Tomo os medicamentos que ele me receita. Faço os exames que prescreve. Sigo, direitinho, todos os seus conselhos.

Dizem-me os mais jovens:
- Eu vendo saúde! Sou forte! Para quê perder tempo com médicos?

Eu também já fui jovem, mas não pensava assim. Sempre me cuidei. Continuem com essa filosofia, e em 2028 cá estaremos, e então conversamos. Bom, EU sei que vou cá estar. Vocês…não sei! Arrisco-me a falar com os vossos ossos, talvez já feitos em pó.
A juventude de agora não pensa! “Esta juventude um espanto!”

Sou vaidosa. E daí?

Olho-me no espelho e vejo um rosto sorridente. As rugazinhas que o enfeitam sorriem comigo. Foi uma oferta do tempo, por tanto que eu soube sorrir.
Os olhos reflectem ternura. E amor. Muito amor. Todo o amor que dei e recebi ao longo de tantos anos.
O peito não é altivo como antigamente…Foi a amamentar os filhos que ele perdeu a altivez. Como os meus filhos gostavam do leitinho da mamã! Era vê-los crescer, fortes, saudáveis, risonhos!
Não há nada como o leite materno para alimentar os bebés.
Hoje há muitas mulheres que não querem amamentar. Dizem que não querem “estragar” o corpo! Como se um filho pudesse estragar a sua mãe!
São jovens, ainda não sabem que, depois de carregarem um filho no ventre durante nove meses, ele ficará para toda a vida no coração.
E esse, o coração, é que é importante não deixar estragar.

Estou a ficar desmemoriada. E daí?

Image and video hosting by TinyPic

A semana passada fui ao cinema ver um filme qualquer. Já nem me lembro do nome…dos artistas muito menos. Sei que são muito conhecidos, famosos, mas não me recordo dos nomes. Mas isso que importa? Daqui por algum tempo ninguém se lembrará, também! Eu apenas me antecipo a esquecê-los.
Sei é que havia um cheiro forte, enjoativo, no ar… Pipocas, era isso!
E aquele ruído de fundo – crr, crr, crr…Imaginem o som de duzentas ou trezentas pessoas – não sei quantas comporta uma sala de cinema - a mastigar pipocas!
E o ronco do vizinho do lado que não apreciava o género de filmes de…
Acção? Suspense? Policial? Sei lá!...
Não me lembro. E daí?

OBS. – Para que não me interpretem mal… entenda-se “gaiteira” por – alegre, foliona, brincalhona (adjectivo) e não «tocadora de gaita» (substantivo).


Image and video hosting by TinyPic

59 comentários:

isa disse...

Mariazita,que delícia o seu post.
Era mt usado o termo "gaiteiro" ou "gaiteiro" na minha casa qd mais nova. E acho-lhe graça.
Beijo.
isa.

São disse...

Já não sei quantas vezes tentei deixar o comentário, será agora?

Neninha, que possamos ser sempre gaiteiras, rrss

Bom domingo, querida.

Lis disse...

Oi Mariazita
Adorei o post , durante a leitura lembrei vagamente de já ter lido, mas é muito divertida e coreografado. rs
Esse termo gaiteira quase nao usamos aqui , talvez serelepe rsrs
deixo abraços
vou tentar enviar porque comecei a ter dificuldades na hora do envio,vamos ver se dou sorte aqui no seu blog.
que chato hem!esse blogger vai aprontar de novo!! rs
um abraço e boa semana Mariazita

Dora Regina disse...

Interessante e divertida postagem!
Aqui no Brasil se usa o termo "gaiteira" quando queremos dizer que uma pessoa é descontraída e alegre, numa linguagem popular...
Um abraço!!!

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Já não se usa, mas se falava muito, "velha gaiteira", quando eu era jovem. A postagem toda está muito divertida.Ri,pra valer, aqui, na minha noite de sábado.
O domingo, então, promete ser feliz, provocado por uma "velha gaiteira" e, ainda por cima, portuguesa..rsrsrs.
Esta "MANTA DE RETALHOS" me encheu de alegias...obrigada, Mariazita.
Beijinhos

Sotnas disse...

Olá Mariazita minha cara, desejo e espero que tudo já esteja bem contigo!
Já estava com saudades destas tuas belas e alegres postagens, com este seu jeito alegre de contar histórias!
É verdade Mariazita, ser feliz não tem idade.
Sempre que ouço os jovens dizer, algo como, isso é coisa do seu tempo, mal sabe ele que se não vivêssemos o nosso tempo como ele diz, ele não conheceria o tempo dele como é, pois foi o meu tempo que proporcionou as mudanças necessárias em tudo que ele conhece no tempo dele, mas isto é apenas um detalhe que no futuro ele vai descobrir e talvez sinta qualquer remorso por ter tantas vezes enaltecido o seu momento, tentando me fazer pensar que o meu momento não teve qualquer importância!
Passa pela vida aquele que envelhece com felicidade e dignidade, diferente dos que observam o passar da vida, infelizes e sentindo-se indignos por estar vivo!
E não se preocupe, sei que essa internet esta estranha ultimamente, por tanto, como Mariazita ou anônima a amizade terá a mesma intensidade, por estar sempre presente com teus sempre sábios e gentis comentários. Sabe bem como me contenta por demais tuas visitas e amizade. Sendo assim desejo a você e todos ao redor intensa felicidade e sempre melhoras, um grande abraço e até mais

Livinha disse...

Como sempre discurtindo assuntos bem a moda do que a tantos encomoda e se encomoda...
Penso que estar a viver na atualidade e saber acompanha-la é estar atenta no viver jovial daqueles que chegam nesta data, podendo perceber, compreender quando tanto já tem por vivido.
O importante é não permitir que a alma envelheça, passando ao corpo o sentido de se estar.
É o de dentro que faz toda a diferença e daí?

Linda postagem

Excelente domingo querida


Bjs

Livinha

Desnuda disse...

Querida amiga,


Maravilha de mulher! Maravilha de post! Parabéns querida amiga por todas estas belezas que já sabemos de você e que tem muito mais como exemplo para todos!

Mariazita, acabei de enviar um e-mail pra você que disse: Alegria chama alegria. É o que constatamos aqui. Obrigada querida!


Beijos com carinho. Bom domingo!

PS: Tudo normal agora nos meus blogs e já postei seus mimos! Obrigada pelo carinho amiga querida. Amo ocê pra daná!

Cida disse...

Amei o texto!

Muito bom para se começar a semana! :)

Beijinhos,

Cid@

CF disse...

Mariazita
Que texto surpreendente! Tomara que eu, na sua idade consiga ter essa jovialidade! A energia que transparece no texto...é contagiante!
Adorei uma expressão "as rugas riem comigo"... esta vou utilizar, se me permite no meu quotidiano!!! Eu adoro rir, muito raramente me vêem de rosto fechado... mas como diz, prefiro assim tb.
Adorei a sua "gaiteirice"... ela é salutar e urgente...uma lição para muitos jovens que a qualquer contratempo entram em depressão!!rsrsrs`
E tenho a certeza que nada a abate, com essa vontade de lutar!
Acho que adoraria conhecê-la! Adoro aprender com os outros e respeito muito os mais velhos. Digo aos meus filhos que nunca, mas nunca mesmo devem escarnecer das pessoas mais velhas, elas têm muito para ensinar e, antes devem ouvir atentamente as suas estórias...
Muito mais poderia estar aqui a conversar consigo, mas depois teria muito para ler e isso faz-lhe mal agora... lolol
Abraço grande

Lindalva disse...

kkkkkkkkkkkk diga ai velhinha gaiteira kkkkkkkk adorei a postagem. Amiga saiu o resultado do Pena de Ouro, aparece no Ostra para a festança que rola lá, você faz parte desta brincadeira. Ah! estou participando da Copa Blog um evento da DadoPag poderia contar com seu voto?. Este é o link http://dado.pag.zip.net/ e ao abrir você procura por meu nome: Lindalva e clica em cima... pronto é rápido e indolor
Beijos e uma semana de luz!

carol disse...

Vivam as "velhas gaiteiras" SEMPRE!
Eu cá também sou. E, se puder, vou continuar a ser SEMPRE!!!
Bem giro. Bem divertido o teu texto.

Beijinhos

Tite disse...

Desculpa amiga não ter aparecido há já algum tempo.
Ando mais fugida pois tenho preferido seguir os conselhos que aqui deixas.
Andar mais, tratar mais da saúde e viver o muito que preciso para chegar a 2028.

Obrigada pela preocupação e...
Chuac!

Lindalva disse...

Amiga estou voltando ... o dado explicou a pouco no ostra que a votação para Copa Blog só começa às 20hs de hj do Brasil kkkkkkkkkkkk tens que votar de novo, vai votar? e minha participação vai até terça feira 1 voto por dia ok? beijos

Zélia Cunha disse...

Oi Marizita, estou te seguindo. Teu blog é muito legal, adorei os textos e as animações, o máximo!
É um prazer tê-la entre meus seguidores.
Beijos
Zelia

Saozita disse...

Querida Mariazita, adorei este post, também conheço a expressão gaiteiro, no sentido aqui aplicado, alegre, brincalhona, divertida! A nostalgia é sentida, na medida em que se mudam os tempos, já nada é como antes... bem aqui por Gondim, aínda acordo com o chilrear dos pássaros, e à noite posso ouvir um grande número de animais, sobretudo o coachar das rãs, junto ao rio que passa a 150m de minha casa.

Continuação de um lindo e bom Domingo.
Mil bjs com carinho desta filhota amiga que muito a estima.

Marilu disse...

Querida amiga, fizeste-me lembrar minha mãe, com as mantas de retalhos, tenho ainda hoje comigo mantas que foram feitas em Portugal a mais de 70 anos. E que sejamos sempre "velhinhas gaiterias" rsrs. Tenha uma linda semana. Obrigada pela tua presença no meu novo blog.Beijocas

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Mariazita!

Pronto, quem não sabia fica agora a saber: que és uma "velhinha" danada para a brincadeira. E fazes tu muito bem.
Como dizia o Oscar, de apelido Wilde, e muito bem, a vida não é para ser levada muito a sério, ainda que a dele, coitado, lá para o fim da mesma, não tenha terminado lá assim muito bem ...
Eu, pessoalmente, gostei da confissão, e bato palmas à filosofia seguida.No fundo, desta vida tudo o que nós queremos é ser felizes, e cada terá a sua receita para o conseguir; o resto conta muito pouco ...

Beijinhos; gostei de te ler.
Vitor

Nilce disse...

Oi Mariazita

Primeiro meus Parabéns pelo prêmio "Blog da semana". Você merece!
Quanto ao post, também sou muito alegre, amo muito e sou feliz.
O que estes mais novos de hoje não entendem, é que somos jovens há mais tempo que eles.rsrs
Mas continuamos jovens.
Felicidades sempre!

Bjs no coração!

Nilce

Néia Lambert disse...

Que delícia de texto Mariazita. A jovialidade está na alma, nos olhos de quem sabe viver cada momento de bem com a vida.

Tenha uma linda semana,beijos.

Carla Ceres disse...

Oi, Mariazita! Mesmo não sendo uma pessoa alegre, minha avó usava muito a palavra "gaiteira". Nos últimos anos de vida, ela resolveu se alegrar. Percabeu quanto tempo perdera, levando ninharias a sério. Gostei muito da postagem. Beijos!

Miguel disse...

Ô minha cara Mariazita, que linda e alegre mensagem.

Verdade minha amiga, somos o que somos, "e daí?".

Temos vontade, ideais, ainda temos vida para dar e vender, vamos vivê-la intensamente, como dizemos por aqui, "danem-se" as rugas e os peitos caídos, nossa força interior supera a tudo isso.

Beijo Mariazita, até outras muitas vezes.

Lilá(s) disse...

Como coreografia está bem divertido, como escrita está o máximo!
Sempre interpretei o termo "gaiteira" como uma pessoa é descontraída, alegre, brincalhona por isso junto-me ao grupo das "gaiteiras" rsrsrsrrs.
Bjs

Lindalva disse...

KKKKKKKKKKKKKK Mariazita tu é show amiga, dois votos por dia kkkkkkkkkkkk e olha eu sabia da nossa diferença por conta do fuso, lembra eu só passo minha férias ai em PT, fico maluquinha quando ai chego e quando volto para o Brasil :-) Obrigada de coração e quanto a votação ela se encerra dia 1º de junho - QUARTA FEIRA, andava cansada por conta das festividades do Ostra, porisso nem me toquei que maio tem 31 dias ok? beijinhos iluminados no coração!

Smareis disse...

Muita bonita essa texto da Manta de Retalhos. Minha Avó fazia lindas manta de retalhos, e minha mãe aprendeu coisas linda com ela. Esse texto me fez lembrar muito delas. Gostei muito de conhecer um pouco seu espaço. Parabéns e voltarei mais vezes. Vou seguindo seu blog. Um abraço!

Maria disse...

Amiga que post excelente para começar bem a semana, adorei.
Beijinhos
Maria

Evanir disse...

Mariazita como vai você??
Já foi colocado o mimo no blog e você esta bem das vistas?
Gostei da sua postagem é muito Gira é bom para descontrair minha cabeça.
Fui na madrinha Lidalva e vi você na
na casa dela aproveitei vim no embalo para Portugal.
Uma semana linda para você beijos da amiga sempre,Evanir
www.aviagem1.blogspot.com

Lourdes disse...

Mariazita
Hoje já fiz terapia do riso ao ler o seu "post". Revejo-me inteiramente nele talvez porque seremos "raparigas" (para os brasileiros, entenda-se meninas bem comportadas)da mesma geração.
Devo confessar que gosto de ser "velha gaiteira" e os meus filhos gostam de mim assim.
Beijinhos
Gaiteira Lourdes

Sonhadora disse...

Minha querida

Como sempre uma maravilha de post, e porque não havemos de ser velhas gaiteiras? Eu uso muito este termo, os anos vão passando mas se a alma estiver jovem, nós também nos sentimos assim, adorei e deixo o meu beijinho carinhoso.

Rosa

Bergilde Croce disse...

Mariazita,fiquei feliz recebendo seu comentário lá nos registros dos filhotes,percebí que está bem e por dizer,minha mãe também(da operação de catapora).Da vovó 'sprint'(ou gaiteira),o importante é que vive a sua vida sem esquecer daquilo que realmente é importante e a faz feliz.Amei seu post,muito inteligente e auto-irônico.Lí seu livro duas vezes e me vejo mais uma vez aprendendo com você,com seus escritos de blogger(coisa mais chique e moderna não há!). Grande abraço!

Daniel Costa disse...

Marizita

Bela crónica acompanhada de imagéns de uma velhinha, que apesar de já ser geronte se diverte. Com a tua manipulação, não deixa de apresentar modernidade de espírito. Podemos colher a lição se pode sempre ser novo espíritualmente.
Mariazita, o convido, especalmente a dar uma vista ao meu poema postado, tem a pretensão, de reflectir o meu estado de espírito como concorrente.
Beijos

Fernanda disse...

A avaliar pela descrição, também sou uma "velha" gaiteira :)
Ainda bem! Amiga Mariazita!!!

A verdade é que esse é o caminho certo para a longevidade. Vamos ser sempre velhas gaiteiras, pois então.

Beijinho

zeparafuso disse...

Excelente!!!! Não me ocorre mais nada. Será falta de memória?
Beijinho.

tecas disse...

E daí...um grandioso post. Uma delícia deslumbrante. E daí...eu ficar sem palavras para comentar, querida Mariazita.
Lindo.
Bem haja, pelas palavras de apoio e amizade, deixadas no meu blog.
Bjito amigo e uma flor.

AFRICA EM POESIA disse...

Mariazita
Passei para deixar um beijinho.
Vou passando na casa da Mariquinhas. Casa que visito Há alguns anos pois a brincar e sem dar conta já cá andamos mesmo Há alguns anos e a "casa da MariquinhaS" SEMPRE FOI DAS MINHAS VISITAS INICIAIS.
gOSTEI DO POSTE
dA ALEGRIA
DA fOLIA
dA

AFRICA EM POESIA disse...

Da Vida
Um beijinho grande


Não sei como o comentário Fugiu e tive que o terminar aqui

Ana Martins disse...

Maravilhoso post Mariazita, alegria não tem mesmo idade e faz-nos sentir bem.

Beijinho,
Ana Martins

Lindalva disse...

Mariazita minha querida amiga além mares, obrigada pelo carinho que vem demonstrando diariamente com os dois votinhos, emociona esta delicadeza, olha está encerrando o mês e estou fazendo uma pequena festa no salão da Ilha para os aniversariantes do mês e conto com tua presença e tem tb um selinho presente pelos cem seguidores, como vê terminamos o mês só com alegrias... e dá notícias da tua saúde viu? está se cuidando direitinho? beijinhos e beijinhos!

isa disse...

Mais um mt obrigada pela nomeação,
Mariazita.
Que esteja bem melhor!
Beijo.
isa.

C. disse...

Ahh que fofa essa "velhinha gaiteira"!
Ela é que tá certa, tem mais é que promover a alegria, o bom humor.
E falando nisso, eu sou muito mal interpretada com o meu lado satírico, por vezes tem pessoas nao aparecem mais no meu blog por conta disso.
Eu sou suspeita em falar de pessoa idosa, porque cuido de uma de 94 anos. Muitas histórias e conversas temos, ela foi muito inteligente e ativa, é muito bom saber como a vida termina, e mesmo assim ainda se consegue sorri dela.

Beijosss amiga,
espero esteja melhorzita!
Cris

Vivian disse...

Bom dia,Mariazita!!

Que encanto seu post!!Leve e bem humorado!!!Adorei!!
**E você, como está? Já sente-se melhor, recuperou-se?
Beijos minha querida!
Que Deus te abençõe!

Malu disse...

Você é uma pessoa cheia de VIDA e alegrias, isso sim!!!
Eu amo a forma como escreve, assim, com esmero e ao mesmo tempo com tanta liberdade.
Grande abraço

Graça Pereira disse...

Pois, Mariazita, a alegria realmente não tem idade... e não fica mal a ninguem.Acredita que sou mais alegre e rio mais do que muitos jovens com quem lido... Se me chamam gaiteira...não sei! Mas é questão que não me incomoda! Gosto de uma boa gargalhada, de boa disposição e sorrisos á minha volta.
Talvez seja como a "velhota" da tua história e...(aqui que ninguem nos ouve...) ainda bem!!!
Beijocas
Graça

Evanir disse...

Com muito carinho venho oferecer a você
que já foi homenageada
No blog A Viagem tem um
presente para você na lateral esquerda do blog.
Foi feito com muito carinho.
beijos no coração,,Evanir.

www.aviagem1.blogspot.com
Felizes Os Que Amam

elvira carvalho disse...

Ora aqui está um texto que li com muito agrado. Eu também já sou assim. Um bocado desmemorizada, e velha gaiteira que gosta de passear nos parques, e de brincar com a neta.
Um abraço

Irene Moreira disse...

Mariazita
Como vai!
Que sauddes de estar aqui e de ler seus posts.
Que gostoso foi ler esta narrativa que nos transporta a um a realidade e nos alegra com partes tão divertidas.

Beijos no seu coração

Táxi Pluvioso disse...

Que não me deem nenhuma gaita, deem-na aos seus líderes, que os escolham gaiteiros para que paguem o dinheiro pedido emprestado nestes 37 anos, que eu prefiro ser velho que dá pontapés nas crianças e nos cães.

Maria João disse...

Mariazita

A vida é para ser vivida em todos os momentos e nas suas diferentes fases. Nem sempre somos alegres, nem sempre somos tristes. Os anos sucedem-se e nós vamos sentindo coisas diferentes perante as mesmas coisas. Olhamo-las de forma diferente na verdade. Algumas limitações surgem nas nossas qualidades anteriores, mas outras virtudes vamos conquistando. Em nenhum momento, nada nos está vedado e cada um de nós deve posicionar-se na vida na sua forma peculiar de estar, ver e sentir.
Ser " velha gaiteira " é uma expressão cheia de preconceito, um preconceito cultural de que a alegria é própria da juventude, o que faz desse período da vida, o mais especial. Não é assim, como sabemos e, talvez por causa dessa forma tão preconceituosa de ver a forma como se vive, se abandonem os ... " mais vividos ", como "limões espremidos" que nada mais podem esperar.
Que bom que era que todos os "velhos" fossem gaiteiros enquanto pudessem, porque a o abandono dos mais novos, depois, semeia tamanha solidão que não há alegria que lhe valha.

Um beijinho grande, amiga
Espero que estejas melhor!!

Isabel Maria Rosa Furtado Cabral Gomes da Costa disse...

Querida Mariazita:
És uma jovem cheia de vida, Amiga! Como te sentes hoje? Conta-me como está a tua saúde.
Respondendo ao teu comentário no meu blog, sabes que não sei ir buscar um selo e colá-lo no meu blog.
Um abraço muito grande para ti, e continua assim, "gaiteira" e "foliona",

Lilazdavioleta disse...

Mariazita ,

um coração e vontade de viver não têm idade .
Quando não se pode correr , caminha-se , mas continua- se .

Espero que os teus olhos estejam o melhor possível .

Um beijo ,
Maria

ju rigoni disse...

Ah, adorei ler o seu post, amiga! Eu sou uma gaiteira assumida. rsrs E não estou nem aí para quem se incomoda com isso. Quero mesmo é ser feliz; preencher com alegrias cada dia dessa dádiva que é a vida. Nem sempre é fácil, mas eu me esforço. rsrs

Agasalho-me tranquila e confortavelmente na sua manta de retalhos. Não me incomodam as ruguinhas do rosto. Gosto especialmente dos parênteses que ladeiam minha boca. Dentro deles, pode-se ler: ri muito nesta vida.

Bjs, querida, abraço apertado. Alegrias hoje e sempre. Inté!

Fátima disse...

Rs rs
Mariazita, muito legal o post!
Eu quero ficar uma velhinha assim.
Bem alegre, feliz!
Quero deixar todo mundo doido ao meu lado.
E eu espero que eles me amem e tenham paciência comigo , assim como eu tenho com minhas velhinhas...
Elas São tão lindas...
tão graciosas...
São tias dessa Rosa.
Bjs, minha querida amiga.
Com carinho
rosa
de Fátima

Saozita disse...

Querida Mariazita agradeço desde já a votação do "No livro da Vida", para blogue da semana.
Por dificuldades no meu PC( avariado, desde 2ª feira), aínda não me foi possível colocar o desejado post, para esta semana, alusivo ao concurso de blog da semana, promovido pelo Will, assim como ao aniversário deste meu espaço, que fez 1 aninho!
O meu marido que é o meu técnico de informática( rsrsssss ), esteve para Espanha, e só hoje é que irá reparar o computador, agora já me é possível comentar, pois nem isso me era possível, bloqueava constantemente o computador e o windows não funcionava.

O post, em principio será colocado amanhã,pois julgo já estar debelado o problema.

Uma linda e Feliz noite para ti amiguinha.

Beijinhos

Lindalva disse...

Olá minha querida vim te desejar uma linda noite de sonhos coloridos e te avisar que a ilha passou para segunda fase da Copa Blog, não vou dizer obrigada kkkkkkkkk mas te ofereço o selo 15 mil visitas a ilha, porque tu fazes parte deste número. Amiga entramos em junho, creio que já devemos começar a amadurecer o encontro blogueiro em setembro, afinal temos que pensar que nem todas as amigas e amigos blogueiros moram em Lisboa, eu poderei me deslocar para qualquer sitio de PT porque estarei de férias sem lenço e sem documentos :-) então que tal começarmos a pensar em qual sitio seria viavel o encontro ok? vou falar com a Isa e a cris, pensa ok? beijinhos!

Silenciosamente ouvindo... disse...

Eu também gosto de ser uma velha
gaiteira(aí os meus 65 estão a
chegar...mas eu penso que ainda
sou uma jovem...)
Na Irlanda sinto paz...as paisagens
dão-me essa sensação e depois estou
junto de pessoas que gosto...e desta vez conheci um casal polaco
que espero fiquem a ser sempre meus
amigos, e foi muito bom.
Beijinhos

Lena disse...

Mariazita,
Acho que você deve ser uma grande e bela contadora de histórias. Quanta coisa boa eu acabei de ler nesse texto mágico! Quero ser essa velhinha gaiteira, pois alegria e o bom humor na velhice são grandes companheiros. Muito bom, minha flor linda.
Beijokas e um lindo fim de semana!

Will Lukazi disse...

és uma gênio minha amiga...rrsr..que texto leve e maravilhoso!!!

Ah, tem um selinho pra vc lá na pagina ''selos e premios '' do meu blog.

beijao..

Smareis disse...

Querida vim deixar um beijo e te desejar um ótimo fim de semana. Obrigada pelo carinho. Parabéns pela manta de retalhos.

manuela baptista disse...

"já tenho treze anos
que os fiz por Janeiro
madrinha casai-me
com Pedro Gaiteiro"

António Feliciano de Castilho

gaiteiro porque incita à dança
ao canto, à alegria

quem é que não faz treze anos, todos os dias?


um beijo

manuela