domingo, 8 de maio de 2011

A MENINA GORDA

50.000 VISITAS
Ao completar as 50.000 visitas, agradeço a quantos ajudaram a atingir este lindo número, oferecendo este selinho.
LEVE-ME CONSIGO. ESTOU AQUI

Um grande “Bem haja!” a todos.

Image and video hosting by TinyPic

DIA DAS MÃES NO BRASIL (08.05.2011)
O MEU BEIJO PARA TODAS AS MÃES BRASILEIRAS

Image and video hosting by TinyPic

Ligue o vídeo e acompanhe o poema, logo abaixo:



Esta menina gorda, gorda, gorda,
Tem um pequenino coração sentimental.
Seu rosto é redondo, redondo, redondo;
Toda ela é redonda, redonda, redonda,
E os olhinhos estão lá no fundo a brilhar.

É menina e moça. Terá quinze anos?
Umas velhas amigas de sua mamãe
Dizem sempre que a encontram, num êxtase longo:
“Como esta menina está gorda, bonita!”
“Como esta menina está gorda, bonita!”
E ela ri de prazer. Seu rosto redondo
Esconde os olhinhos no fundo, a brilhar.

Às vezes no quarto,
Diante do espelho;
Ao ver-se tão gorda, tão gorda, tão gorda,
Ela pensa nas velhas amigas de sua mamãe
E também num rapaz
Que a olha sorrindo,
Quando toda manhã ela vai para a escola:
“– Ele gosta de mim… Ele gosta de mim.
Eu sou gorda, bonita…”
E os dedos gordinhos pegando nas tranças
Têm carícias ingénuas
Diante do espelho.

Rui Ribeiro Couto
(Poema tornado conhecido através da declamação de João Villaret)


Rui Ribeiro Couto

Rui Ribeiro Couto (Rui Esteves Ribeiro de Almeida Couto), brasileiro, foi magistrado, diplomata, jornalista, contista, romancista e poeta .
Nasceu em 12 de Março de 1898, em Santos, e faleceu com 65 anos de idade, em Paris, a 30 de Maio de 1963.
Na sua qualidade de escritor e jornalista colaborou com o Jornal do Brasil e O Globo, e ainda com A Província, de Pernambuco.
Em 1952 foi embaixador do Brasil na Jugoslávia, carreira bem sucedida e que exerceu até se aposentar.
Em 1958 conquistou, em Paris, o Prémio Internacional de Poesia, com o livro “Le jour est long”, que escreveu em francês.
Deixou uma vasta obra, tanto em poesia como em prosa; desta destaca-se A Cabocla adaptada duas vezes para a televisão.

João Villaret



João Villaret (João Henrique Pereira Villaret) nasceu em Lisboa em 10 de Maio de 1913.
Nasceu com a vontade e a capacidade de, em cima do palco, encantar o público.
Foi actor, encenador e declamador.
Depois de frequentar o Conservatório Nacional, começou por integrar o elenco da companhia de teatro lisboeta Rey Colaço - Robles Monteiro.
Em 1954 foi à cena, no extinto Teatro Avenida, em Lisboa, a peça “Esta noite chover prata” que obteve um êxito estrondoso, e ainda hoje é recordada com saudade por quem teve a sorte de a ela assistir. E quem não assistiu, vive hoje das descrições apaixonadas dos que lá estiveram.
No cinema trabalhou com Leitão de Barros em filmes como “Inês de Castro”, “Camões”, “Bocage”… e aquela que terá sido a sua melhor interpretação de sempre em cinema, a de Telmo Pais, em Frei Luís de Sousa (1950).
No final dos anos 50 (século passado) ingressou na televisão.
E assim nasceu a estrela João Villaret.
A experiência que trazia de teatro, cinema e programas radiofónicos contribuiu para que os programas na televisão se tornassem um êxito sem precedentes,
Ele dizia poesia como ninguém. É, sobretudo por isso, que é recordado
Aos domingos ninguém deixava de vê-lo declamar poemas dos maiores autores nacionais, sobretudo Fernando Pessoa e António Botto, dos quais era amigo.
Ficaram célebres, entre outras, as suas interpretações de:
- Procissão, de António Lopes Ribeiro (1955)
- Cântico negro, de José Régio
- O menino de sua mãe, de Fernando Pessoa
De mão no peito e olhar fixo na câmara, prendia as famílias ao pequeno ecrã. Era um homem grande, volumoso. Mas maior ainda era a sua arte
João Villaret morreu aos 48 anos, em 21 de Janeiro de 1961, em Lisboa.
A sua morte causou manifestações de grande pesar em Lisboa, de tal forma que, durante muitos anos, os lisboetas celebraram o aniversário da sua morte com um recital de poemas no Cinema S. Jorge, onde a sua voz se ouvia num palco vazio iluminado apenas por um foco de luz.
Em sua homenagem, Raul Solnado fundou, em 1965, o Teatro Villaret.

71 comentários:

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Mariazita!

Como as coisa entretanto mudaram!

O poema é bonito, mas ser gordo e redondo não é mais fonte de inspiração para poema, nem motivo para que alguém se possa sentir feliz pelo facto de o ser. É bem o espelho de como o mundo mudou...!

Fica o grande talento de quem o disse!
beijinhos, bom domingo.
Vitor

Luis disse...

Minha Querida Amiga Mariazita,
Belo poema e bela homenagem ao seu autor e a João Villaret.
Era seu admirador aos domingos na RTP onde declamava como ninguém!
Nos palcos a sua presença fazia esquecer tudo o resto!
Um beijinho muito amigo.

✿ chica disse...

Adorei a homenagem às mães brasileiras e a poesia linda da menina gorda...

Muito lindo tudo aqui!

um beijo,tudo de bom,chica

xistosa - (josé torres) disse...

Naquele tempo gordura era formosura.
(não sei se seria bem assim. Mas pelo menos dizia-se).
Gostei imenso do poema e na voz grandiloquente de João Villaret, é maior.
Cumprimentos e um bom fim de semana.

Lis disse...

Como já dizeram nos comentários anteriores os tempos mudaram,
e hoje uma poesia assim só serviria pra ridicularizar as gordinhas rsrs nem as crianças escapam...
o que valeu demais foi a declamação muito bonita de João Villaret.
Obrigada pela lembrança do dia das Mães aqui no Brasil.
Não sou muito afeita a calendários marcados por datas ,mas as Maes acho de muito bom gosto, são únicas e quase divinas rs
Abraços Mariazita bom domingo pra voce também.

isa disse...

Mariazita,bom Dia!
Que bem me soube relembrar Vilaret!
Beijo.
isa.

Zé do Cão disse...

Mariazita.
Gostei de recordar Villaret, gostei do poema e foi bom gosto a sua publicação.

Bjs.

Van disse...

Que lindinha a poesia!

E sempre você nos enriquecendo de cultura e informações. Adorei saber um pouco sobre o autor e o declamador, não os conhecia.

Querida Mariazita agradeço de coração seu comentário carinhoso no Retalhos e seu voto e comentário no Blog do Will. São estes reconhecimentos e afetos que nos motivam a dar o nosso melhor na busca pelo enriquecimento da arte, emoção e informação na internet. Muito obrigada!

Em seu blog também é isto que encontramos, posts de conteúdo informativo, artístico, excelentes. Você faz a diferença com seu trabalho.

Que o seu domingo também transcorra cheio de carinhos e alegrias.

Beijos!

Regina d'Ávila disse...

Minha querida amiga,

Obrigada pelo carinho.
Desejo um dia das mães cheio de alegrias, muita paz e amor.
Super suaves beijos,
Regina d'Ávila.

André Miranda disse...

Olá Mariazita!
Eu já estava com saudades de estar por aqui é que as vezes as tarefas do dia a dia nas consome não é mesmo.
Linda poesia da menina gorda...mas como o mundo mudou!Gostei muito da homenagem as mães.

Beijos.

CF disse...

Mariazita
bela recordação do Villaret. Apesar de eu ser de uma geração posterior a ele (lololol) sempre gostei de ver os filmes portugueses com o António silva, o Vasco Santana, o Ribeirinho entre outros... tenho alguns desses filmes para poder mostrar aos meus filhos em sessões de cinema familiar...lol fazem parte da nossa cultura e eu adoro resguradar o que nos identifica como povo! Quanto a este poema é interessante traçar um paralelo com a actualidade e verificamos que as concepções de mulher bonita mudaram tanto... não é? Acho que passamos de um extremo a outro... agora os estereotipos de beleza desta juventude são as anoréticas com tudo o que isso pode significar para a sua saúde...
Enfim, a educação urge!
Este poema bem declamado na voz de Villaret como de costume, num tom forte e sereno... gostei deste momento, Mariazita.
bjs e bom domingo

carol disse...

Como as modas mudam! Esse poema da menina gorda que é de uma doçura imensa, tem agora de ser esquecido porque a moda é das meninas XXXS!

Bom domingo.

Isabel Maria Rosa Furtado Cabral Gomes da Costa disse...

Querida Mariazita:
Uma declamação extraordinária de um lindo poema. De facto o Grande João Villaret declamava como ninguém. Um poema dito por ele acendia-se de cor.
Um beijinho.

Lindalva disse...

Minhas gordurinhas agradecem tão linda homenagem, me senti mais linda ainda :-) querida amiga tem um coração na Ilha a tua espera na postagem de hoje...a blogsfera te indicou, tu é amada viu e muiiiito. Beijos no coração e uma semana com doces sorrisos!

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Aqui, já é crepúsculo, mas cheguei para desejar uma boa noite de domingo (Dia das Mães, brasileiras(?)). Recebo o beijo, de coração!

A matéria de hoje, me agrada de perto: os GRADIOSOS Ribeiro Couto e
João Villaret. Que gracinha, a menina gorda - poesia e vídeo.Imagino, decclamada Villaret.
Vale à pena, vir aqui, nesta Casa, de tantas histórias deliciosas, perfumadas com lírios.

Boa noite, Mariazita
Boa semana...com beijinhos

Miguel disse...

Muito linda essa pequena gordinha, como todas as garotinhas. Beijo querida, logo mais estaremos retornando.

Sotnas disse...

Olá Mariazita, desejo que tudo esteja e permaneça bem contigo!
Antes de tudo um feliz dia das mães a você, sei que por aí já passou este dia, porém mãe é mãe em qualquer parte do planeta!
Sempre contente por demais com tuas visitas e carinhosos comentários, vou discordar de alguns amigos que por aqui postaram comentários. Não foram tantos os tempos que mudaram, fomos nós que mudamos tudo, inclusive os valores atribuídos a tudo e todos.
Da mesma forma que pessoas magras em excesso nunca foram consideradas esbanjadoras de saúde, a gordura em excesso também nunca foi sinal de saúde e beleza, exceto para alguns pais, que mal educavam os estômagos de seus filhos, apenas pelo hipócrita prazer que os outros vejam e ele diga que a família dele não passa necessidades, e é bem alimentado! Ora, sabemos que tudo em excesso traz sérios prejuízos, portanto penso que algumas mães gostavam de expor filhos a vizinhos invejosos somente para velos apertar as bochechas de seus pequenos até ficarem rosadas, por somente pura e errônea ostentação. Mas isto é somente minha opinião.
O poema é belo, mas, penso que talvez, os pequenos olhos a brilhar, no fundo eram pra esconder a dor por ter consciência de suas formas além das medidas mais comuns!
Agradecido por compartilhar tão interessantes informações, sobre poetas e atores não importa a nacionalidade, foram seres que faziam outros seres sentirem muitos momentos felizes!
E o que penso sempre, sobre beleza exterior, é que, são valores invertidos, que deixam todo um povo sofrido!
Desejo a você e todos ao redor muitas felicidades, um grande abraço e até mais

Sotnas disse...

Olá, voltei somente para uma correção, dedos caindo sobre as teclas em tempo errado. Onde se lê velos o correto é vê-los. E desculpem esta deselegante distração no momento de revisão!

Marilu disse...

Querida amiga, meu blog Devaneios está completando um aninho de vida, e gostaria de convidá-la para comemorar. Tem um selinho lá para você. Tenha uma linda semana. Beijocas

São disse...

Que maravilha, neninha....

e eu que nem conhecia o poema, vê tu.

Que seja assim feliz e tranquila a tua semana.

Livinha disse...

O amor minha querida amiga, o maior e unico responsável para que vejamos o florir da vida.
Se despertamos um olhar em direção a nós, adquirimos a chave da porta, esta guarda todos os nossos segredos e passamos a confiar mais em nós mesmos, aceitando-nos como somos, amando a nós mesmos...

Minha querida, meu abraço mais que apertado em teu coração, mãe e amiga, pessoa carinhosa manifestando o teu sorriso em tuas letras de amor e dedicação.

Fica na Paz e uma linda semna pra ti

Bjs

Livinha

Desnuda disse...

Querida amiga Mariazita,

Um presente! É o que é a sua postagem! Não conhecia este poema de Ribeiro Couto, ou não lembrava... (era muito difundido seus poemas nas escolas, na minha época). Também desconhecia esta maravilha de video com seu poema declamado, maravilhosamente, na voz de João Villaret. Adorei! Obrigada, querida!


Beijos tamanho família, Mariazita!

Carla Ceres disse...

Oi, Mariazita!

Gostei do vídeo!

Quando é o Dia das Mães em Portugal?

Parabéns pelas 50.000 visitas! Vou descobrir como faço para levar o selo comemorativo pro meu blog.

Beijos!

Daniel Costa disse...

Mariazita

Não me recordo de ouvir João Villaret declamar o presente poema na TV. Por motivo da guerra, também não vi os seus progamas até ao fim.
Contudo já o ouvi várias vezes em vídeo. É uma maravilha, e declamado, por diseur, como Villaret, meus deuses!...
Como sempre as biografias atraem-me, como já sabes!
Quero deixar parabéms por atingires a bonita marca de 50.000visitas. Com grande pena minha, não consigo transportar o selo, aparece sempre a legenda: não é autorizado pelo editor.
Beijos

Evanir disse...

Mesmo que a palavra "obrigado" signifique tanto,
não expressará por inteiro o quanto seu
gesto atencioso e delicado foi importante
para mim no dia de hontem."
Dias da mães...Hoje ja não tenho mais a minha.
Mais sou mãe ..isso faz com
que esse dia fosse menos triste.
E tenho o carinho da sua amizade
Que é tão importante para mim.
Obrigada de todo coração.
beijos,beijos,Evanir.

www.aviagem1.blogspot.com

Lindalva disse...

clap clap clap aplausos pela 50.000 visitas tu mereces muito mais amiga, só li teu recadinho agora e vim te abraçar pela marca alcançada, bem como te deixar um mimito é de coração
http://i1133.photobucket.com/albums/m591/lindalvasereia/mariazita.gif
beijos iluminados n'alma"

JADY*ALVES disse...

Mariazitaaa!!!!
Grata pela homenagem amiguita linda e sempre amável.
Deixa eu te contar uma coisita, estou um tanto desligada daqui por motivos de trabalho, falta tempo amiga mas, agradeço a tua lembrança em meu cantinho, tua presença brinda a nossa amizade com um encanto especial que só tu tens.
Sou magrinha, magrinha rss tens um poema pra mim escondidinho aí entre os teus guardados?
Bela a tua homenagem aos poetas escritores. És brilhante em tudo e eu quero parabenizá-la por isso.
Porque será que atingistes 500.000 visitas?
Por seres esta pessoa preciosa, atenciosa e elegante na escrita, sempre nos trazendo algo pra deleite dos nossos olhos.
O teu capricho em cada postagem, a escolha de cada um deles e nos fazem entrar aqui, apreciar-te e deixar-te pegadas de felicidade em cada post teu.
Meu beijo, meu carinho e meu afeto por tí amiga, to levando o selinho pra enfeitar minha casita rss.
Fica com Deus, em breve trago algo novo ok?
Te amoooooooo
Tua amiguita,
Jady

Bergilde Croce disse...

Mariazita,um encanto essa poesia.Grata pelo carinho nessa data especial.Estou levando seu selo e postando lá no blog belli ricordi que também vem te oferecer um prêmio.
Grande abraço,

Maria João disse...

Mariazita

A gordura não é, realmente, formosura, como anteriormente se dizia. Mas, principalmente, não é sinal de saúde. Para além de física, muitas vezes também psicológica. Tantas vezes é um autentico drama para os seus protagonistas, cuja facilidade adjectiva dos demais e os imperativos da moda ajudam a agudizar.

Para além da pertinencia do tema para reflexão, este poema é muito bonito e a recordação de João Villaret é sempre algo que preenche a alma.

Beijinho amiga

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Mariazita!

Pronto; o selo já o levei comigo, embora no meu blog não saiba como expô-lo...
E parabéns pelo bonito número de fregueses que frequenta esta casa - que sempre recebe bem.

Beijinhos, e obrigado.
Vitor

Vivian disse...

Bom dia,Mariazita!!

Lindo post!!!Obrigada pela homenagem!! Não conhecia este poema!
beijos pra ti!
**Obrigada pelo apoio no blog novo!!
Muito obrigada!

Vivian disse...

Ah!...Vou levar o selo!!E postar com o maior carinho na sala do blog.
beijos.

C. disse...

Este poema é atípico, ou seria, na atualidade. Falo isso por causa das gordinhas, elas só sao criticadas, nunca sao fonte de inspiracao. A pouco passado o dia das maes, faz lembrar que muitas mamaes se tornaram gordas justamente para abdicarem de si próprias e dar lugar no ventre à uma vida, nao conseguindo voltar à estética de antes por causa disso.
Nao é uma defesa à elas sabe Mariazita, mas o tema me fez pensar nisso.

Beijos!

* Vou levar o selinho, claro, faco parte dos colaboradores, lol! Tenho por costume publicá-los no meu outro blog. Beijos!

Lilá(s) disse...

Olá
Muito linda esta homenagem ás mães! volto amanhã para levar o selinho o pc hoje não está a corresponder...
Bjs

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Mariazita, querida. Já não lembro porque o ponto de interrogação, pós brasileira, talvez pela idéia de que mãe não tem nacionalidade,afinal "mãe é mãe em qualquer parte do planeta!", como afirmou, acima, o Sr Sotnas rsrsrs.
Não estranhei... veja: o dia da mãe,em Portugal, já foi em 8 de dezembro, dia de N.S.da Conceição,
vi alhures... não importa o dia...
o que importa mesmo é a MÃE...certo?
Um grande abraço de PARABÉNS, pelas 50 mil visitas...agora já mais adiante >>>>>
Do mesmo jeito que a Carla Ceres, tenho que descobrir como se pega esse selinho...sou ignorantíssima nessas matérias mágicas de cola daqui, salva dacolá...rssrs

Meu carinhoso "selinho"....rsrs

Sonhadora disse...

Minha querida

Parabéns pelas 50 000 visitas, tu mereces e espero estar aqui a festejar mais outras tantas.
O poema é maravilhoso, adorei e deixo o meu beijinho com carinho.

Sonhadora

C. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
C. disse...

Oi Mariazita!

vim deixar o link onde está hospedado o selo que nos ofereceu:

Está aqui:
http://cris-stylle.blogspot.com/2011/05/selinhos.html

E que venham ainda muitas visitas na sua casa para você oferecer mais selos.

Lourdes disse...

Olá Mariazita
Estou de regresso após alguns problemas com o computador e com a internet.
Adorei rever Villaret, único a declamar poesia.
Beijinhos
Lourdes

Evanir disse...

Mariazita venho deixar um beijo bem carinhoso .
Lindo presente da madrinha Lindalva.
O meu ñ sei colocar em gif e minha filha esta doente só ela sabe arrumar
eu votei em você doce menina queria muito que uma mãe portuguesa ganhasse o outro premio e quem acabou ganhando foi eu no empate com outra.
Um beijo amiga querida saudades do seu carinho.
www.aviagem1.blogspot.com

Vinicius.C disse...

Oláaa passando para deixar um beijo!!

Andei ausente do Alma mas estou de volta!

Espero que tenha uma ótima tarde!

nacasadorau disse...

Querida amiga!

Mudam-se os tempos, mudam-se as "verdades"...

Mas é sem dúvida um belo poema e foi muito bom lembrar João Villaret.

Levo o selo e com todo o prazer do mundo. Faço parte desse número lindo e bem redondo.

Beijinho

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Parabéns pelas palavras
que semeias,
tão inundadas de amor,
de vida,
e de sentidos...

Que haja sempre
estrelas em teu coração.

Fátima disse...

Um bj, Mariazita.
Com carinho
Fátima

Regina d'Ávila disse...

Oba!!
Quantas visitas, que maravilha!
Vou pegar o selinho...:)
Super beijos, querida amiga,e obrigada pelo carinho.
Regina.

Vivian disse...

Bom dia,Mariazita!

Vim deixar meu beijo e meu carinho!!
Lindo dia pra ti!!
Obrigada pela presença e gentileza!!!
Beijos!!

Anne Lieri disse...

Mariazita,que graça essa poesia da menina gorda e tb o video!Gostei demais de sua escolha!Bjs,

C. disse...

Oi queridona,

já atendi prontamente sua sugestao e coloquei o endereco do meu outro cantinho de homenagens bem visível no CaFoFo. Na verdade ele já estava, mas na aba "sobre meus blogs", mas quase ninguém clica aqui, provavelmente.
Mas você estava certa, agora com ele mais visível, ficou bem melhor!
Falando em outro cantinho, ontem coloquei uma nova ferramenta nele, para o blogueiro que quiser deixar de lembranca sua foto. Quando estiver disposta e gostar dessas brincadeirinhas, deixe a sua viu :-)

Viena é íncrível minha amiga, principalmente na primavera e no verao, vale a pena!

Bom resto de semana, e desejo boa sorte nas eleicoes de Portugal, que preocupam e decepcionam como no Brasil.

C. disse...

Vou pedir para a Van te indicar para participar da votação do blog da semana, já que está tudo indicando será ela a próxima vencedora :-) Além de tudo, se conheço bem o Will, ele vai gostar de ter você participando.

ju rigoni disse...

Querida Mariazita, primeiro, perdoe a demora. Ainda estou bem enrolada por aqui. E meus parabéns pelas 50 mil visitas. Tenho certeza que esse número crescerá muito mais.

Adorei esse poema que muito nos faz refletir sobre uma questão que, sobretudo, tem a ver com saúde.

Muito justa a homenagem ao seu autor e ao João Villaret.

Bjs, amiga. Abraço apertado. Inté!

Desnuda disse...

Amiga querida,

A Jacque disse no SAM que tb estava com este problema nos blogs dela! Aff Maria!

Beijos doces amiga.

Desnuda disse...

Amiga,

Consegui, normalmente! Para visitantes está OK.


Não é trabalho algum amiga! O que precisar conte comigo!

Beijos querida. Amo ocê pradaná!

tecas disse...

Se tivermos em mente, que em outros tempos, gordura era formusura, o poema de Rui Ribeiro Couto é uma linda homenagem a um menino gordo. Mudam-se os tempos mudam-se as vontades e os costumes...e ainda bem! Já está provado que ser gordo é sinónimo de doença.
Adorei ouvir o grande João Villaret, que...defendeu a sua "causa", ( era gordo):)
Uma belíssima homenagem a dois vultos da cultura.
Beijito e uma flor.

Brasigrega disse...

Passando para te deixar o meu abraço e votos de um lindo fim de semana!
Marineide

Will Lukazi disse...

Olá! Tudo bem contigo ?
Tenho o prazer de informar que o teu BLOG foi indicado pela Van, do Blog ‘’RETALHOS DO QUE SOU’’ http://retalhosdoquesou.blogspot.com/ ( atual vencedor ) , para concorrer ao Selo ‘’BLOG DA SEMANA ‘’em votação que se inicia hoje amanhã 14/05/2011 às 12:00 HORAS e ficará aberta até o dia 21/05/2011 no BLOG DO SUPER WILL http://wwwwillblog.blogspot.com, idealizador do Selo, tendo por objetivo homenagear e promover a confraternização blogueira através da troca de links, divulgação e experiências, bem como expandir os conhecimentos em relação aos habitantes e amigos da Blogosfera...acreditem:eles existem mesmo!!!
A ferramenta de votação se localizará e estará disponível do lado esquerdo( sidebar) do BLOG DO SUPER WILL, logo abaixo dos SEGUIDORES. Caso queira seguir mais de perto a votação basta nos adicionar no Twitter http://twitter.com/#!/lukazi/Facebbok http://www.facebook.com/profile.php?id=100001551921121 ou no Orkut http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?origin=is&uid=15499608365589745089
E obtenham comentários, resultados parciais e notícias em tempo real.
O Blog vencedor será anunciado à Zero hora do dia 22/05/2011, no encerramento da votação. Como premiação ganhará um Selo personalizado, uma descrição sobre seu Blog, com direito a uma parte do próprio layout de seu Blog e um Depoimento valorizando ainda mais esta suada conquista, ambos na página BLOG DA SEMANA. Além disso será divulgado por 7 dias na página principal do BLOG DO SUPER WILL logo na parte de cima do , onde ao clicarem na imagem de um selo extra-ofical do layout de seu blog serão imediatamente redirecionados a ele.
Por gentileza, favor nos cientificar que recebeu essa mensagem através de um comentário no Mural de Recados do BLOG DO SUPER WILL .
Informamos também que você pode se manifestar contra a sua indicação antes do início da votação através de nosso e-mail superwill1000@hotmail.com, como desejar, não sendo necessário expor suas razões, caso não queira. Imeditamante prolongaremos os prazos e contactaremos a Van, que nos indicará um outro Blog substituto.
Outras informações na página BLOG DA SEMANA no BLOG DO SUPER WILL http://wwwwillblog.blogspot.com
Prestigie e divulgue essa idéia !
Ao final da votação, independente do resultado, garantimos que sua Blogosfera se expandirá e jamais será a mesma.
Não deixe de participar dessa homenagem àqueles que de alguma forma contribuem para a vida inteligente e pensante na REDE. Você e seu Blog estão, sem dúvida nenhuma, incluídos entre eles. E como de costume após ler e degustar um pouco de seu Blog, informo também que estou seguindo-o e visitarei mais vezes.
Parabéns pela indicação e boa sorte!!!

Will Lukazi

Mariazita disse...

Evanir deixou um novo comentário na sua mensagem "A MENINA GORDA":

Mariazita venho deixar um beijo bem carinhoso .
Lindo presente da madrinha Lindalva.
O meu ñ sei colocar em gif e minha filha esta doente só ela sabe arrumar
eu votei em você doce menina queria muito que uma mãe portuguesa ganhasse o outro premio e quem acabou ganhando foi eu no empate com outra.
Um beijo amiga querida saudades do seu carinho.
www.aviagem1.blogspot.com



Publicada por Evanir em A Casa da Mariquinhas com Lírios e Histórias a 11 de Maio de 2011 20:28

Mariazita disse...

Vinicius.C deixou um novo comentário na sua mensagem "A MENINA GORDA":

Oláaa passando para deixar um beijo!!

Andei ausente do Alma mas estou de volta!

Espero que tenha uma ótima tarde!



Publicada por Vinicius.C em A Casa da Mariquinhas com Lírios e Histórias a 11 de Maio de 2011 21:16

Mariazita disse...

nacasadorau (http://nacasadorau.wordpress.com/) deixou um novo comentário na sua mensagem "A MENINA GORDA":

Querida amiga!

Mudam-se os tempos, mudam-se as "verdades"...

Mas é sem dúvida um belo poema e foi muito bom lembrar João Villaret.

Levo o selo e com todo o prazer do mundo. Faço parte desse número lindo e bem redondo.

Beijinho



Publicada por nacasadorau em A Casa da Mariquinhas com Lírios e Histórias a 11 de Maio de 2011 23:37

Mariazita disse...

ALUISIO CAVALCANTE JR deixou um novo comentário na sua mensagem "A MENINA GORDA":

Querida amiga

Parabéns pelas palavras
que semeias,
tão inundadas de amor,
de vida,
e de sentidos...

Que haja sempre
estrelas em teu coração.



Publicada por ALUISIO CAVALCANTE JR em A Casa da Mariquinhas com Lírios e Histórias a 12 de Maio de 2011 00:20

Mariazita disse...

Fátima deixou um novo comentário na sua mensagem "A MENINA GORDA":

Um bj, Mariazita.
Com carinho
Fátima



Publicada por Fátima em A Casa da Mariquinhas com Lírios e Histórias a 12 de Maio de 2011 01:28

Mariazita disse...

Regina d'Ávila deixou um novo comentário na sua mensagem "A MENINA GORDA":

Oba!!
Quantas visitas, que maravilha!
Vou pegar o selinho...:)
Super beijos, querida amiga,e obrigada pelo carinho.
Regina.



Publicada por Regina d'Ávila em A Casa da Mariquinhas com Lírios e Histórias a 12 de Maio de 2011 01:34

Mariazita disse...

Vivian deixou um novo comentário na sua mensagem "A MENINA GORDA":

Bom dia,Mariazita!

Vim deixar meu beijo e meu carinho!!
Lindo dia pra ti!!
Obrigada pela presença e gentileza!!!
Beijos!!



Publicada por Vivian em A Casa da Mariquinhas com Lírios e Histórias a 12 de Maio de 2011 13:19

Mariazita disse...

Anne Lieri deixou um novo comentário na sua mensagem "A MENINA GORDA":

Mariazita,que graça essa poesia da menina gorda e tb o video!Gostei demais de sua escolha!Bjs,



Publicada por Anne Lieri em A Casa da Mariquinhas com Lírios e Histórias a 12 de Maio de 2011 14:42

Mariazita disse...

C. deixou um novo comentário na sua mensagem "A MENINA GORDA":

Oi queridona,

já atendi prontamente sua sugestao e coloquei o endereco do meu outro cantinho de homenagens bem visível no CaFoFo. Na verdade ele já estava, mas na aba "sobre meus blogs", mas quase ninguém clica aqui, provavelmente.
Mas você estava certa, agora com ele mais visível, ficou bem melhor!
Falando em outro cantinho, ontem coloquei uma nova ferramenta nele, para o blogueiro que quiser deixar de lembranca sua foto. Quando estiver disposta e gostar dessas brincadeirinhas, deixe a sua viu :-)

Viena é íncrível minha amiga, principalmente na primavera e no verao, vale a pena!

Bom resto de semana, e desejo boa sorte nas eleicoes de Portugal, que preocupam e decepcionam como no Brasil.





Publicada por C. em A Casa da Mariquinhas com Lírios e Histórias a 12 de Maio de 2011 16:00

Mariazita disse...

C. deixou um novo comentário na sua mensagem "A MENINA GORDA":

Vou pedir para a Van te indicar para participar da votação do blog da semana, já que está tudo indicando será ela a próxima vencedora :-) Além de tudo, se conheço bem o Will, ele vai gostar de ter você participando.



Publicada por C. em A Casa da Mariquinhas com Lírios e Histórias a 12 de Maio de 2011 16:02

Mariazita disse...

ju rigoni deixou um novo comentário na sua mensagem "A MENINA GORDA":

Querida Mariazita, primeiro, perdoe a demora. Ainda estou bem enrolada por aqui. E meus parabéns pelas 50 mil visitas. Tenho certeza que esse número crescerá muito mais.

Adorei esse poema que muito nos faz refletir sobre uma questão que, sobretudo, tem a ver com saúde.

Muito justa a homenagem ao seu autor e ao João Villaret.

Bjs, amiga. Abraço apertado. Inté!



Publicada por ju rigoni em A Casa da Mariquinhas com Lírios e Histórias a 12 de Maio de 2011 16:49

Mariazita disse...

Desnuda deixou um novo comentário na sua mensagem "A MENINA GORDA":

Amiga querida,

A Jacque disse no SAM que tb estava com este problema nos blogs dela! Aff Maria!

Beijos doces amiga.



Publicada por Desnuda em A Casa da Mariquinhas com Lírios e Histórias a 12 de Maio de 2011 17:03

Mariazita disse...

Desnuda deixou um novo comentário na sua mensagem "A MENINA GORDA":

Amiga,

Consegui, normalmente! Para visitantes está OK.


Não é trabalho algum amiga! O que precisar conte comigo!

Beijos querida. Amo ocê pradaná!



Publicada por Desnuda em A Casa da Mariquinhas com Lírios e Histórias a 12 de Maio de 2011 20:53

Mariazita disse...

tecas deixou um novo comentário na sua mensagem "A MENINA GORDA":

Se tivermos em mente, que em outros tempos, gordura era formusura, o poema de Rui Ribeiro Couto é uma linda homenagem a um menino gordo. Mudam-se os tempos mudam-se as vontades e os costumes...e ainda bem! Já está provado que ser gordo é sinónimo de doença.
Adorei ouvir o grande João Villaret, que...defendeu a sua "causa", ( era gordo):)
Uma belíssima homenagem a dois vultos da cultura.
Beijito e uma flor.



Publicada por tecas em A Casa da Mariquinhas com Lírios e Histórias a 12 de Maio de 2011 20:54

Marilu disse...

Querida amiga, hoje em dia cultua-se a magreza em excesso, até a bulimia, essa doença terrível que faz com que pessoas pareçam esqueletos. Temos que ficar no meio termo, nem gordinhos demais nem magérrimos. Adorei o poema. Tenha um lindo final de semana. Beijocas

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Bonita homenagem :)