domingo, 28 de março de 2010

CENAS DA VIDA REAL

A COMICHÃO

O episódio que vos vou contar passou-se num inverno.

Com uma filha médica, a D. Elvira, depois de passar um dia desesperada com comichão nas costas, resolveu telefonar à filha que morava distante:
- Ai, minha filha, preciso da tua ajuda. Tenho uma coceira nas costas que é um verdadeiro desespero…
- E apareceu-te só hoje, mamã? Comeste alguma coisa que te possa ter provocado alergia?
- Não, minha filha, comi a minha dieta habitual. Sabes que sou muito cuidadosa com a boca…
- Sim, eu sei, normalmente até és… Tens alguma borbulhagem nas costas? Sentes a pele como lixa?
- Não, não sinto nada. E pedi ao teu pai para me ver as costas e ele diz que não nota nada de anormal, excepto os vermelhões que faço ao coçar-me.
- Bom, então vais experimentar a pomada “x”. Aplicas à noite, antes de deitar, e amanhã de manhã, depois do banho.
- Obrigada, minha filha. Vou já à farmácia.

Depois das despedidas a D. Elvira foi à farmácia comprar a pomada e, antes de se meter na cama, pediu ao marido para lha aplicar nas costas. Passou uma noite muito descansada, sem sentir qualquer prurido.
No dia seguinte, depois do banho, repetiu-se a cena da pomada nas costas. No imediato sentiu algum alívio, mas depressa a comichão voltou. E a D. Elvira passou o dia a coçar as costas.

À tardinha telefonou novamente à filha:
- Ai, minha filha, a pomada que me receitaste não deu resultado. Passei o dia a coçar-me como uma desesperada…
- Então, mamã, se continuas com a pele limpa, sem nenhuma borbulhagem, vais experimentar esta outra pomada - a “y”. Com esta de certeza que passa; só não quis receitar-ta ontem porque tem antibiótico, e estava a evitar… Depois levo-te a receita para entregares na farmácia.

A D. Elvira lá foi de novo à farmácia, sua conhecida, e trouxe consigo a nova pomada.
Tal como fizera com a anterior, o marido aplicou-lha nas costas, ao deitar e, no dia seguinte, depois do banho.

O dia seguinte foi novamente um dia de coceira. D. Elvira dizia mal da sua vida. Mal podia esperar pela hora de encontrar a filha em casa para lhe telefonar, o que fez, logo que eram horas para isso.

A filha mostrou-se admiradíssima, e disse-lhe:
- Olha, mamã, nada mais te posso fazer assim à distância. O melhor é ires consultar o médico.
A D. Elvira concordou. No dia seguinte iria ao médico.

À noite, quando estava a despir-se, a D. Elvira deixou cair ao chão a camisola interior que usava naqueles dias tão frios.
Ao apanhá-la reparou numa quantidade enorme de cabelos agarrados à parte de dentro da camisola interior. E comentou para o marido:
- Meu deus, está me a cair imenso cabelo!
E de repente fez-se luz no seu espírito. A comichão!!! Era provocada pelos cabelos!

Sem pensar duas vezes agarrou no telefone e ligou para a filha:
- Minha filha, não imaginas a quantidade de cabelo que me está a cair.
A filha, com voz ensonada:
- Ó mamã, tu acordas-me a estas horas para me dizeres que te anda a cair o cabelo???
- A comichão, minha filha, a comichão! Está descoberto o mistério…
Não obteve qualquer resposta. O único som que veio do outro lado foi um clic do telefone a desligar-se.

Mariazita, Fevereiro de 2010
Imagem da Net

49 comentários:

Pérola disse...

Poxa, ela podia ter sido mais delicada e ter dado mais atenção a mãe dela.Se bem q ela deu atenção até demais mas enfim...cada um é cada um rs.
Uma boa noite minha linda.
beijokas.

Desnuda disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk eu adorei esta! E ja estava pensando ( maldosamente): será que ela não quer que o marido fique dando umas coçadinhas nela? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Mas não,os cabelos, os cabelos! hahahaahahaha

Olha vou te contar uma das muitas destas que aconteceram comigo:

1. Então ...Olhei minha filhinha recém saída do banho e vi algo branco escorrendo do ouvido dela. E como sempre fui uma mãe beirada a neurótica hahahaah peguei –a imediatamente e levei ao pediatra ( pertinho da minha casa). e sem nem procurar saber se ela estava com dor de ouvido ou não E eu falava tanto e o pediatra olhava, colocava a luzinha no ouvidinho dela e fazia uma cara enigmática, parvo e eu mais nervosa ainda! E uma tagarelice de deixar o médico TONTO kkkkkkkkkkk. Ate que me acalmei e cheguei mais perto, junto ao medico para examinar como se fora uma assistente ( fazia isso, sempre!) kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. E foi quando eu virei pro medico e disse: Dr.Wellington ! Espere! E coloquei meu dedo no ouvidinho dela, testei a consistência do liquido esbranquiçado e pastoso e por fim...Cheirei! E dei o diagnóstico: é condicionador de cabelos! Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk


Este médico , já falecido precocemente por uma doença degenerativa, era tido como até me conhecer como um médico muito bom, mas da “ linha dura”. Não dava colher de chá pra mãe interferir não! Mas, até que cheguei ate ele e eu fazia tantas que ficamos excelentes amigos. E ele sempre me ouvia ate acerca de remédios, etc. E ligava sempre aqui pra casa e dizia a todos os amigos, achando muita graça e me chamava de “ doutora Sara” kkkkkkkkkkkkkkkkkkk E até mesmo quando ele não mais conseguia falar, já em casa e sem movimentos, ligava, balbuciava algo e eu já sabia que era ele. E conversava com ele animadamente, mesmo sem entender quase nada ou nada que elearticulasse ( alguns sons). Mas acho, que ele ficava feliz em saber ou sentir que estava falando e que alguém o entendia...


Beijão da tagarela! Hhahaahahaha

Sonia Schmorantz disse...

Quero ser o teu amigo. Nem demais e nem de menos. 
Nem tão longe e nem tão perto. 
Na medida mais precisa que eu puder. 
Mas amar-te sem medida e ficar na tua vida, 
Da maneira mais discreta que eu souber. 
Sem tirar-te a liberdade, sem jamais te sufocar. 
Sem forçar tua vontade. 
Sem falar, quando for hora de calar. 
E sem calar, quando for hora de falar. 
Nem ausente, nem presente por demais. 
Simplesmente, calmamente, ser-te paz. 
É bonito ser amigo, mas confesso é tão difícil aprender! 
E por isso eu te suplico paciência. 
Vou encher este teu rosto de lembranças, 
Dá-me tempo, de acertar nossas distâncias...
Fernando Pessoa

Um domingo de paz e amor junto aos seus!
abraço

direitinho disse...

São coisas tão simples do nosso dia a dia, mas contadas pela mão experiente e encantadora da Mariazita que lhe dá todo o brilho e beleza naturais.
Mesmo sem filha médica era só trocar de roupa e resolvia o problema.

Lilá(s) disse...

Adorei, e soltei uma boa gargalhada...
Bjs

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Concordo, Mariazita! Só você pra me fazer rir a esta hora! Se você adivinhar, ganha dois beijos, se não, ganha um beijinho só! Para tanto tem de ir chez moi, se lhe aprouver, of course, my dear!
***********


Mil vezes com palavras de doçura

minha paixão a ti quase confio;

que palavras porém acho e te envio,

sem a profanação dessa impostura?

Penetre em ti calada esta ternura,

sem deter-se no mínimo desvio,

como raio de lua em claro rio,

como aroma sutil em aura pura.

Abre-me a alma silenciosamente,

e deixa-me que inunde satisfeito

tuas terras de amor e encanto cheias...

Fiel idéia, animo a tua mente;

afeto doce, vivo no teu peito;

chama suave, corro em tuas veias.

Sem Palavras
Adelardo López de Ayala (1828-1879)
Trad. da Renata

Beijos*

In Cucina disse...

Querida amiga portuguesa, aproveito esta semana santa para enviar minha mensagem de Páscoa.

PÁSCOA, TEMPO DE RENASCER!
Tempo de reflexão,
Tempo de acreditar!
Acreditar na vida, em si mesmo,
Nas suas potencialidades,
Tempo de renascer, de ser otimista!
Tempo de libertação!
Aproveite este tempo de Páscoa para refazer a sua vida,
Para “reinventar” o seu caminho...
Que a sua ressureição seja doce como o ovo de chocolate!!!
Que a sua nova vida lhe seja doce!!!
Feliz Páscoa!
Beijos brasileiros, Teresa

Daniel Costa disse...

Mariazita

Saber contar as histórias, como o fazes é o que lhes dá sabor. Todo o mundo conhecerá factos reais assim parecendo banais, porém são da vida real, de todos os dias é importante que se divulguem, são interesstes até para as termos presentes em ocasiões do género porque se passa.
Beijos
Daniel

Bergilde Croce disse...

Mariazita,confeço que pareço um tantinho com o personagem da mãe que telefona por qualquer motivo à filha distante,mas no meu caso,é a filha(eu)chamando minha mãe durante os dois 1ºs anos de vida na Itália pra perguntar até bobagens que só hoje percebo como minha mãezinha foi e é tão paciente comigo.Gostei do conto bem humorado!
*Aproveito pra te enviar nossos votos de Feliz Páscoa 2010 visto que partimos em férias na próxima semana.
Até breve,Bergilde

Bergilde Croce disse...

Retifico que eu telefonava realmente até 3 x por dia pra mãe só pra confirmar as besteiras que havia dito antes.Coisas de pessoa insegura,bem, mudei e atualmente nos comunicamos 3 x por semana,melhorou não achas?

Vicktor disse...

Querida Mariazita

De pequenas histórias se constrói uma vida... despreocupada, pois as preocupações vêm com aquelas mais dramáticas.

Mas o que não há dúvida é que damos a importância reliva ao "momento" que atravessamos...

Gostei, como é hábito, da forma como "recriaste" esta história da vida real.

Beijinhos.

Multiolhares disse...

Por vezes procuramos coisas complexas, quando na verdade são coisas simples e que podemos tratar, neste caso um banho merece uma camisola lavada eheheeh, quanto ao telefonema fiquei dividida, será que já era muito tarde e a mãe podia esperar para contar a novidade, ou será que a filha podia ser mais delicada com a mãe e se lhe tivesse ligado para saber se a pomada tinha solucionado o problema
evitava a chamada tardia
beijitos

Daniel Costa disse...

Mariazita

Sem lembro! "QUANDO ELA PASSA / FRANZINA CHEIA DE GRAÇA / MEUS OLHOS VÃO ARAS DELA / ATÉ VER AO RUA AO FIM /, romântico como sou, este e "TEUS OLHOS CASTANHOS / CHEIOS DE ENCANTOS TAMANHOS", bailaram-me na alma até à emoção. Ah, a graça é que me recordei a graça quando escrevi, dava jeito para rimar. Agora podes sorrir.
Sobre o Java, não é aquilo que quero, mas acho que andei. Aprofundarei e conto com a monitora. Obrigado!...
Beijos
Daniel

com senso disse...

Porque será que cada vez que aqui venho me delicio com as histórias que leio?
Mais sérias ou mais leves, sempre interessantes, sempre muito bem escritas... um verdadeiro prazer!
Talento para a escrita é o que tem a nossa amiga Mariazita!
Bem-haja, cara amiga.
Um beijinho com admiração e amizade!

Valvesta disse...

Lindo, boa ideia, eu até inventaria essa coçeirinha só pra ser acarinhada.
Eu adora uma coçadinha nas costa rs rs rs rs, boa semana, com beijos.

Canduxa disse...

Querida Manita,

depois de ler o teu conto real, de ter soltado uma gargalhada fiquei a pensar que há horas para tudo.
É claro que temos sempre tendência de telefonar aos filhos e vice-versa, por tudo e por nada, mas às vezes a paciência esgota-se....rsrsrs
Olha, gostei da forma como contaste...és uma belíssima narradora.

abraço apertadinho e saudoso

Alvaro Oliveira disse...

Olá Mariazita

Como normalmente acontece, hoje não consigo ler.
Mas consigo dizer-lhe minha amiga, que tem selinho de 6000 visitas em meu blog, para si. Vai dar-me a honra de sua visita, acho eu.
O meu obrigado

Beijos

Alvaro

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Para vc, Mariazita, que me aceita assim e como!

SOU ASSIM, E COMO...

Sou assim,

Sou irresponsável,

como criança...

Sou fera,

como gente grande...

Sou assim,

começo, meio e fim

E vou comendo...

como a Vida!

e como Tudo!

Beijos

JADY*ALVES disse...

Olá minha amada amiguita .
Mas então era isso?
Bastava que ela tirasse a camisola, tomasse um banho e com ele os cabelos não a incomodariam mais né não kkkkkk
Coitada da filha, depois de descoberto o motivo das coceiras, só queria ir pra lençóis kkkk
Isso que dá a medicina à distância rss.
Pude me divertir um bocado tentando antecipamente descobrir o motivo da tal coceira (de medico e louco todo mundo tem um pouco) kkkkk ja tava achando que o marido fosse o responsável pela danada.
Ainda bem que a pomadinha milagrosa não fez efeito contrário né? rss
Beijos minha querida.
Fica com Deus, bom trabalho e ótima semana pra tí minha amiguita que eu adoro.
Beijos e carinhos da Jady pra tí.

Desnuda disse...

Bommmmmmmmmmmm dia amiga linda!

ôh cheirinho bom de amor temperado com cravo e canela! Hahaahahaaahaha

Beijos na sua alma florida e perfumada!

Pena disse...

Criativa Amiga:
Uma história que acabou bem.
Intrigante,mas plena de emoção e que se segue do princípio ao fim com interesse.
Escreve deliciosamente.
As comichões tiveram uma explicação. Ainda bem.
Abraço amigo ao seu talento e encanto.
Sempre a admirá-la e a respeitá-la.

pena

MUITO OBRIGADO pela sua sensível e linda visita que me efectuou e pela ternura que lá deixou.
Bem-Haja, talentosa amiga de bem.
Bem-Haja, perfeita amiga.

Vitor Chuva disse...

Olá Mariazita!
A história dessa misteriosa e arreliadora comiçhão está lindamente contada; tem todos os detalhes e ingredientes para torná-la interessante e próxima de nós- fácil de imaginar - e a Mariazita consegue fazê-lo com imensa nturalidade, e muito talento!
E a parte final, da perda de paciência da filha para com a mãe,
é cheia de significado,dizendo muito quanto à forma como os filhos, a partir de dada altura, nem sempre levam a sério o que os pais têm para dizer ...

Beijinhos; boa semana!
Vitor

Luis disse...

Querida Amiga Mariazita,
Uma estória bem contada e demonstrativa de como uma coisa simples pode causar tanto problema... Bastava que ela mudasse de roupa diáriamente e não teria as comichões que tanto a incomodavam! Coitada da Filha, até a posso compreender. Percebe-se pelo desenrrolar da estória que ela seria "atacada" por tudo e por nada, a qualquer hora, pela sua Mãe que deveria ser muito mimada... Adorei e ri-me bastante com o seu relato.É uma contadora de estórias exímia e bem disposta!!!
Um beijinho amigo.

Francisco Sobreira disse...

Deliciosa historieta, querida Maria, e bem contada. Não falta até o fecho com a surpresa, que dá até vontade de rir. Beijinhos.

J.Ferreira disse...

Amiga querida,

Essa das comichões deu-me para rir.))))
Mas estava a ver outro rumo para a saída. Ainda bem que eram só uns cabelos agarrados à camisola interior.

Eu, infelizmente sei o que são alergias e ter ataques de comichão, mas com muito prurido.
Deixe-me tocar na madeira, porque ultimamente tenho andado bem.

Beijinhos, e já sabe, se tiver comichão sem urticária, é do cabelo, ou da etiqueta da blusa:)))

Beijinhos

Zé do Cão disse...

Mariazita

Queixei-me à "dona" que tinha comichão no pescoço, já há uns dias e portanto pretendia que o seu olho visse que qualidade de pomada resolvia a questão.
Pegou numa tesoura e retirou a marca da minha camisola. Estava preso com fio de nylon e era este a causa da dita...
beijitos

Maria João disse...

Pois, moral desta história... nunca se deve receitar nada por telefone. Mesmo que o médico seja filho da paciente...

Olha, sabes.. todos os filhos têm de estar preparados para os telefonemas, fora de horas, dos pais. Felizes os pais que têm filhos que os ouvem... felizes os filhos que têm os pais para ouvir!

Um beijinho do tamanho do mundo!

Ana Martins disse...

Boa noite Mariazita,
ainda bem que tudo não passou de meia dúzia de cabelos na camisola interior.

Deixo um beijinho com votos de uma Santa e Feliz Páscoa,
Ana Martins

Fernanda disse...

Querida amiga,


Tenho a certeza que comentei este texto, que achei hilariante e até falei das minhas alergias com urticária e tudo.

Pode é ter saído com foto do José e texto meu.
Parece que tudo o que comentei ontem deu essa fusão bizarra... no mínimo.

Explicação breve e simples, sendo ele também agora administrador no Rau, o último post é dele, fui eu formatá-lo e não troquei a senha e o resultado foi o que se viu.

Julgo ter acontecido aqui também.

Se não fez delete, nãp faça, tem a sua piada.

Beijinhos e bom dia.

Fernanda disse...

Querida amiga Mariazita!

Estou a precisar de trocar de lentes :)))))))
Claro que está...
É um inédito:)))
Depois o meu marido, José Ferreira, claro, trata-a muito bem:)))))
Estou farta de me rir.

Voltando ao assunto das comichões, eu também tiro as etiquetas todas, e mais, a primeira peça de roupa que visto tem de ser de algodão...
não posso usar perfume directamente na pel, só cabelo e roupa, e até ao sol sou alérgica, no entanto, com muito protector mal ele chega, lá estou eu tipo lagarto ao sol :))))
Beijinhos

Aislin disse...

kkkk... já estava tendo pensamentos maldosos...

bjos!


aislinnahimana.blogger.com.br

Barbara disse...

kkkkkkkkkkk...kkkk

(sabonete de enxofre)
Fica a sugestão...

Valvesta disse...

BOA PÁSCOA
Na impossibilidade de enviar-te um ovo de chocolate, envio um abraço com todo meu carinho.
Que sua Páscoa seja recheada de FELICIDADES e coberta de ALEGRIAS!
♥♥♥

Pelos caminhos da vida. disse...

Páscoa significa renascimento, renascer.
Desejo que neste dia, em que nós cristãos,
comemoramos o seu renascimento para a vida eterna,
possamos renascer também em nossos corações.
Que neste momento tão especial de reflexão
possamos lembrar daqueles que estão aflitos e sem esperanças.
Possamos fazer uma prece por aqueles que já não o fazem mais,
porque perderam a fé em um novo recomeçar,
pois esqueceram que a vida é um eterno ressurgir.
Não nos deixe esquecer
que mesmo nos momentos mais difíceis do nosso caminho,
tú estás conosco em nossos corações,
porque mesmo que já tenhamos esquecido de ti,
você jamais o faz.
Pois, padeceste o martírio da cruz em nome do Pai
e pela humanidade,
que muitas e muitas vezes esquece disso.
Esquecem de ti e do teu sacrificio
Quando agridem seu irmão,
Quando ignoram aqueles que passam fome,
Quando ignoram os que sofrem a dor da perda e da separação,
Quando usam a força do poder para dominar e maltratar o próximo,
Quando não lembram que uma palavra de carinho, um sorriso,
um afago, um gesto podem fazer o mundo melhor.
Jesus...
Conceda-me a graça de ser menos egoísta,
e mais solidário para com aqueles que precisam.
Que jamais esqueça de ti e de que sempre estarás comigo
não importa quão difícil seja meu caminhar.
Obrigado Senhor,
Pelo muito que tenho e pelo pouco que possa vir a ter.
Por minha vida e por minha alma imortal.
Obrigado Senhor!

(texto da net).

Feliz Páscoa.

beijooo.

mundo azul disse...

____________________________

Que dizer? Ainda bem que ela descobriu de onde vinha o desconforto...

É uma história engraçada, se não formos o protagonista!


Beijos de luz e o meu carinho...


_________________________________

JADY*ALVES disse...

Oi Minha Querida Mariazita!
Como vai você amiguita?
Vim retribuir teu carinho e te deixar mil beijitos com sabor de chocolate.
Estava aqui olhando as fotos dos teus pinpolhitos pequenitos e lembrando da tua história de vida como tudo começou "in Africa", e pensando no amor que a tudo resistiu, na tua força de Mulher guerreira, esposa e mãe.
Sabe que te admiro né?

Feliz Páscoa minha Amiga.
Mais beijos da Jady pra tí.

PS: Vou ficar alguns dias sem net pq estou de mudança ta?
Mas assim que tudo se normalizar eu volto, me espere... Fica com Deus!

Irene Moreira disse...

Mariazita
Isso acontece nas melhores famílias e sabemos que a filha como médica tem vários afazares e aproveitar um bom sono é um prêmio nessa profissão, mas poderia ter dado uma rápida atenção a sua mamy. Claro que os filhos não o fazem por mal, pois a situação inverte e somos vistos como crianças.Linda história.

Beijos

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá.

VIVA!

Mário Quintana

A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.

Quando se vê, já são seis horas!

Quando se vê, já é sexta-feira. ..

Quando se vê, já é natal...

Quando se vê, já terminou o ano...

Quando se vê, perdemos o amor da nossa vida.

Quando se vê, já se passaram 50 anos!

Agora é tarde demais para ser reprovado.

Se me fosse dado, um dia,

outra oportunidade,

eu nem olhava o relógio.

Seguiria sempre em frente e iria jogando,

pelo caminho,

a casca dourada e inútil das horas.

Seguraria o amor que está a minha frente

e diria que eu o amo...

Desta forma, eu digo:

não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo;

a única falta que terá,

será desse tempo que infelizmente não voltará mais.

Boa Páscoa, Sra. Mariazita!
Beijos da Renata
PS: Vou ser a última desta vez também?

Desnuda disse...

Heyyyyyyyyyyyy bonitaaaaaaaaaaaa!

Trouxe um bombom pra voce! E este não engorda! Hahahahahaahah

FELIZ PÀSCOA! Beijão

..___ ........ ,-."'""-. ....... ___
. \....."-. .. /............\ . ,-"...../
... >..-=.\/....BOM....\/.=-..<
... >..-='/\....BOM...../\'=-. <
. /__..-´.. \............./.. `-.__\
...................'-........-'

Luis F disse...

Gostei de ler este texto, como tantos os outros que aqui deixas e partilhas.

Aproveito para desejar-te uma boa Páscoa

Com amizade
Luis

São disse...

rrss rrss rrs

É, por vezes, a razão é tão simples...

Nena, uma doce Páscoa para ti e pata os teus.

Fernanda disse...

Querida amiga Mariazita,

Ainda não deve estar a jantar, não???!!!!
Eu vou fazê-lo agora, uma coisa frugal, como sempre.

Quero entregar-lhe em mãos, amêndoas de todas as cores e sabores, broas de mel, e chocolatinhos, para tornar a sua Páscoa ainda mais doce.

Beijinhos

Táxi Pluvioso disse...

Um médico a cometer corrupção? a passar receitas a posteriori? mau mau :-))

BOA PÁSCOA

Fernanda disse...

Querida Mariazita,

Pois é ...é a Páscoa, os putos estão todos em cada e sempre no computador, depois nós passamos agruras de puxar cabelos :))))

Ainda bem que houve essa confusão com as amêndoas, agora já lá tenho algumas. Bem lá no topo.

Bom dia e Páscoa muito Feliz.
Vou estar só com o José, o meu filho na Suíça, a minha irmã e cunhado de férias em Moçambique com os cunhados dela, enquanto a minha sobrinha está em Portugal com o namorado, mas trabalha em Angola...
Deu para perceber????!!!!!

Vai ser uma Páscoa a dois, muito bem passada, tenho a certeza.

Beijinhos e mais Votos de Feliz Páscoa.

Fernanda disse...

Olá amiga querida!

Essa do coelho...ainda me estou a rir:)))))))))))))
Entendi claramente, sem malandrice, mas quase morro com o riso.

Haja boa disposição.

Já comeu alguma das minhas amêndoas??? e os coelhinhos??? contei, acho que estão lá todos :))

Pascoa muito feliz amiga Mariazita.

Beijnhos

Tite disse...

Em casa de ferreiro o espeto é de pau.
Quem manda a D.Elvira consultar a filha pelo telefone?
Assuntos de pele só ao vivo e a cores e mesmo aí...

Hoje em dia também há que considerar as doses industriais de etiquetas que as roupas trazem.

Abraços

Vitor Chuva disse...

Olá Mariazita!

De novo os meus votos de Páscoa Feliz. Coelhos, acho que munca houve lá por casa; a minha mãe não tinha lá muito apetite para tratar deles.Mas fazia uns lindos e docinhos folares decorados com ovos, cozidos num forno a lenha - que eram uma delícia.São estes que lhe envio, e que lhe saibam muito bem. E obrigado pelos seus votos de boa Páscoa.
Beijinhos.
Vitor

AFRICA EM POESIA disse...

Mariazita

vamos andando e sem querer começamos a sentir-nos familia e é, muito bom
Pascoa Feliz

Um beijo

Fátima disse...

Oi Mariazita
Passei aqui para dar-lhe um beijo.
Sinta-se beijada! Rs rs
com carinho

Fátima