sábado, 22 de julho de 2017

MOMENTO DE POESIA – A CONCHA MENINA

Há uns anos escrevi estes versos para homenagear uma jovem amiga de 15 anos, que, tal como eu, adorava lendas.
Espero que vos agrade tanto como agradou a ela, não esquecendo que se trata de um "poema"… infanto/juvenil…
Para ouvir clic na seta abaixo.


                                     A CONCHA-MENINA



Uma lenda muito antiga
Falava duma menina
Que numa concha vivia.
Era feliz, a menina…
Mas um segredo escondia…
Um dia,
Passeando à beira mar,
Ouvi um leve murmúrio
E o segredo descobri.
Queres que to conte?
Então escuta:

Bem por trás do arco-íris,
Onde o sol nasce no mar
Há uma cabana junto à praia
Que, dizem, foi habitada,
Por um génio
Que a deixou encantada.

Dizem ainda
Que nas noites de luar,
De uma concha que se abre,
Linda menina aparece
Logo se pondo a cantar.

Marinheiro que se preze,
Em noite de lua cheia
À praia vem espreitar
E escuta, em doce enlevo,
Como canto de sereia, 
Da menina o seu cantar.

E quando o dia amanhece
A concha volta a fechar
Mantendo dentro a menina
Que não pode mais cantar
Até que surja o luar.

Mariazita


Esta é a minha última postagem antes das férias.
Dentro de poucos dias vou “voar” para os Estados Unidos, donde regressarei em meados de Setembro. 
Até lá… desejo-vos tudo de bom.

54 comentários:

AMBAR disse...

Precioso, musical y a la vez profundo, gracias Mariazita por compartir.
Un abrazo para ti y para Miguel.
Ambar

Ana Tapadas disse...

Muito interessante!

Boa viagem.

Beijinho

A. João Soares disse...

Pobre menina que vivia sem ver a luz do dia. Que maldade teria cometido para sofrer tal pena? e quem, no meio de vida enclausurada, a teria obrigado a cantar com canto de sereia. Certamente esperava que alguém lhe destruísse a concha e lhe permitisse, cantar com prazer durante dia e noite. Beijo. João

Daniel Costa disse...

Querida amiga Mariazita
O poema apresenta-se como belo e o mais importante é estar bem adequado à idade a que foi destinado. Por tudo, para mim vale a nota máxima, nem mais nem menos.
Beijos de amizade

Olinda Melo disse...


Querida Mariazita

Gosto imenso de lendas, não há idade para isso.
São histórias que põem a nossa imaginação a
trabalhar e também a questionar. Assim, surge-me
esta curiosidade: Por que será que a menina vivia
dentro da concha e só cantava quando havia luar?
Mas, claro que, como lenda que é, não há respostas
para isso. Faz parte do nosso leque de mistérios
que nos acompanham pela vida fora.

Desejo-te muito boas férias.

Beijinhos

Olinda

Antonio Machado disse...

Li para minha neta. Gostamos muito.
Um grande abraço

Lúcia disse...

Que beleza, vou guardar e recitar para a minha netinha Louise!...Muita doçura!
Obrigada, Mariazita, a concha menina é encantadora!

Portugalredecouvertes disse...

obrigada pelo encanto da poesia Mariazite
faz-me lembrar as praias como tantas que existem aqui perto no Algarve!
beijinhos e boas férias
Angela

Minhas Pinturas disse...

Olá Mariazita encantadora seu poema, gostei muito.
Boas férias divirta-se, e volte logo para nosso convívio.
Beijinhos e boa viagem, Léah










Duarte disse...

Essas coisas da LUA!
Está bem, rimando, como deve ser. Gostei.
Boa viagem e cá fico à espera do prometido.
Abraços de vida, querida amiga.

Kr. Eliane disse...

que lindo Mariazita:
amo lendas e adoro ouvi-las.
adorei ouvir sua voz , com este belíssimo e elegante sotaque português a me contar esta lenda.
voltei a ser criança e a sonhar !!
é muito bonito seu maravilhoso dom.
que passeio maravilhoso vai fazer e voar para a América.
boa viagem e tudo , tudo de bom!!
:o)
Eliane

Ana Freire disse...

Um poema, leve e encantador... como uma brisa à beira mar... Gostei muito de o ler, Mariazita!
Deixando um beijinho! E os meus votos de que tenha umas excelentes férias, repletas de bons momentos... então em Setembro... cá estaremos aguardando o seu regresso!
Tudo de bom! Beijinhos! E até breve!
Ana

Agostinho disse...

Era uma vez... muitos meninos, já crescidinhos, vinham espreitar à Casa da Mariazinha...
Boas férias!

Liliane de Paula disse...

Nem posso opinar Mariazinha porque não entendo e nem gosto de poesias.
Mas quem ganhou deve ter ficado feliz.

Ivone disse...

Lindo, poesia que eleva a imaginação e a beleza dos contos de fadas, magia da alma! Abraços apertados amiga Mariazita!
Boas férias!

Berço do Mundo disse...

Querida Mariazita, que doce poema embalado pelo marulhar do mar. Que a embale na sua viagem e que venha cheia de estórias novas para nos maravilhar.
Beijinho
Ruthia d'O Berço do Mundo

Fátima Oliveira disse...

Mariazita que linda poesia, amei! Tenho guardado dentro de mim um pouco de minha essência juvenil, e continuo me emocionando com coisas cheias de fantasias, como essa sua poesia, gosto de compartilhar coisas com meus filhos, que são bem jovens, e me sinto confortável com isso, mas sem querer ser tipo "fora do meu tempo" entende?
Boas férias.
Beijos.

Manuel Luis disse...

E que surja esse luar.
Boas férias.

Larissa Pereira dos Santos disse...

Que poema encantador, muito meigo!
Parace até uma música de tão leve...
Parabéns, te desejo férias maravilhosas, voa alto!
Grande abraço!

amartaeumblog disse...

Que bonito! :)
Boas Férias.

A Marta

Maria Rodrigues disse...

Minha amiga adorei!!!
Desejo-lhe umas excelentes férias.
Beijinhos
Maria de
Divagar Sobre Tudo um Pouco

Os olhares da Gracinha! disse...

Um belo momento poético!
Bj

O Árabe disse...

Que bela poesia... e que bela analogia! Realmente fantástico, Mariazita; sem dúvida, te despedes em grande estilo! Boa viagem, boas férias e volta breve; vais fazer falta! Boa semana.

Pedro Luso disse...

Este seu poema, escrito para sua amiga de 15 anos, diz bem do seu talento para a poesia e de sua alma sensível. Como ocorreu com a sua amiga, eu também gostei muito desse belíssimo poema. Parabéns.
Desejo que você tenha uma feliz estada em Nova York. Aguardaremos pela sua volta a Portugal, com o espírito renovado. Felicidades, Mariazita.
Um abraço.
Pedro

Carla Ceres disse...

Que amor, Mariazita! Escrever poemas infanto-juvenis é difícil. Esse saiu perfeito. Gostei, também, da gravação com sons de mar. Parabéns! Divirta-se nos EUA e tire fotos pra nos mostrar no blog, quando voltar. Beijinhos!

Franziska disse...

¡Qué lindo y encantador poema! Cuantos sueños de doncellas y cómo la mar se presta a criaturas encantadas que cantan dulces canciones y atrapan a los marineros hasta su lugar de encanto. He disfrutado con tu cuento y he pasado un buen rato. Gracias por compartirlo. Espero que estés disfrutando de un buen verano. Un abrazo. Franziska

Kr. Eliane disse...

querida Mariazita:
agradeço sempre imensamente sua visita tão alegre e gentil em meu blog !!!
pensei que, já que você gostou tanto da receita do Mané Pelado e vai fazer ( você vai ver que delícia é esta iguaria ), gostaria de lhe falar um pouco do queijo Minas.
Na realidade o queijo Minas, é tradicional no estado de Minas Gerais, onde houve forte influência Lusitana, na culinária e na cultura.
Mando este link para você conhecer um pouco mais sobre ele, e afinal descobrir qual queijo de Portugal é o mais parecido.
http://www.petitgastro.com.br/queijo-minas-um-patrimonio-da-gastronomia-mineira/
grande abraço querida e boa viagem !!
:o)

Liliane de Paula disse...

Mariazita, voltei aqui para vê o que poderia ter escrito que você não gostou.
E vi que não disse nada que pudesse ter lhe machucado.
Só disse que não gosto de poesias.
Não é da sua poesia. São de poesias.
Eu não ia mentir, não verdade?
Minha foto ali como seguidora não coloco em ninguém e até lhe disse o motivo.
Vou repetir: daquelas 529, fotos que tem lá no meu blog, não conheço uns 400. E esses mesmo 400, certamente nunca leram minhas postagens.
Não é isso que me importa.
O que me importa é trocar visitas
Seu blog está na minha lista lateral.
E por lá que considero as amizades blogueiras.
Fique a vontade para ler minhas postagens, caso interesse.
Eu lerei a suas e comentarei do jeito faço com quem visito.

Maria Glória disse...

Minha amiga Mariazita, olá!
Um poema delicioso de ler, mas sobretudo, de ouvir na tua voz, ao som do mar. Leveza e delicadeza, por aqui, estão de sobra.
São das lendas que me encantam, que me fez lembrar das tantas que li na infância e das contadas pela minha nonna.
Mas o que será que desfaz este encanto, de cantar só no luar e durante o dia viver dentro da concha? E tu Mariazita, é assim: faz a melhor Arte, para temperar o meu imaginário, para terminar de te ouvir e ficar a pensar o que será da doce menina!
Espero que a tua viagem tenha sido tranquila e que aproveite bem as férias.
Um gostoso beijinho e forte abraço.

Regina Magnabosco disse...

Olá, Mariazita. Tudo bem? Que bom estar aqui novamente.
Linda sua lenda em versos. Fiquei pensando na menina, que, apesar de viver presa, é feliz. Talvez porque saiba aproveitar bem a expectativa de cada novo luar que há de chegar. Ela sabe que ele vai chegar :)
Um afetuoso abraço!

Regina

Pedro Coimbra disse...

Boas férias!

Liliane de Paula disse...

Querida Mariazita, será que já está no "meu paraíso?".
Amo os EEUU.
Aproveite a viagem.
Pretendo ir ainda esse ano.

Vou esclarece de novo: eu disse que não podia opinar porque não gosto de poesia.
Mas posso, visita-la e até ler a poesia.
Mas, opinar, não.
Não gosto de poesias e nem entendo de poesias.

Quanto a sua foto lá no painel, realmente não vi.
Porque, como já disse, daquelas 500 e tantas fotos que tem, raras leram meu blog.

Mas, podemos nos visitar por aqui?
Se sim, então viva!
Bem haja!

Jaime Portela disse...

O poema é delicioso, gostei imenso.
Boas férias, querida amiga Mariazita.
Beijo.

Maria Glória disse...

Até Setembro minha doce Mariazita!
Que tenhas férias maravilhosas, que aproveites cada detalhe e beleza dos teus dias e que voltes ainda mais doce e querida :) um beijo e um fortíssimo abraço do outro lado do Atlântico.

Lucia Silva disse...

Bela e encantadora homenagem a uma menina de 15 anos, super adequado a essa idade de magia, transformações físicas e emocionais. Feliz férias e uma viagem maravilhosa, beijos carinhosos, Lúcia Silva.

Poemas em dó menor disse...

Estive passeando pelo seu blog... li alguns contos, ouvi a sua poesia e gostei muito de tudo. Irei passar mais vezes.

Bjs.

Antonio Pereira Apon disse...

Singelos e belos versos, Mariazita.

Um abraço e uma boa semana.

O Árabe disse...

Meu abraço, Mariazita; boa semana, boas férias!

A Casa Madeira disse...

Oi Mariazita tão fresco como sua essência.
A gente nunca pode perder a formosura k.
Nessa fase geralmente vivemos dentro de uma concha mesmo.

Belas orquídeas deves ter... e tbm bem cuidadas k.
Abraços.
janicce.

Graça Sampaio disse...

Muito amoroso, Mariazita! Gostei muito.
Então, boas férias e tudo o melhor possível.

Beijinhos estivais...

Graça Pires disse...

Lindíssimo!
Boas férias.
Beijos.

Zizi Santos disse...

Olá Mariazita
a essas horas, já estará viajando pelos Estados Unidos
colhendo inspirações para seus novos poemas, trazendo imagens de lugares bonitos para nos mostrar ! Seja muito feliz nesses dias !
Eu aqui, vou lendo seu belíssimo poema da menina cantante na concha. Por vezes estamos protegidos dentro de uma concha, esperando o momento que ela abra. Quem sabe é um refúgio para essa menina e assim penso que nós também nos refugiamos . Cantar de felicidade faz parte do viver. Assim, cantemos quando a concha se abrir.

beijos
boas férias

Ana Martins disse...

Mariazita, boa noite:
Impossível não gostar, está bem lindo!
Beijinho com votos de bom fim de semana.

Nina Filipe disse...

Olá minha querida Mariazita que melodia se consegue escutar de dentro dessa conchinha que habita no seu coração...votos de uma linda semana que vem chegando, com um forte abraço de amizade.

LUCONI MARCIA MARIA disse...

É que lindo é teu poema, amo lendas e imagino como feliz ficou tua amiga, boas férias descansa e volta para nós encantar com teus belos poemas bjos

Maria Glória disse...

Cheguei amiguita para te dar uns beijinhos! E boas férias...

Lune Fragmentos da noite com flores disse...

Depois de tempos dolorosos... volto aos espaços amigos.

E adorei a lenda! Impossível não gostar. O facto de se tratar de uma poesia infanto-juvenil, não lhe tira encanto. Bem pelo contrário, dá-lhe um toque de grande sensibilidade.

Ao contrário do que se pensa, escrever para crianças, não é fácil.

Votos de férias excelentes!
Beijos

Beatriz Bragança disse...

Querida Mariazita
Como a menina deve ter ficado feliz! Que belo poema!
E sempre a revelar imensa imaginação e uma grande dose de sensibilidade!
A MINHA AMIGA É EXCELENTE EM QUALQUER ÁREA EM QUE SE AVENTURE!Parabéns.
Boa viagem e umas óptimas férias.
Um beijinho
BEATRIZ

Amélia disse...

Lindíssimo!! Adorei.
Bjs

O Árabe disse...

Hoje, passando apenas para deixar um abraço e desejar boa semana!

Andre Mansim disse...

Linda postagem.
Achei singelo e um pouquinho triste, mas muito bonito!

Nidja Andrade disse...

Muito bonito! Abra~çO

AdolfO ReltiH disse...

BONITA LEYENDA.
ABRAZOS

Emília Pinto disse...

Boas férias, querida amiga! Que tudo te corra bem e que encontres todos de saúde. Beijinhos
Emilia