domingo, 14 de dezembro de 2014

O NATAL DA MINHA INFÂNCIA

(Primeira árvore de Natal de que se tem conhecimento)
Riga – Letónia - 1510  (Imagem da Net)

 Quando eu era criança o Natal tinha mil encantos, era pura magia. Passávamos o resto do ano ansiando por esta época como sendo os melhores dias das nossas vidas.
À data vivíamos numa quinta nos arredores do Porto,

que tinha um enorme pinhal, no qual se encontravam bastantes pedregulhos graníticos, que, no Inverno, se cobriam de musgo.
A mim e ao meu irmão mais novo cabia a tarefa de colher musgo para o presépio, o que começávamos a fazer duas semanas antes da noite de Natal.
Munidos de um pequeno cesto e uma faca velha, rombuda, lá íamos nós, quais pequenos exploradores – eu com seis ou sete anos, o meu irmão dois anos mais novo – à procura do musgo.
Quando encontrávamos alguma pedra com o precioso fungo, eu enfiava a faca, cuidadosamente, por debaixo da planta, e, com as suas pequenas mãozinhas, o meu irmão amparava aquele delicado tapete verde, de pequena espessura, que, com o maior cuidado, colocávamos dentro do cesto.
Quando já tínhamos a quantidade suficiente para as nossas poucas forças, voltávamos para casa.
Aí o musgo era colocado sobre folhas de jornais velhos; todas as noites, sob a supervisão da Mãe, borrifávamos as quantidades já recolhidas molhando as pontas dos dedos, e lançando para o ar gotículas de água que iam manter fresco e viçoso aquele tapete de veludo verde, até ao dia em que seria armado o presépio.
Finalmente chegava o dia da grande empreitada!
Todos colaboravam nesta tarefa: os cinco irmãos,
 
e o Pai, cada um cumprindo o que lhe competia fazer; a Mãe… dando conselhos e opiniões.
O Pai trazia para o local onde iria ficar montado o presépio uma armação em madeira, que ele próprio fizera e guardava de uns anos para os outros.
Começava a tarefa de cobrir aqueles espaços, em degraus irregulares formando socalcos, com o tapete de musgo que, de onde em onde, salpicávamos com pequenas pedras que tínhamos trazido do pinhal. Com areia que o Pai sempre trazia da praia, na época balnear, fazíamos pequenos caminhos, que se destacavam pela brancura no meio do verde tapete de musgo.
A nossa tarefa, minha e do meu irmão, terminava aqui. Cabia agora aos mais velhos comporem o resto.
Ao fundo, na parte mais elevada, eles faziam, com pequenas pedras, uma espécie de abrigo, onde colocavam as figuras principais do presépio – o Menino Jesus, A Virgem Maria, São José, e, por último, a vaquinha e o burrinho. Na pedra mais alta era colocada uma brilhante estrela de cartão recoberta de papel dourado.
As restantes figuras eram espalhadas mais ou menos a esmo – aqui uma ovelhinha branca de neve, ali um pastor, mais além um pato… Até cães e gatos por lá apareciam.
Mais ou menos a meio de um dos caminhitos eram colocados os três Reis Magos, com as suas oferendas para o Menino Deus.
Todos os anos, na feira de Verão, eram compradas duas ou três figuras que se iam juntar às já existentes.
Nesse dia, depois do presépio armado, o Pai ia ao pinhal cortar um pequeno pinheiro dos muitos que nasciam por lá, devido aos pinhões que caíam ao chão.
Colocava-o num vaso grande, com terra. O lugar do pinheiro era sempre ao fundo do presépio.
Era enfeitado com pequeninas velas colocadas numa espécie de minúsculos castiçais terminando em pinças, que se prendiam aos ramos do pinheiro. Só se acendiam na noite de Natal.
Depois de tudo isto feito surgia outro “momento alto” da época do Natal. Era como que um ritual.
O Pai, acompanhado dos cinco filhos, dirigia-se ao pinhal, e aí todos procuravam um tronco bem grosso – havia sempre muitos, resultantes dos pinheiros que se cortavam para fazer lenha e carvão. Todos opinavam:
- “Levamos este, papá”; “não, esse é muito fininho…”; olhe para este, papá, é muito grosso!” – até que finalmente um tronco era escolhido e o Pai carregava-o para casa, e colocava-o no canto da lareira.
Este tronco era aceso na noite de Natal e conservava-se a arder lentamente até ao último dia do ano. Chamava-se “Tição de Natal”.
(Depois de apagado guardava-se para se acender quando havia trovoada. Este ritual destinava-se a afastar as grandes trovoadas que podiam causar malefícios às pessoas e animais).
Em breve a casa começava a estar saturada do “cheirinho” dos doces que a Mãe ia preparando para a ceia de Natal.
Começava pelos “Bolinhos de Jerimu” que, de acordo com a receita e para grande desgosto nosso, deviam ser feitos e guardados por uma semana para ficarem ainda mais apetitosos.
Claro que para nós, os filhos, seriam deliciosos se os comêssemos logo que eram feitos, mas a Mãe mantinha-se irredutível: esperem pela noite de Natal!
(para quem não sabe… jerimu é uma “abóbora menina”, e os bolinhos de jerimu – ou jerimum, no dizer popular - são típicos da região norte de Portugal)
Nessa noite a mesa cobria-se com o tradicional “Bacalhau da Consoada” com todas aquelas coisas a que as crianças não ligavam a mínima importância, ansiando pela chegada dos doces.
E apareciam então as travessas das “filhós”, das “rabanadas”, da “aletria” e, claro, dos “bolinhos de jerimu”.
Finda a refeição eram colocados na chaminé 5 sapatos, um de cada filho, para que o Menino Jesus viesse ali colocar uma prenda - na altura não havia, ainda, Pai Natal: as prendas eram trazidas pelo Menino Jesus.
No dia seguinte a casa enchia-se com os nossos gritos de alegria ao vermos as prendas que o “Menino Jesus”, sorrateiramente, depositara nos nossos sapatos.
Éramos todos tão felizes!

(Natal medieval)
Imagem da Net
FELIZ NATAL A TODOS!

 
Permito-me partilhar convosco um miminho que recebi da minha querida amiga MARILENE a quem renovo o meu agradecimento.

 
A querida Amiga GRACITA presenteou-me com este lindo selinho que, de coração, agradeço. Obrigada!

Da querida Amiga EVANIR recebi este lindo selinho, que, enternecida, agradeço

88 comentários:

Miguel disse...

Nina minha
Não imaginas quanto gostei de ler esta “recordação” do Natal da tua infância.
Das tuas palavras escorre ternura, doce como mel.
Penso que o que me levou a gostar tanto do que descreves é principalmente, facto de os meus Natais de outros tempos serem tão diferentes do que recordas.
Só o ser filho único constitui uma diferença abismal.
Nunca tive a companhia de irmãos com quem “repartir” a tarefa de colher musgo – e também nunca o fui colher, nem sozinho nem acompanhado.
Sempre vivi no Centro do País, com longas estadias no Alentejo (principalmente em criança) e tudo era muito diferente do Norte, nos hábitos e até mesmo no aspecto gastronómico.
Lendo-te, fico com a sensação de que “à moda do Norte” era muito mais… acolhedor, mais aconchegante, mais familiar…
Gostei. Gostei muito!
E as fotos são uma delícia. Os cinco manos todos aprumadinhos -:))), e a quinta devia ser uma maravilha!
Falar-nos-emos, claro, antes do Natal -:), mas deixo aqui expressos os meus votos de que tenhas um Natal tranquilo junto dos filhos e netos que tanto amas.
Beijo-te com TODO o meu carinho.
Teu
❤ ღiguel
PS – Agora descobri com quem aprendeste a fazer aqueles deliciosos bolinhos de jerimu que há… 3 ou 4 anos provei na tua casa… -:). “Provei” é o termo certo, pois não passou de prova, deste-me tão poucos…

Lita Duarte do Brasil disse...

Que coisa mais linda, Mariazita.

Beijos.

Labirinto de Emoções disse...

Ninocas querida
Ao ler esta descrição, lembrou-me dos meus natais de menina... uma saudade imensa invadiu-me...
Também em minha casa havia o ritual do presépio e da árvore, mas eu era a mais velha e como tal, os manos eram os "ajudantes", mas o encanto de ir buscar o musgo ao pinhal não havia, a mãe comprava-o, sou uma citadina, e esses pequenos prazeres não os consegui ter!
Mas nós tínhamos" 2 natais"... a consoada era sempre em casa da avó, depois do jantar, a avó pedia 1 sapato a cada um, e enquanto dizia que ia colocar os doces na mesa, "sacudia com todos para 1 quarto... passado algum tempo, vinha ter connosco e lá ficávamos à espera da meia noite.(geralmente adiantavam o relógio 1h... malandrice que percebi anos mais tarde).
Depois... era feita a "procissão do pé descalço" cada 1 de nós só tinha-mos um sapato calçado, o outro estava na sala...a fila começa com o meu irmão mais novo,depois o mano, primo, eu, tios, pais e era uma escadinha com a avó a fechar a fila.
Ao chegarmos à sala, que apenas estava iluminada com as luzinhas das árvore e do presépio, ela a loucura, com os presentes em volta de cada sapato..:-)))
Os doces vinham a seguir.
Depois eu, os meus irmãos e pais, vinha-mos para nossa casa, onde a mãe colocava na chaminé os nossos sapatos.
O meu ficava em cima do fogão, com um papel de seda cor de rosa por baixo, e os dos manos, um de cada lado do fogão com um papel de seda azul por baixo.
Claro que a noite era de excitação e mal dormia-mos, mas só quando a mãe de manhã nos vinha acordar é que podia-mos ir à cozinha ver o que o Menino Jesus nos tinha deixado...
Era a magia completa minha querida, e foi assim que eu fiz toda a vida...quando casamos e vieram os filhos e os enteados, o grupo eram 22 pessoas...e eu sempre mantive a tradição da "procissão do pé descalço"
Por isso a saudade dos que já "viajaram"e a nostalgia nesta altura é tanta... TU sabes o porquê!
Amei ler este teu post e ver as fotografias..:-)))
Que o teu Natal seja repleto de Amor, junto dos teus filhos e netos.
Um imenso beijinho cheio de carinho
Tua Tareca

Vall Nunnes disse...

Olá Mariazita
que história mais gostosa, doces memórias. A interação entre vocês, as tarefas a executar, o cuidado...emocionante! Ainda tem evolução das figuras natalinas: Menino Jesus e Papai Natal. Como sempre emoção e muita informação em seus textos.
Não tive natais parecidos, mas tenho muito a recordar. Fiquei doida pra provar os bolinhos de jerimum,devem ser deliciosos.
Xeru

ReltiH disse...

RECORDAR ES MUY BONITO PARA EL ALMA.
ABRAZOS

✿ chica disse...

Que lindo e tão tocante eram os Natais de outrora.

Por mais que queremos, não os conseguimos fazer iguais nos dias de hoje. Sempre falta algo, alguém.

Lindo teu Natal e desejo que o que se aproxima seja em paz, amor e tudo de bom! beijos,chica

Arco-Íris de Frida disse...

Nossa... fui lendo, e as cenas foram se desenrolando para mim como em um filme... lindo o texto e a historia... me emocionou ... vc tem lembranças otimas...

Um feliz Natal para vc e sua familia com muitas bençaos e paz...

Beijos...

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Mariazita!

Doces momentos, que de novo dá prazer saborear. Agora em forma de memórias bem vivas, descritas com tanto pormenor e detalhe como se o ter ido ao pinhal colher o musgo tivesse acontecido apenas ontem...Magia que só a mente de quem é pequeno consegue criar.
E nesta tua deliciosa descrição da celebração do Natal, encontrei ainda uma palavra a que há muito não punha a vista em cima: "tição", usada lá em casa em relação às brasas do borralho, e que imaginava já estar esquecida...
E lendo este teu relato é como se tivesse recuado no tempo, ainda que lá por cá os preparativos não fossem assim tão elaborados. O texto está uma delícia; parabéns!

PS. E termino deixando os votos de que a recuperação da filha seja rápida, as dores se vão, e em breve esteja de volta ao seu normal.Duas operações assim são dose para leão...

Beijinhos amigos e bom resto de Domingo: tristinho e carrancudo por aqui...
Vitor

Daniel Costa disse...

Querida amiga Mariazita

A tua crónica, pode ser considerada já um documento histórico. O Natal terá mais tradição no norte de Portugal, não tanto no litoral, mais em Trás - os - Montes, onde á festa será mais comunitária, segundo relatos que tenho ouvido. Porém, o que contas também é muito bonito, se comparado com as Natais que tenho vivido.
Dentro do possível, desejo-te um Bom Natal.
Beijos

São disse...

Neninha minha, que bom foi ler as tuas memórias...

Espero que o teu natal se passe com muito amor e carinho junto aos teus e que 2015 vos traga tudo quanto desejam!

Abraço com muito carinho e amizade, querida amiga :)

São disse...

As melhoras da tua filha , que recupere depressa e bem.

Beijinhos para ti e para ela .

MARILENE disse...

Lembranças de momentos preciosos que a acompanharão por toda a vida. Uma beleza mágica, uma união ao realizar as tarefas, um sentido verdadeiro para o Natal. Foi com prazer que li sua postagem, seguindo os passos dessa missão especial. Tudo muito lindo, inclusive as imagens.

Aproveito para lhe desejar um Natal de luz e de bênçãos. Que a comemoração lhe proporcione momentos de amor e união. Grande beijo!

Smareis disse...

Olá, Mariazita!
Excelente postagens.
Memórias que encantam. As fotos muito boas.
Vou fazer uma pausa no meu blog por alguns dias... Só voltando em Janeiro...
Feliz Natal e um Ano Novo repleto de realizações!
São os meus sinceros votos para você e toda a sua família.
Que o nosso Aniversariante JESUS CRISTO, esteja sempre presente em suas vidas, cobrindo-os de bençãos.
Feliz Natal, Feliz Ano Novo!
Um punhado de sorrisos!
Um beijo no coração!
Ótimo domingo!

Beatriz Bragança disse...

Querida Mariazita
Fiquei profundamente comovida, pois o Natal da sua infância muito se assemelha aos que eu vivi.
Sou do Douro Litoral e também vivi até aos 13 anos numa quinta.O presépio também levava musgo e, ainda agora, quando o festejámos lá, o meu pai faz questão de o preparar com musgo.
Só não tínhamos a tradição do tronco.
Ainda me vejo muitas vezes a mostrar aos meus pais o presente recebido, que o Menino jesus tinha colocado no meu sapatinho.
Obrigada por me ter proporcionado esta maravilhosa viagem no tempo.
Parabéns pela fluência com que escreve.
Bom domingo.
Um beijinho
Beatriz

Isabel Maria Rosa Furtado Cabral Gomes da Costa disse...

Ah, o Natal da nossa infância! Tempos de um outro tempo! Saudade! Tempos que não voltam mais, pois impera sempre a ausência de entes queridíssimos. Saibamos nós gerir o sofrimento, ainda que atroz, de forma serena e equilibrada, e recriar o espírito de Natal da nossa infância, agora com os filhos, os netos, as pessoas amigas...
Um beijo enorme para ti, Mariazita.

Olinda Melo disse...

Querida Mariazita

Que bela viagem às recordações da tua infância! Adorei ler todos os preparativos, dos enfeites da árvore aos doces da tua mãe. Os cheiros, a azáfama, o entusiasmo ficam para sempre. É como eu me sinto quando começamos cá em casa o ritual das festas desta quadra.

Aproveito para te desejar um Feliz Natal ao lado dos que te são queridos.

Beijinhos

Olinda

PM disse...

Ora bem, começando pelo principio: no meu tempo de menino e moço, o Pai Natal ainda não tinha nascido. Quem nascia todos os anos era e Menino Jesus e era ele quem dava as prendas. Descia pela chaminé (mais lógico descer uma criança do que um velho barrigudo, que nas chaminés que eu conhecia, nem conseguiria passar...) e deixava as prendas nos sapatos deixados na véspera à noite junto ao fogão (ou lareira se fosse o caso). Só no dia seguinte de manhã tinhamos acesso a essas prendas. No plural, mas cabendo só uma a cada um de nós. Às vezes ainda deixava uma bota em vez dum sapato(sempre levava mais "mercadoria"), mas nunca senti a diferença.
Árvore de Natal nunca houve e presépio só mais tarde, quando eu já não era miúdo e não ligava muito a essas coisas (não ligava a "essas coisas" mas ligava aos doces que se faziam nessa altura, sobretudo os fritos tradicionais).
No entanto tenho uma vaga ideia de "andar ao musgo" com a outra miudagem, mas para se fazer o "enorme" presépio na igreja. Mas não passavamos de meros apanhadores de musgo, pois já não tinhamos acesso à alta arquitectura da amação do presépio.
Numa aldeia vizinha da minha, ainda hoje há a tradição de se acender uma fogueira onde em geral fica a arder toda a noite e às vezes até ainda no dia do Natal, uma raíz com um pedaço de tronco de alguma velha oliveira ou pinheiro. Até altas horas ali se junta, à roda da fogueira, parte da população da aldeia em alegre convívio, excedendo assim o simples convívio familiar.
Votos de Feliz Natal!
Bjo.

Cristina disse...

Qué historia tan bonita, repleta de recuerdos y emociones mi querida amiga.
Me fascinaron las fotografías que recrean una entrada acorde a esos recuerdos tan latentes.
Mil gracias por el cariño de siempre, te dejo un fuerte abrazo... felicidades!!

Elvira Carvalho disse...

Um texto muito bonito. Recordações de infância que nos acompanham por toda a vida. Eu nunca tive um presépio. E era uma alegria quando íamos à igreja e víamos o presépio.
Um abraço e uma boa semana

Gracita disse...

Uma linda recordação que enche nossos corações de alegria pois a tua generosidade em partilhar denota o quão amoroso é teu coração. Acredito que todos nós temos uma história que nos remete a doces lembranças. Amei as fotos querida. Muito obrigada pela visita tão carinhosa e gentil. Tuas palavras me emocionaram minha doce amiga.
Que o seu natal seja pleno de emoções e muito amor e que o Menino Jesus realize todos os seus desejos.
Beijos com carinho
Gracita

godinho maria disse...

Que linda partilha de memórias! Adorei ler e ver as lindas imagens...
Beijinho grande e votos de um feliz Natal na companhia dos que mais amas em harmonia, paz e sobretudo saúde!
Votos de melhoras para a tua filha.
Maria

Pedro Coimbra disse...

Memórias de um Natal que também vivi, bastante diferente do que se vive hoje.
Quando um presépio, feito por nós, era quase uma obra de arte.
Boa semana

Graça Pires disse...

Recordações de um tempo mágico, como só é o da infância. Gostei do texto e das fotografias...
Um BOM NATAL e um beijo.

Bergilde disse...

Mariazita, visitar seu blog para mim é sempre fonte de aprendizado...Suas memórias transcritas aqui despertam emoções que aquecem a alma e as fotografias também tornam presente o valor do que se passou mas que marcas inesquecíveis conseguiu deixar.Abraços meus esperando poder ano que vem continuar seguindo seus registros daqui.Feliz Natal !

Carla Ceres disse...

Oi, Mariazita! Você conseguiu me deixar com saudade dos Natais que você viveu na infância. :) A tradição do tição de Natal é novidade pra mim. Talvez até exista nas partes mais frias do Brasil, onde existem lareiras e imigrantes açorianos. Adorei as fotos de vocês crianças. Beijos!

Vera Lúcia disse...

Olá Mariazita,

Os Natais de outrora tinham magia e encantamento, o que, infelizmente, foi se desfazendo com o passar do tempo. Pelo seu delicioso relato sente-se a cumplicidade de todos da família no preparo da data festiva. Minha mãe utilizava folhas de ramos, distribuídas no Domingo de Ramos, para afastar as trovoadas, que assustavam a todos nós. Na nossa época, colocávamos os sapatos atrás da porta para que o Papai-Noel deixasse lá os presentes. Era pura euforia ao despertarmos. Aliás, quase não conseguíamos dormir e era preciso que minha mãe ameaçasse retirar os sapatos para nos forçar a dormir.
Belas recordações, muito bem colocadas para o nosso deleite.

Feliz Natal também para você e familiares. Que o Menino-Deus os envolvam de bençãos. Que 2015 seja um ano especial em sua vida, trazendo-lhe muita paz, saúde e sucesso em seus empreendimentos e sonhos.

Boas Festas!

Beijo.

EU disse...

Revi-me e revivi...Adorei ler estas vivências. Sem nostalgia, com um sorriso nos lábios. Vou atrever-me a deixar-te o link de um poema que escrevi o ano passado - http://portate-mal.blogspot.pt/2013/12/natal-magia-menina.html - visto tratar-se da mesma temática; verás porque digo que me revi...
Penso que ainda voltarei ao teu espaço. Contudo, deixo já os meus votos de uma quadra feliz.
BJO :) :)

Marilene Domingues disse...

Querida Mariazita,
Quantas lembranças e recordações me trouxeram esse seu post. Viajei no tempo e até me esqueci que estava em frente ao computador...Magia e encantamento é o que existia nos Natais do passado...ADOREI suas delicadas lembranças..

Amiga querida
Estivemos juntas por mais um ano neste mundo virtual (tao real). Real porque afinal sentimos do mesmo modo, com o coração e conseguimos captar o carinho que nos chega por esta telinha.
O tempo foi corrido, não consegui estar com a frequência que gostaria nas casinhas amigas,
mas acredito que, o que importa é o carinho que sentimos por cada espaço e por suas donas, e saiba que você estará para sempre guardadinha dentro do meu coração...
Agradeço de coração todo carinho que você me dispensou neste ano que esta findando.
Natal chegando, o ano esta por terminar e venho com muito carinho desejar a você sua família um Natal de muita luz, muita paz, muita harmonia e muito amor no coração...
E um Novo Ano carregadinho de novas esperanças e muitas conquistas...
Se Deus quiser em 2015 estaremos juntas novamente, interagindo, deixando e recebendo carinhos...
Deixo beijos e abraços com muito carinho.
Boas festas!
Marilene

YoSueño disse...

Es una entrada muy tierna, llena de recuerdos bellos. Un Fuerte ABRAZO

Manuel Luis disse...

Recordo-me perfeitamente de momentos idênticos, e que bons temos! Ainda a pouco tempo apanhei musgo com aquele estilo a antiga, talvez por isso foi premiado com o 2º lugar.
Boas festas de felicidade.
Bj

Mariazita disse...

GL
deixou um novo comentário na sua mensagem
Que bela história de Natal, muito mais bonita porque contada na primeira pessoa.
Que gratificante é partilhar recordações, vivências, afectos.

Um Santo Natal.
Beijinho.

Zilani Célia disse...

OI MARIAZITA!
QUE RECORDAÇÕES BONITAS E EMOCIONANTES, ME LEVOU A MINHA INFÂNCIA TAMBÉM, AO PRESÉPIO, ONDE MINHA FUNÇÃO ERA PARECIDA COM A TUA E DO TEU IRMÃO, SÓ QUE NÃO TÍNHAMOS MUSGO, MAS, EU TINHA DE TRAZER A AREIA PARA FAZER O CAMINHO QUE LEVARIA A MANJEDOURA ONDE ESTAVA "JESUS" ERA PURO ENCANTAMENTO.
MARIAZITA, TE DESEJO UM NATAL RICO DAS BÊNÇÃOS DO "PAI", EXTENSIVO A TEUS ENTES QUERIDOS.
ABRÇS



http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Gracita disse...

Querida Mariazita

Natal...
Festa de amor e solidariedade
Festa da fraternidade e união
Festa de congraçamento entre os irmãos

Neste natal deixe que a chama do amor
Ilumine seu coração fazendo-o transbordar
E que estas partículas que jorram com intensidade
Repousem em cada coração ávido por afeto

Que o Menino Jesus possa nascer no coração de todos
Trazendo alegria, paz fraternidade e união para todas as nações

Que neste natal o riso seja farto e abundante
Que o coração seja um refúgio de amor
Que as pessoas se curvem diante de um presépio
Numa silenciosa oração em agradecimento pelo dom da vida

Querida amiga que neste natal Jesus possa agraciar você sua família com cântaros de amor, de paz e fraternidade.
Beijos com ternura e carinho
Gracita

O Árabe disse...

Tens razão, Mariazita: como era belo, o Natal! E a sua magia estava principalmente em nossas almas. Por isto, até hoje tentamos preservar o clima de amor e encantamento,em nossa família! Lindo texto; trouxe-me saudades. Boa semana!

Agostinho disse...

Que belas recordações, Mariazita. E se lêssemos esta "história" isto com os filhos/netos? E se o levássemos, monte fora, respirar o espírito que anda no ar. Ainda.

Lilazdavioleta disse...

Mariazita ,
que o Natal de hoje , ainda que diferente do aqui lindamente descrito , seja bom , e que 2015 seja portador do que considera mais importante para a sua vida .

Um apertado abraço ,
Maria

Rita Freitas disse...

Adorei ler. Também me levou a outros tempos.

Um feliz Natal com a mesma magia daqueles tempos.

Beijinhos

Cristina disse...

La Navidad es ese niño que nace en nuestro interior, que motiva en nuestros corazones los sentimientos más nobles y esa esperanza por un mañana mejor.
Que el año nuevo traiga consigo un sueño por el cual luchar, un proyecto que realizar, un lugar donde descansar, amigos en quien confiar… Felices fiestas te deseo con mucho cariño!

____________________*_/\_
_____________________) " (
____________________*Paz*
___________________*Unión*
__________________*Alegrías*
_________________*Esperanzas*
________________*Amor*Suceso*
_______________* Realizaciones *
______________*Respeto*armonía*
_____________*Salud***solidaridad*
____________*Felicidad****Humildad*
___________*Confraternización**Pureza*
__________*Amistad**Sabiduría*Perdón*
_________*Igualdad*Libertad*Buena Suerte*
________*Sinceridad*Estima***Fraternidad*
_______*Equilibrio**Dignidad**Benevolencia *
______*Fe*Bondad*Paciencia*aventura**Fuerza
____*Tenacidad-Prosperidad *** Reconocimiento *
__*Son mis deseos Feliz Navidad y Año Nuevo 2015*
___________________ (`•.•´)___________________
___________________ (`•.•´)___________________
___________________ (`•.•´)___________________
___________________ (`•.•´)___________________
___________________ (`•.•´)___________________
___________________ (`•.•´)___________________
___________________ (`•.•´)___________________
___________________ (`•.•´)___________________

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Mariazita!

E depois de tão bela descrição que fizeste do Natal da tua meninice, eu vou ficar-me pelas frases simples, costumeiras, habituais desta quadra que vivemos - e também sinceras:
Para te desejar um Feliz e Santo Natal na companhia daqueles de quem muito gostas; com saúde e boa disposição, e mais aquelas coisinhas boas que fazem crescer água na boca...

Beijinhos amigos
Vitor

Nilson Barcelli disse...

O meu universo natalício infantil não era muito diferente do teu.
Recuei no tempo, por isso, através deste teu excelente post.
FELIZ NATAL, querida amiga Mariazita.
Beijo.

Mary María disse...

Great Post! Follow each other on GFC? If yes, follow me and I follow back as soon as i see it. Let me know with a comment on my blog!

Keep in touch! ❤❤❤
Algo pasa con Mary

YoSueño disse...

‘⋎´✫¸.•°*”˜˜”*°•✫FELICES FIESTAS..✫¸.•°*”˜˜”*°•.✫,
Que el amor, la felicidad y la salud, entre por tu puesta y se quede contigo para siempre.
☻/ღ˚ •。♥ ˚ ˚✰˚ ˛★* Un FUERTE ABRAZO 。 ღ˛° 。* °♥ ˚ • ★ *˚ .ღ 。

Manuel Luis disse...

Tentamos preserva-lo no mínimo nas memórias.
Desejo-te umas boas festas na companhia dos que te são queridos.
Saúde.
Beijos e abraços.

Emília Pinto disse...

Mariazita, com a descrição do teu Natal fizeste-me recordar o meu. A diferença está só no número de irmãos; era só eu e o meu irmão que tinhamos de preparar o presépio,; procuravamos o musgo e o pinheiro e só era feito dois ou três dias antes do Natal. No fim da ceia o meu pai fazia questão de nos levar ao Porto para vermos as iluminações do Natal. Vivia numa aldeia e naquele tempo só mesmo no Porto se viam as ruas enfeitadas. Era uma delícia de presente essa ida ao Porto; depois era colocar o sapatinho e ver se o menino Jesus se lembrava de nós; claro que lembrava, mas, naqueles tempos difíceis já era uma grande alegria ter uns chocolates no sapatinho A minha família era pequena, pois não passavamos o Natal nem com avós nem com tios; eramos só os 4, mas eramos felizes mesmo assim. Hoje tudo é diferente e o que importa é que a mesma magia seja vivida e que o Aniversariante não seja esquecido. Desejo, querida amiga que esse esse espírito de Natal entre na tua casa e lá permaneça para sempre. Beijinhos e muito obrigada pelo carinho que me tens dispensado durante todos estes anos. Aqui te deixo também a certeza da minha sincera amizade.
Emília

Brisa Petala disse...

Oi Mariazita
Amiga passando para agradecer seu carinho e amizade por todo o ano.Hoje é natal, quero que saiba que todos os momentos são gratificantes, quando temos a companhia de pessoas especiais. Neste dia mágico, quero te desejar muitos sonhos, muitos desejos de amor e felicidade. Hoje é natal, e o mais perfeito nisso tudo, é que estou podendo te fazer ler esta linda mensagem e lembrá-la que natal é muito mais que uma data comemorativa, é demostrar amor, carinho, presença. Hoje é natal, e te desejo um maravilho dia de amor, fé e de prosperidade. Feliz Natal!!!

Um beijinho
Ana

Evanir disse...

Guardo os pequenos detalhes desse
ano caminhando a seu lado,
em minha memória e no meu coração ,
tens um lugar eterno e especial
onde guardo nossa amizade.
Obrigada..Obrigada de todo coração..
Você é tão especial que deixa marca no coração,
quando ausente sinto saudades.
Preciso demais da sua companhia...
A vida é uma grande escola ,
onde plantamos e se escolhermos boas sementes,
certamente vou colher as mais belas flores.
E fazer dessas flores que dei o nome de amizade,
as mais belas e perfumadas no jardim da minha
existência.
Um abençoado final de semana.
Um santo Natal para você e sua belíssima família.
Carinhosamente.
Evanir.

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Nessa época em que as pessoas parecem se amarem mais, conviver melhor, sorrir com mais desenvoltura, é o tempo também de reviver outros "natais"...Todo Natal é especial, sem dúvida...mas, com certeza aqueles que vivemos na infância têm "sabores" diferentes!

Belíssima postagem, Mariazita! À medida que ia lendo, ia também rememorados os meus, que guardei carinhosamente no baú da memória...São momentos tão belos pra recordar. As imagens são as melhores testemunhas!

Que o seu Natal, junto a todos os seus, seja de plena FELICIDADE!
Beijos,
da Lúcia

Laura Santos disse...

A narração mais bela que li sobre o Natal. Toda essa preparação feita de entusiasmo que unia a família na feitura do presépio com musgo, da árvore de Natal, só posso imaginar toda a excitação inerente e o significado dessas lembranças.
Como não tive Natal durante a minha infância, ao ler tudo isto, imagino como era bonito e as gratas recordações significativas que deixou a quem as viveu.
Adorei a foto dos cinco manos!...:-) Tu devias ser a do lado direito...?
Feliz Natal, Mariazita!
xx

Amélia disse...

Olá Mariazita!
Li e reli esta maravilhosa recordação de imfância..recuei vários anos e fez-me recordar também o meu Natal com meus pais e meus 5 irmãos, eu e os meus 2 irmãos mais velhos na companhia do meu pai lá iamos contentes ao pinhal, que ficava perto de casa buscar o musgo e o pinheiro.
O meu pai cortava o pinheiro mais bonito que encontrava no pinhal..
Chegado a casa seguia a tarefa de fazer o presépio e enfeitar o pinheiro, ainda me lembro das fitas douradas penduradas no pinheiro.
A maior alegria era no dia seguinte;
Lá iamos os 6 maninhos a correr á chaminé ver os presentes no sapatinho trazidos pelo Menino Jesus, eramos tão felizes....
Desculpe este meu desabafo..
Desejo á Mariazita e sua familia um Santo e Feliz Natal, um excelente 2015.
Grande beijo.

Lita Duarte do Brasil disse...

Feliz Natal.
Que o Ano Novo seja grandioso.:)

Beijos.

Rosa Carioca disse...

O que será que as crianças de hoje vão guardar como memórias de Natal?????
Boas Festas e um Natal mágico para si.

Maria Rodrigues disse...

Como sabe tão bem recordarmos os Natais da nossa infância. Hoje é tudo tão diferente, as tradições vão morrendo lentamente com o passar dos tempos, que pena!
Minha amiga aproveito para desejar a si e a todos os seus familiares e amigos, um Feliz Natal, repleto de alegria, saúde, paz e amor.

“A Melhor mensagem de Natal é aquela que sai em silêncio de nossos corações e aquece com ternura os corações daqueles que nos acompanham em nossa caminhada pela vida. ” Autor desconhecido

Beijinhos
Maria e família

Magia da Inês disse...

⋯ ✰ ⋯
⋰ ⋮ ⋱

O Natal está chegando... o amor, chamado Jesus, nos pede permissão para entregar toda a paz e felicidade que nos são destinadas.


FELIZ NATAL!
BOAS FESTAS!
°。✿⊱。。

Marilu disse...

Um momento doce e cheio de significado para as nossas vidas. É tempo de repensar valores, de ponderar sobre a vida e tudo que a cerca. É momento de deixar nascer essa criança pura, inocente e cheia de esperança que mora dentro de nossos corações. É sempre tempo de contemplar aquele menino pobre, que nasceu numa manjedoura, para nos fazer entender que o ser humano vale por aquilo que é e faz, e nunca por aquilo que possui. Noite cristã, onde a alegria invade nossos corações trazendo a paz e a harmonia.
Desejo a você e a todos aqueles a quem mais ama um Feliz e abençoado Natal. Beijokas

O Árabe disse...

Hoje, minha amiga, vim só para desejar um Natal de harmonia, amor e paz, a você e todos os seus! Boa semana.

Lilá(s) disse...

Nostalgia, quando penso no Natal da minha infância...
Mas hoje venho desejar um Natal brilhante de alegria, iluminado de amor, cheio de harmonia e completo de Paz
Beijinhos
ೋღღೋ FELIZ NATAL ೋღღೋ

Evanir disse...

Mariazita..
Hoje venho te deixar um carinho de Natal.
Que a noite de Natal seja abençoada para você e sua família
essa data me trás uma infinita saudades.
Minha amiga agradeço pela sua amizade no decorrer desses anos.
E juntas estaremos enquanto Deus nos permitir...
Feliz Ano Novo.
Beijos meus.
Evanir..

Elvira Carvalho disse...

Passei para lhe desejar um Santo e Feliz Natal.
Um abraço

lis disse...

Oi Mariazita
Uma delicadeza o texto sobre como era planejado e executadoo o Natal em sua familia.
Fiquei emocionada com a beleza de sentimento que havia no pai na mãe e na colheita do musgo com seu irmãozinho. Lindo demais!
Obrigada .
Esse é o sentido do Natal! celebrar um nascimento e dele participar co alegria.
Quero deixar meu abraço e desejar um lindo e abençoado dia que irá estender-se pelo Ano Novo que já chega.
Feliz Natal!

Táxi Pluvioso disse...

Tenho desaparecido aqui da Casa, devido a problemas logísticos, venho desejar um bom Natal.

Berço do Mundo disse...

Querida Mariazita, que linda foto de infância (aqueles penteados eram feitos de propósito para a ocasião fotográfica, suponho?). Não conheço os bolos de jerimu mas adoro outra tradição nortenha chamada "mexidos" ou "formigos". Mas este ano não tenho direito, porque passo o Natal longe da minha mãe.
Aproveito para agradecer a sua amável presença n'O Berço ao longo do ano e desejar-lhes umas doces Festas!
Beijinhos
Ruthia d'O Berço do Mundo

DE-PROPOSITO disse...

FELIZ NATAL e bom ANO 2015

Felicidades.
MANUEL

Carmem Grinheiro disse...

Minha querida Mariazita, sua recordação emociona. Tão bom ter assim coisas lindas para recordar dos tempos de meninice, é a parte de nossa vida.
Muita coisa tem mudado, mas se a essência se mantiver, já é maravilhoso.
Agradeço seu carinho e venho lhe desejar que tenha também umas festas felizes junto da família.
bjo amigo

Ariel El vikingo dark disse...

Olá Mariazita, boa noite,
eu finalmente chegou a sua casa =)

Muitas lembranças de coisas vividas,
muitos não concordam comigo, mas eu afirmo que o passado foi melhor....

Desejo-lhe um belo Natal e um Feliz Ano Novo
um beijo e um abraço de Natal

Bell disse...

oi Mariazita

O Natal antigamente tinha um significado diferente, e é sempre bom relembrar das coisas boas que vivemos.
Um Feliz e abençoado Natal pra vc.

bjokas =)

Olinda Melo disse...

Querida Mariazita

Amanhã será o dia da azáfama.
Venho aqui hoje trazer-te um grande abraço e que passes um Natal Feliz ao lado da tua bela Família.

Beijinhos

Olinda

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Mariazita! Passando para desejar um Excelente Natal e que o ano de 2015 seja de muita saúde, paz, amor, prosperidade e repleto de realizações para ti e para os teus. Temos um recadinho para o velho Noel. Espero que gostes. Rsrs.

Quanto ao post, Belo relato! Adorei! Aqui no Brasil o presente é deixado no sapato pelo Papai Noel.

Abraços,

Furtado.

cris braghetto disse...

Olá, Mariazita.
Agradeço por compartilhar tão lindas lembranças. Que delícia de conto.
Querida, agradeço sua sempre gentil presença no meu espaço e quero desejar que todos os dias do ano novo sejam iluminados para você e sua família. Que o espirito do Natal esteja presente em nosso dia a dia e que a esperança seja um objetivo concretizado.
Um grande beijo.

Sotnas disse...

Olá estimada Mariazita, e que tudo esteja bem contigo, sempre!


Ainda que após longa interrupção, por cá retorno novamente para ler tuas belas histórias e sentir o perfume dos teus belos lírios que sempre compartilha com os amigos, obrigado!

E assim após por cá me encantar me vou deixando cá além de meu agradecimento, deixo também meu desejo para que seja sempre deveras intenso bem como feliz o teu viver, e que estes festejos natalinos sejam regados de muita alegria, paz e felicidade para você e os teus, obrigado pelas gentis visitas e comentários, um grande abraço e, até mais!

São disse...

Querida neninha, excelente Natal em companhia dos teus .

Espero que tua filha já esteja recuperada.

Beijinhossssss e abraços :)

Cândida Ribeiro disse...

Minha Querida Manita,
Como o tempo voa...é outra vez Natal!
E tão lindo este teu regresso ao Natal da tua infância que me fez recordar também o meu com saudades,,,,
São estas memórias que nos mantêm vivas e nos fazem continuar a caminhar com um sorriso.
Os obstáculos, esses surgem a todos e é sábio quem consegue aceitar aquilo que não se pode mudar.
A visita é rápida pois espera-me um dia agitado, onde 37 pessoas vão estar unidas e partilhando o melhor que têm: o AMOR.
Grata por estares no meu caminho.
Mil beijinhos da tua
Canduxa

sub helena disse...

Querida Mariazita, lindo post. Venho te desejar um lindo dia ao lado dos seus e um Novo Ano cheio de paz, alegria e muita saúde! Que esse 2015 seja uma ano com muitas realizações para todos nós, um grande beijo.

Pedro Luis López Pérez (PL.LP) disse...

Maravilloso Poema lleno de Sentimiento y ritmo, como el tiempo que tan fabulosamente describes en tu Precioso Poema.
Como decía Ingmar Bergman:
"Envejecer es como escalar una gran montaña: mientras se sube las fuerzas disminuyen, pero la mirada es más libre, la vista más amplia y serena."
El futuro nos tortura y el pasado nos encadena. He ahí por qué se nos escapa el presente.
¡¡¡Obrigado por seguir mi blog!!!
Ya estoy siguiendo tu otro maravilloso Espacio lleno de sensibilidad y belleza.
¡¡¡Feliz Natal e Novo Ano!!!
Abraços.

Gracita disse...

Querida amiga Mariazita
Que o seu natal tenha sido uma festa de amor e muitas alegrias e que o ano de 2015 que já está bem próximo venha carregado de boas energias, muita saúde, paz e harmonia.
Um dia maravilhoso para você
Beijos e carinhos

Um maravilhoso dia para você minha querida

Nilson Barcelli disse...

Querida amiga Mariazita, espero que o teu Natal tenha sido muito bom.
Desejo que tenhas um 2015 de sonho.
Beijo.

Magia da Inês disse...



Que o Ano Novo venha como uma chuva de paz no mundo todo!...
Que seja tudo de bom e nos surpreenda com muita saúde e muitas alegrias!

(⁀‵⁀) ✫✫✫
.`⋎´✫✫¸.•°*””*°•.✫
✫¸.•°*”˜”*°•.✫✫
.•°*”˜˜”*°•.✫✫✫

★ FELIZ 2015!!! ★

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga Mariazita

Desejo para ti
braços bem abertos
para receber com carinho
o ano que se aproxima.
Ele traz um presente:
- Uma vontade de que olhes
para alguém ou para alguma coisa,
com olhos de primeira vez.
Recebendo este presente,
as sementes de alegria que te habitam,
estarão recebendo seu melhor alimento,
e assim se transformarão em realidade,
perfumando sua vida e sua alma
com sua maravilhosa, única e infinita
essência de felicidade.

Um ano novo de olhares novos para ti.

Aluísio Cavalcante Jr.

Olinda Melo disse...

Querida Mariazita

Venho desejar que a tua filhota já esteja melhor e a recuperar.
Agradeço-te toda a companhia que me fizeste durante ano
de 2014 e as tuas belas palavras.

Beijinhos

Olinda

Claudio Chamun disse...

Que bela história.
Lembranças que valem a pena serem contadas.
Feliz Ano Novo.

Histórias, estórias e outras polêmicas

Lilá(s) disse...

Mariazita, passado que é o Natal venho desejar:

ೋ ♫ FELIZ ANO 2015 ♫ ೋ

Bom Ano 2015 ,com muita saúde ,paz e alegria!

Beijinhos

Evanir disse...

Foi um privilégio caminhar a seu lado no decorrer desse ano .
Estou passando na minha última visita de 2014 e
agradecida por um dia ter conhecido uma
pessoa tão maravilhosa como você.
Nunca terei como agradecer seu companheirismo
que fez você ser tão espacial para mim.
Que essa amizade compartilhada no percurso
de mais um ano seja a alavanca para prosseguir em mais um ano.
Desejo um ano novo de grandes conquistas sonhos que se realize paz e esperança .
Sem despedidas deixo um encontro marcado para compartilhar novos momentos...
Agradeço esse presente divino que tem o nome de amizade.
Feliz Ano Novo.
Até nosso próximo reencontro em 2015.
Beijos ternos e carinhosos.
Evanir.
Enviei -lhe um mimo de Ano Novo.

Nidja Andrade disse...

Feliz Ano Novo!
O nosso caminho é feito pelos nossos próprios passos… Mas a beleza da caminhada depende dos que vão conosco!
Assim, neste novo ano que se inicia possamos caminhar mais e mais juntos… Em busca de um mundo melhor, cheio de paz, saúde, compreensão e muito amor...
Beijos

Elvira Carvalho disse...

O ano está a terminar, e passei para agradecer a companhia na caminhada difícil que foi este ano de 2014, e desejar que 2015 seja um bom ano, não só para mim e todos os meus amigos, mas também para a humanidade em geral.
Um abraço amigo e até para o ano, se Deus quiser.

Vitor Chuva disse...

Olá, Mariazita!

Imaginei que por aqui estaria um novo post. Mas como tal não se verifica, já vou avançando com o agradeceimento pelos votos de Bom Ano Novo( a dobrar), que com muito gosto retribuo. Desejando aquilo que sempre se deseja às pessoas a quem queremos bem, apenas mudando o número ao ano:Que não falte saúde e alegria, e a vida nos trate bem, neste 2015 que aí vem.E acrescento as melhoras da filha, que isto de maleitas dos ossos em Inverno frio não é pera doce para ninguém...

Beijinhos amigos; BOM NOVO ANO!
Vitor

Laura Santos disse...

Passando apenas para desejar-te um Feliz 2015, com muita saúde e muita paz.
Boas saídas e melhores entradas, Mariazita!
xx

O Árabe disse...

Que 2015 traga tudo de bom para você e todos que você ama, Mariazita. Feliz Ano Novo, boa semana!

Lúcia Leme disse...

Lindo seu blog.
Obrigada por seguir o meu.

Beijinhos.

EU disse...

Vim deixar um bjinho e desejar que tudo vá correndo como desejas/desejarias.
:) :)