domingo, 7 de agosto de 2011

GUARDADO NO BAÚ

PRAZERES DA VIDA CAMPESTRE

Image and video hosting by TinyPic

O meu marido e eu sempre sonháramos produzir os nossos próprios alimentos. Antes de termos comprado a quinta, imaginávamo-nos a encher travessas de legumes frescos com a modesta mensagem: “Cultivados por nós”.
Mas hoje cambaleamos os dois, carregados com sacos de 25kg de comida para 45 animais gordos, que pouco mais fazem do que viver em transe digestivo.

Como pude eu, uma citadina,

Image and video hosting by TinyPic

transformar-me em empregada de mesa destas criaturas horrorosas e inúteis?
Começamos com a «nossa horta», um desastre com o qual nada aprendemos.
Após uma estação a arar, adubar, colocar cercas até ficar com as costas partidas, produzimos apenas o «tomate especial». Era um bom tomate, e foi poupado pelas toupeiras, que deixaram as suas impressões dentais em todos os outros legumes.
Image and video hosting by TinyPic

A seguir vieram as cabras. Sempre havíamos gostado de leite de cabra e imaginámos que umas quantas cabeças nos forneceriam o queijo enquanto cabriolavam, como adoráveis animais de estimação.
Assim, encomendamos duas irmãs completamente loucas: a Lulu e a Lulubela.

Image and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPic


Embora soubesse que as cabras não davam directamente bocados de queijo branco, não sabia que esses “bichinhos” implicavam plataformas leiteiras, problemas de tetas e, o pior de tudo, ligações sexuais. As cabras só produzem leite se acasalarem, e o único bode que existia lá na terra, era o Bucky, um ser cornudo e barbudo, com um odor corporal de cortar à faca!

Image and video hosting by TinyPic

Na sua primeira visita conjugal ele e as “miúdas” fizeram uma tal bagunça que causaram avultados prejuízos no celeiro, antes de comerem os peitoris das janelas.
O namoro foi cancelado.
A Lulu e a Lulubela entretêm-nos agora, de vez em quando, com travessuras no relvado da frente, batendo com as cabeças e executando alguns passos de dança que recordam ritos dionisíacos. Mas a maior parte do tempo limitam-se a mascar (geralmente com ruído) e a aliviar-se.

A seguir veio o sonho dos ovos frescos, recolhidos de manhãzinha, ainda quentes – um sonho que deu lugar à realidade de 38 galinhas irritantes. Após um vultuoso investimento em ração para galinhas, uma manhã, quando fui tirar um ovo – amarelo, sedoso e quente – a galinha quase me arrancou a mão.
Image and video hosting by TinyPic
Depressa descobri que as galinhas são seres esquisitos. Até o galo nos desapontou. Esperávamos que ele nos acordasse com o seu canto orgulhoso. Mas, na Quinta Dimensão (que é o nome da nossa propriedade) o galo tem de ser abanado para acordar, ao meio dia.

Image and video hosting by TinyPic

Com as galinhas vieram os gansos, que não fazem o menor sentido. Encomendámo-los num impulso, ao ver o catálogo de aves de capoeira, e ao lermos a lista de nomes: gansinhos de Toulouse.
Gansinhos! A palavra fazia-nos lembrar qualquer coisa pequenina. Mas os meus cinco bebezinhos gansos, de penugem verde amarelada, depressa se transformaram em gansos gorduchos, com 9 kg.

Image and video hosting by TinyPic

Durante algum tempo agarrei-me à ilusão de que eles voariam para o Sul quando o inverno chegasse. Vira o documentário «O Voo Incrível dos Gansos da Neve» e pensei gravá-lo em vídeo para o passar aos meus gansos. Mas eles voam praticamente tanto como eu – derrapando alguns metros até à piscina de plástico dos miúdos.
Resignei-me a dirigir um balneário de gansos, mas o meu marido tinha outras ideias.
- O Natal está a chegar e os gansos estão a engordar – rosnou ele, com uma expressão diabólica à Jack Nicholson no olhar.

Image and video hosting by TinyPic

Fiquei aterrada. Como podia ele pensar em assar um animal que me considerava a Mãe Gansa?
Os gansos haviam-me seguido até um lago próximo, onde os vizinhos me tinham assegurado que os podia deixar.
- Mal toquem na água, nunca mais quererão de lá sair.
Mas, quando me vim embora, eles seguiram-me em fila indiana. Voltei-me e vi-os com as cabeças cinzentas acima da erva alta, procurando seguir-me as pisadas.
Fiquei comovida. Para toda a vida. Sem penugem, com as vozes estridentes, os gansos haviam se transformado numa espécie de animais repulsivos. O único macho, Arnold, chegou mesmo a picar-me o rabo quando lhe voltei as costas. O pior é que eles estão para durar pelo menos 30 anos.

Hoje em dia compro a minha «alimentação caseira». Escolho o ganso na secção da melhor carne do mercado, e encontro ovos «acabadinhos de pôr» e «queijo natural de cabra» nas boas lojas.
Os ovos são caros, mas saem, mesmo assim, mais baratos do que os meus, que eram muito mais caros, tendo em conta coisas como os galinheiros.
Mas o melhor é poder assar um ganso, regá-lo com molho, aspirar-lhe o aroma e saber que não é o Arnold. Esse está lá fora, ocupado em relações incestuosas com as irmãs, na piscina.

ESTA É A MINHA ÚLTIMA POSTAGEM ANTES DE FÉRIAS. VOLTAREI EM MEADOS DE SETEMBRO.
ATÉ LÁ DESEJO-VOS TUDO DE BOM, E BOAS FÉRIAS A QUEM AS GOZAR NESTE MESMO PERÍODO.
BEIJINHOS PARA TODOS.

75 comentários:

Paulo Francisco disse...

Sensacional, adorei!
Boas férias.
Um beijo grande

VeraBruxa disse...

Olá!
Pude sentir o que seria se eu resolvesse virar produtora rural! E serviu para eu renovar meu respeito aos pequenos produtores, pouco valorizados.
Gostei muito!
Abraço, Vera Mosmann.

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Boa lição,para quem tem sonhos de produzir os próprios alimentos.
Excelente essa postagem, cheia de humor e,porque não dizer, muita
sa-be-do-ria...
Quando voltar das férias, Mariazita, traga-nos mais "GUARDADO NO BAÚ"...bom demais, amiga!

Maravilhosas férias!
Beijinhos

Desnuda disse...

Hahahahahaha Mariazitaaaaaaaaa que aventura, hein? Aff Maria! Mas até hoje não ouvi alguem dizer que se deu bem numa aventura semelhante . Um sonho que acaba bem rapidinho diante das situações enfrentadas como estas. Adorei o " Guardado do Baú"!


Minha querida, maravilhosas férias!!! Beijo enorme ( para alcançar todos os dias da sua ausência aqui e da minha saudade) e abraço também.

Luís Coelho disse...

Bom dia
Não me surpreendeu pois vivo cercado de todos esses animais e outros bichinhos da nossa quinta.
De quando em vez levam uma volta senão eram mais que muitos.
Os coelhos reproduzem-se como ratos do campo.
Claro que nos ficam caros, mas já no tempo do meu pai, do meu avô e dos pais dos seus pais era assim e eu não vou alterar.

BOAS FERIAS

Também leva esses animais de férias...?? As cabras são uma gracinha... Roem tudo - macieiras pessegueiros, mas a palha deixam para depois...

isa disse...

Boas Férias,Mariazita!
Gostei do texto e sorri.
Tb valeu por isso!
Beijo.
isa.

✿ chica disse...

Muito legal e divertida tua história!

Te desejo ótimas férias! Até a volta! beijos,chica

CF disse...

ah ah ah ah ah ah
Esta história está espetacular...hilariante até.
Você e o seu sentido de humor!!! Só pode ser por ir de férias...já agora, leva os gansos consigo? :)
Boas férias Mariazita. Descanse e volte depressa que vamos ter saudades!
bjs grandes

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Mariazita!

Adorei o que li; lindamente escrito,cheio de humor, e agora estou aqui com uma dúvida:Esta exploração existiu, mesmo, ou é só produto da tua imaginação...?
Duma forma ou doutra, os meus parabéns!

Boas férias; bom descanso.
beijinhos.
Vitor

Lindalva disse...

Mariazita tu não existe menina estou aqui a mijar-me kkkkkkkkkkkkkkk a forma como contastes ... seria trágico senão fosse cômico... Amiga que aproveites bem teus dias de descanso, pena que meu telelé da vodafone pela correria do dia a dia esqueci da manutenção a cada três meses e vou ter que comprar outro chip assim que chegar em lisboa dia 3 de setembro (comprarei logo no aeroporto kkkkkk) espero que não percamos o contacto até lá pois nosso encontro não pode falhar :-)Um beijo enorme no coração diverte-te e que teus dias sejam de sorrisos e brincadeiras!

Daniel Costa disse...

Mariazita

Acompanhei a gostosa leitura sempre de sorriso nos lábios. Passem as fantasias, muito à brasileira (?), vivi tudo ao vivo. O meu blog "MUNDO E VIDA", dá conta.Até aos vinte anos fiz de tudo, até guardei patos, não gansos mas mas marrecos e porcos.
Férias felizes.
Beijos

Sonhadora disse...

Minha querida Mariazita

Desta vez conseguiste superar-te...se isso é possível, mas estou a rir até agora das tuas aventuras "românticas", de comida directamente do produtor.
Adorei e deixo um beijinho, desejando que as tuas férias sejam boas.

Rosa

carol disse...

Deus me livre: uma quinta! Os meus pais alugaram uma em Caneças há imensos anos tinha eu os meus quatro anos e era um trabalho absolutamente incrível!

Achei o texto um espanto, se bem que sem perceber bem se foi realidade ou apenas imaginação. De qualquer modo, muito divertido e cheio de verdade.

Booooooooooooas férias!
Beijinhos

Jardineiro do Rei disse...

Uma descrição maravilhosa de um fiasco agrícola.
Como eu te compreendo Mariazita... Durante anos lutei para ter algum sucesso na produção das minhas plantas. Mil vezes desisti e outras tantas recomecei.
Agora... bem agora já vou dando alguns "bibaites", alguns palpites e às vezes metendo a foice em seara alheia, falando dos meus sucessos, mas aprendendo um pouco mais em cada dia que passa...

Abração

Carla Ceres disse...

kkkkk Adorei esse texto, Mariazita! Ótimas férias pra você! Beijos!

。♥ Smareis ♥。 disse...

Minha querida, boas férias. Adorei a história. Um beijo e descanse bem.

Smareis

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Mariazita!

Obrigado pelo esclarecimento; bem me parecia...!
E boas férias, onde quer que elas sejam, de preferência longe da bicharada...

beijinhos.
Vitor

CF disse...

Amiga
basicamente o que lhe queria dizer é que recomendo que adquira o livro de que lhe falei...ficará rendida! De resto tem um abraço no meu blogue.
Boas férias
bjs grandes

Isabel Maria Rosa Furtado Cabral Gomes da Costa disse...

Excelente o teu sentido de humor, Querida Mariazita! Noto em ti, apesar da canseira de cuidar de tantos animais, um halo de felicidade por o fazeres. Em suma: sinto que és feliz no meio da bicharada. LOL!
Descansa nestas férias e volta revigorada. Cá te esperamos, nós, os teus fieis seguidores.
Uma beijoca, Amiga.

Cacá - José Cláudio disse...

hahahahah! sensacional, Mariazita. Estava pensando aqui em me mudar para o campo agora que me aposentei, mas passo a partir de agora a repensar. hahahaha! Ótimo!

Boas férias e o meu abraço.

Malu disse...

Amiga querida, saudades!!!
Hoje estou passando apenas para lhe fazer um convite.
Estou falando do www.superlinks.blog.br que é um site agregador que vale a pena visitar, pois é mais um espaço no qual você poderá publicar seus links de matérias, pois é um site sério e com critérios bem positivos.
Espero que goste da dica.
Um grande abraço

C. disse...

Sempre te achei com espírito aventureiro, mas depois desse post, tive certeza lol!
Amiga, o máximo que quis foi uma horta, plantar meus tomates, couve (humm adoro), já animais acho requer muito cuidado, e como moro em apartamento e nao tenho Quinta Dimensao (muito menos primeira rs), o negócio é ler essas belas histórias contadas com pitadas máximas de humor da tua parte, adoreiiiii!!!

Boas férias e aproveita bem!

Evanir disse...

Estarei aqui esperando seu regresso
lindas férias amiga um beijo até a volta.

Sotnas disse...

Olá Mariazita, que tudo permaneça bem contigo!

Sempre com belas histórias postadas aqui na sua casa, essa do Arnold incestuoso é muito boa. Como sempre teus textos encantam, pela sensibilidade com que descreve!

E agradecido venho eu desejar a você e todos ao redor boas férias e intenso e feliz viver, e que sempre aguardo seu retorno, aproveite, abraço e até mais!

Carla Ceres disse...

Oi, Mariazita! Que bom que você gostou do soneto! Esteja à vontade para copiar e enviar a quem preferir. Isso me alegraria muito. Eu não sabia o que era um caniche. rsrsrs Pesquisei e descobri. :) No Brasil, nós chamamos de poodle. Meus vizinhos têm alguns. São uns fofos, inteligentíssimos.
Aí em Portugal, as expressões "bater as botas" e "ir pra terra dos pés juntos" também existem? Aqui significam morrer. Aí também?
Ótimas férias pra você! Divirta-se e volte cheia de novidades pra nos contar! Beijos!

Pedrofransilva disse...

Linda postagem!
Excelentes férias!
Fiz uma postagem em homenagem ao fado português, quando lhe sobrar tempo, visite-nos.
Grande abraço!

Cissa Romeu disse...

Mariazita, querida.
Muito bom o texto!
Senti-me no meio dos bichos em uma quinta! rsrs

Mariazita, excelentes férias, descanse e seja muito feliz, você e sua família!
Grande abraço!

Leninha disse...

Mariazita querida,estou aqui a rir sózinha,tendo como platéia o único animal que me possue,a cachorrinha Ariel,meiga e doce cocker,única remanescente de um sítio do qual aproveitei as duas alegrias:comprá-lo e VENDÊ-LO!!!
Sei agora,após 18 anos de infrutíferas tentativas,que algumas pessoas tem o DOM de saber cuidar da terra e outras,me incluindo neste grupo,só entendem da beleza do campo,bem cuidado por mãos outras que não as suas...
Dei,portanto,a minha mão à palmatória e bati em retirada,antes
que coisas piores ocorressem.
Gostei muito de seu texto e dele pude concluir que,como meu pai dizia:"jacaré comprou cadeira e não tem bunda prá sentar","não devemos dar passos mais largos que as pernas"...
Bjsssssss e já estou com saudades,
Leninha

Cida disse...

Hehehehehe!...

Ai, Mariazita, o que me ri dessa história!
Verdadeiramente hilariante!
:)))

Então, menina, te desejo umas férias maravilhosas, e quero que saibas que ficarei por aqui esperando o teu retorno, na certeza que muitas outras boas histórias estão por vir.

Que Deus abençoe a você e família.

PAZ & BEM!

Beijosssss,

Cid@

MARILENE disse...

Amei sua postagem. No lado cômico, verdades.
Aproveite bem suas férias . Elas, geralmente, são um período indispensável a todos nós.

Bjs.

Fátima Guerra (Mellíss) disse...

Querida Mariazita

Este seu relato é um show de narrativa, cheio de detalhes divertidos, situações inesperadas,afetos nascidos do improvável, enfim, adorável.
Desejo que suas férias sejam cheias de sorrisos e momentos para guardar.
Deus abençoe vcs.
Até a volta.
Beijos,

Fátima Guerra.

Fátima disse...

AH, MARIAZITA...
Férias de novo?
Rs rs.
Aproveite, minha amiga!
Esta sua postagem veio a calhar, mostrarei ao meu marido que, atualmente, anda encantado com essas coisas da terra e criações.
Ufa!!!
E viva a natureza!!!
Bjs e boas férias
Com carinho
da
Fátima

Linda Simões disse...

Mariazita !


Adorei mesmo a forma como descreves tudo! Lembrou-me a minha mãe que chorava toda vez que a minha avó "matava" um de seus protegidos, que cuidava com tanto zelo.
És fascinante.

Abraço e boas férias.


Linda Simões

Vera Lúcia disse...

Olá Mariazita,
Achei sensacional este post. Sem contar que aprendi bastante sobre a
rotina dos animais e de quem cuida
de uma granja.
Ouvi dizer que quem realiza este sonho tem duas alegrias: quando começa e quando se desfaz dele.
Aproveite bem suas féria.
Beijos.

Regina Rozenbaum disse...

Mariazita amaaada!
Deixa-nos uma postagem de férias prá lá de divertida...a-do-rei essa sua inve$$$tida em se tornar uma campesina a produzir toda a alimentação. Ri bastante imaginando cada cena e as tentativas frustradas (desculpe-me).E ainda a pensar no prejuízo do bolso...afff Vida rural não é prá quem quer, é prá quem poooode, não é? Eu daqui, sigo os amigos que possuem fazendas ou sítios... na categoria de convidada VIP rsrs e tá bauuummm dimaiiisss! Aproveite muiiito suas férias e estarei aguardando seu retorno com novas histórias.
Beijuuss n.a.

elvira carvalho disse...

Divertida esta espécie de crónica do mundo rural. Recordei-me duma história que a minha sobrinha sempre conta de quando andava na faculdade.
Tinha ela uma colega que tinha uma quinta lá para os lados de Mafra. E estava sempre a convidar as colegas para irem lá passar um fim de semana.
Num certo dia as colegas lá foram. De manhã os pais da moça foram para o campo e na hora de fazer o almoço a dita moça pediu a uma colega que fosse lá fora buscar uma cebola para o refogado. Como a jovem nunca mais vinha com a cebola, as outras foram ver o que se passava. Encontraram a jovem no pomar, muito desolada, porque não tinha descoberto a árvore das cebolas.
Um abraço e boas férias

Lena disse...

Mariazita
Que fantástico!E pensar que não sei nem plantar uma sementinha de feijão...hehehe...
Excelentes férias pra você. Aproveite tudo o que puder e o que não puder também!!!

Ma Ferreira disse...

Querida..encontrei por acaso u,a postagem sua.. e tomei a liberdade de coloca-la em parte na minha postagem de hoje. Espero que goste!
http://mdfbf.blogspot.com/2011/08/estrada.html
Bj

Voltarei para ler sua postagem com certeza!!

Juju Porcino Loureiro disse...

Passando p aqui,achei o seu cantinho...
Amei o seu blog é muito lindo!
Estou iniciando agora, sou só uma simples aprendiz... mas pretendo continuar tentando...
Vou te seguir me siga tb!
Fique com DEUS!

12 de agosto de 2011 10:02

Magia da Inês disse...

♪°º✿
˛♫ Olá, amiga!

Kkkkkkkkkkkkkk...
Também com um nome desses "Quinta Dimensão"!...
Sinceramente... rachei o bico de tanto rir...

BOAS FÉRIAS!!!

Beijinhos.
Brasil
º°✿
✿♥ ° ·.
˛✿♪

JADY*ALVES disse...

Olá Mariazita!!
Pois então minha amiguita querida destes com os murros d'agua. rarara como é que se consegue mandar pra panela um serzinho que se criou com carinho e cuidado, para depois saboreá-lo com prazer...
Eu imagino que para ter a sua própria colheita, é deveras desgastante mas nunca me passou pela cabeça que pudessem se tornar seres repulsivos ha ha ha será porque em vez de animaizinhos de estimação tornamos a ve-los com os (olhos) do estomago?Hummm um prato suculento e apetitoso he he...

Mariazita amiga querida, boas férias e divirta-se, descanse, curta a praia que amas e volte com mais surpresas do baú, pois adorei os teus guardados rsss.
Olhe pra lá tras, veja a fila de gansos a seguir-te com saudades... Ou seria pra becar-lhe o traseiro kakakakakaka.
Estarei em ferias em setembro, estou ausente do blog por conta de colocar as coisas em dia pra poder relaxar com prazer nas férias.
Formatei o meu pc cansadinho e perdi muita coisa, inclusive minhas poesias guardadas, vou tentar postar alguma coisa logo mais.
Até a volta minha querida amiga.
Beijo e beijos com carinho,
Jady

。♥ Smareis ♥。 disse...

Amiga querida,
desejo um ótimo final de semana cheio de muitas coisas abençoadas e muito feliz, e que suas férias seja belas como seus textos. Tenho uma irmã que é produtora rural, adoro estar viajando sempre pra fazenda dela.
Beijos !
Smareis

ju rigoni disse...

Querida Mariazita,

Um gosto ler esse post que guarda muitas lições temperadas com o melhor do humor. Nada é tão simples quanto parece...

Amiga, desejo que aproveite muito bem as suas férias. Delícia que repõe nossas energias. Êêêê, amiga, muito bom!

Sentiremos saudades. Bjs, querida. E inté!

Judite disse...

Boa tarde!

Esta é a mensagem de Deus para você neste fim de semana:

"Pode uma mulher esquecer-se daquele que amamenta? Não ter ternura pelo fruto de suas entranhas? E mesmo que ela o esquecesse, eu não te esqueceria nunca. Eis que estás gravada na palma de minhas mãos". (Isaías 49:15 e 16a)

Que o seu dia dos pais seja repleto do amor do maior de todos os Pais!

http://www.youtube.com/watch?v=psbf6yPiZZA

Deus seja contigo.

Blog Yehi Or!
http://hajalluz.blogspot.com

Evanir disse...

Muitas Vezes Deus Tira Alguem Que
Amamos Tanto.
Mais Esse Mesmo Deus Traz Alguem
Que Aprendemos Amar..
Por Isso NÃo Devemos Chorar
Pelo Que Nos Foi Tirado
E Sim ..Aprender A Amar O
QUE Nos Foi Dado ..
Nada Que È Nosso Vai Embora Para Sempre.
A Você Com Muito carinho um
feliz Domingo (DIA DOS PAIS)
Beijos No Coração.
Evanir..È só no Brasil mais dia dos pais é todo Dia.

Silenciosamente ouvindo... disse...

Que história amiga...fartei-me de
rir, desculpe lá...Eu uma vez
pedi ao meu pai para não matar
uma pata(no meio de tantas)sabe-se
lá por quê. A mesma durou 20 anos
e o meu pai a brincar, de quando
em vez dizia-me: já viste o
prejuízo que esta pata está a dar?!!!
Mas morreu de morte natural e foi
enterrada com toda a dignidade.
Boas férias, e até qualquer dia.
Beijinhos
Irene

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida
Tenha uma excelente férias e descanse muito!!!
Bjs fraternos de paz

zeparafuso disse...

Boas férias! Volta com mais histórias divertidas. ( com a crise que para aí vai...vê se não te começam a faltar galinhas, e patos )
Bjs.

Vivian disse...

Adorei o texto!!
Desejo que suas férias seja maravilhosas!!!
Beijos pra ti!!
Até a volta!!!

Ana Martins disse...

Beijinho amigo e boas férias.
Li este post, com um sorriso nos lábios do principio ao fim. Muito bonito, agradável e original, gostei muito!

Ana Martins

São disse...

Neninha querida, se me nãp ouves rir - onde quer que estejas a gozar umas férias que te desejo excelntes - é porque estás mais mouca que moi, rrrsss rrsss


Um longo e apertado abraço, minha querida amiga!

tecas disse...

Minha querida amiga, perdi-me na direcção:-) Lá fui novamente para os contos de encantar.
Excelente conto, uma bela lição para quem quizer produzir os seus alimentos...nem sempre com bons resultados:-)Quanta sabedoria em suas palavras.
Umas boas férias e um beijito amigo.

Lindalva disse...

Olá minha amada amiga espero que estejas bem, passando para desejar-te uma semana com iluminação. Saúde, amor e sorriso. Beijos no coração!

Wilson e Sanzinha disse...

Bom dia, Mariazita!

Nosso antigo blog – Nuestro Cielo – infelizmente foi invadido e completamente excluído, o que nos obrigou a criar outro novamente.
Pedimos desculpas pela confusão. 
Aqui está o link do novo blog:

http://nuestrociello.blogspot.com

Esperamos poder nos encontrar por lá novamente.

Beijos carinhosos!

Wilson e Sanzinha

Lilá(s) disse...

É por isso que não tenho uma quinta, não ía deixar abater nenhum animal! Boas férias Mariazita
Beijinhos

Bergilde disse...

Mariazita,
É sempre um prazer enorme vir à sua casa porque aprendo sempre algo novo com toque de bom humor e sana ironia,meu abraço carinhoso nesse retorno almejando que as suas sejam férias bem especiais!

Graça Pereira disse...

AMIGA
Delirante esta história!!! Pôs-me um sorriso de orelha a orelha...
Parabens pelo modo como a contaste!
Beijos e até Setembro!
Graça

Olinda Melo disse...

Querida Mariazita

Voltei hoje e vim fazer-lhe uma visita e desejar-lhe a continuação de boas férias.O seu texto é lindíssimo.Passei aqui momentos muito agradáveis deliciando-me com o seu sentido de humor...:)

Beijos minha querida e tudo de bom.

Olinda

Maria João disse...

Querida Mariazita

De regresso às leituras e à escrita, venho deixar-te um enorme beijinho.

Sim, sim... eu sei que ainda estás de férias e espero que estejas mesmo bem!

Até já

Magia da Inês disse...

♥♫♪
°º✿
º° ✿✿♥ Olá, amiga!
Aguardamos nova postagem...
Bom fim de semana!
Beijinhos.
Brasil
♥♫♪
°º✿
°º✿✿♪♫° ·.

Maria disse...

Querida amiga delirei ao ler as suas experiências na quinta. Quando era mais nova sonhava em ter uma quinta, mas penso que seria também incapaz de comer os animais que poderia lá criar. Enfim, ficou apenas o sonho.
Boas férias.
Beijinhos
Maria

Diamantino disse...

Olá Mariazita!
Com esta crise que nos assusta e deprime, muita gente há, que já pensou ou disse: "Tivesse eu umas terrinhas onde pudesse cultivar umas couvinhas, uns feijõezitos e tomatitos ou criar uns bichos, galinhas, patos e cabras e esta crise não me apoquentava".
A essas pessoas falta lerem este seu tão risível relato das suas experiências como produtora agro-pecuária para consumo próprio.
Gostei muito de a ler, aliás, como tudo o que a amiga escreve.
Espero que tenham sido boas as suas férias.
Um beijo.

Lilazdavioleta disse...

Mariazita ,

uma delícia esta descrição .

Continuação de boas férias e até Setembro .


Beijos ,
Maria

Táxi Pluvioso disse...

A melhor forma de cultivar é no supermercado, põe-se no carrinho e já está. boas férias

Luis disse...

Querida Amiga Mariazita,
A tentativa de fazer uma vida à base da agricultura é muito difícil pois para quem está habituada à cidade deve ser um horror entrar nesse tipo de vida!
Espero que regresse de férias retemperada para nos continuar a dar o prazer dos seus post's. Por mim já terminei as minhas.
Beijinhos amigos.

Maria disse...

Amiga passei para desejar um excelente fim de semana.
Beijinhos
Maria

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Hoje a minha visita
é para agradecer
suas generosas palavras
sobre a entrevista
que fiz para o
blog da amiga
Sonia Silvino.

Muito obrigado.
As palavras vindas
de fontes puras
como são as suas
nos alimentam a alma,
e valorizam a vida.

Obrigado de coração.

Aluisio Cavalcante Jr.

CF disse...

querida Mariazita
espero que as suas férias estejam a ser boas e que volte cheia de força e vigor para nos aturar...lol
Fique bem.
bjs grandes

Vinicius.C disse...

Que deliciaaa!!

Venho deixar um beijo e desejar a você um ótimo fim de tarde!

Se puder- venha ler a mim no Alma!Beijo

Olinda Melo disse...

Olá, Mariazita

Passando por aqui para deixar beijinhos e votos de bom fim-de-semana.

Olinda

Lilá(s) disse...

Ainda de férias! que sortuda...boa continuação...
Bjs

Hermínia Nadais disse...

ler isto......... é bom demais!...
Obrigada pela visita, muitas felicidades... voltarei sempre que puder1
Beijos

Dulce disse...

Mas que odisséia!... rs... Adorei o texto.

Beijos

Lídia Borges disse...

Hilariante!...
Fiquei um pouco confusa, eu que até sonho com uma vida longe do bulício da cidade...

Lídia

Lucilia Antunes disse...

Que aventura! Diverti-me,lendo seu texto!
Encontrei-a entre os comentaristas,no blog da Carla Ceres e também da Regina Magnabosco,duas gracinhas queridas.
Gostei!
Parabéns,Mariazita!