quinta-feira, 10 de julho de 2008

REGRESSO DE FÉRIAS

Quando ir de férias implica viajar de avião, nunca se sabe quais as surpresas que nos aguardam.
Para além das duas horas de antecedência com que temos que estar no aeroporto, há uma série de formalidades a cumprir.

Feito o check-in vamos passar pelo controle. Começamos por retirar de cima do corpo tudo o que é susceptível de “apitar”, e que a moral e os bons costumes permitem (desta vez não foi preciso descalçar os sapatos, como aconteceu quando regressei dos Estados Unidos, em 2003, se a memória não me falha…)
Vistos ao raio X, estamos “limpos”. Nada foi detectado. Mas há um volume de cabine que precisa ser aberto – “tem muitos aparelhos electrónicos que impedem os raios X de ver bem o interior”.
Aberto o saco que contém a máquina de barbear, as máquinas fotográficas, carregadores de telemóvel e de pilhas das máquinas, …um sem fim de “aparelhos electrónicos” que formam a parede intransponível, a funcionária de serviço começa a revolver tudo, procurando não se sabe o quê.
Foi bem sucedida na sua busca: encontrou uma embalagem de bálsamo pós barbear, de 300ml.
- Isto não pode seguir – informou.
- Porquê?
- Porque tem 300ml. Só são permitidas embalagens de 100ml.
E foi buscar um folheto, que gentilmente nos cedeu, onde consta tudo o que se pode (e não pode) transportar na cabine.
(Em meu entender esta informação deveria ter sido prestada pela agência de viagens).
Ainda houve uma tentativa de “início de conversações” com vista a obter autorização para o transporte da dita embalagem. Aí resolvi intervir porque lei é lei. Posso não concordar com elas, (leis) mas não adianta entrar em conflito com quem as faz cumprir. Para reclamar há meios competentes, que não estes.
Finalmente seguimos para a sala de espera. Havia já um aviso de que o voo estava um pouco atrasado. Normal. Os vários televisores por ali espalhados transmitem um jogo de futebol (Espanha/Rússia???), que os interessados por estes eventos seguem atentamente. Assim não darão conta do tempo que passa…
Algum tempo depois é dada ordem de embarque.
Mostramos os bilhetes, retiram a maior parte do papel, (que pagamos por inteiro!) devolvendo-nos apenas um pequeno rectângulo onde consta o número do assento.
Entramos no autocarro que nos transportará até ao avião. O autocarro enche-se, o motorista não aparece, esperamos. Continuamos esperando!
Finalmente surge uma funcionária informando que o voo está atrasado, não se sabe quanto, porque, na viagem de regresso do mesmo avião em que iremos seguir, houve um problema que estão a tentar resolver:
- Uma passageira pegou-se de razões com um elemento da tripulação; foi necessário chamar a polícia, que lá está, e não se sabe o tempo que vai demorar. Portanto, é melhor saírem do autocarro e voltar à sala de espera, onde ficarão mais bem instalados.
Todas as pessoas que estavam em pé, e algumas sentadas, começaram a sair. Nós continuamos sentados; preferimos aguardar aqui.
Finalmente todos regressam ao autocarro, incluindo o motorista, e somos conduzidos ao avião.
A viagem decorreu sem sobressaltos. Chegamos apenas com noventa e tal minutos de atraso ao nosso destino, passava já da uma hora da noite.
Cumpridas as normas do aeroporto e levantadas as bagagens, seguimos rumo à cidade, que encontramos toda engalanada!
Tantas luzinhas e flores de papel nas ruas para nos receber???
Sinto-me Alberto João!!!
Afinal, tratava-se “apenas” dos festejos de S. João! No dia seguinte assistiremos às marchas populares que desfilam pelas ruas, onde não faltam as barracas das farturas e da sardinha assada.
Depois duma noite (ou o que restava dela…) bem dormida, encontramo-nos, à hora de almoço, com uns amigos.
A minha amiga pergunta-me:
- Acreditou naquela explicação para o atraso do avião?
Surpreendida com tal pergunta, respondi:
- Sim. Porque não???
- Eu não acreditei. Acho que foi apenas uma desculpa…
- Como assim?
- Eu saí do autocarro quando avisaram que a demora ia ser grande. Fui para a sala de espera. E sabe o que aconteceu? Logo que o futebol acabou mandaram-nos entrar novamente no autocarro. Ninguém me tira da cabeça que arranjaram aquela desculpa para não perderem o futebol!

Confesso que nunca me ocorreria pensar uma coisa destas! E, sinceramente, não acredito! Para mim tratou-se apenas de uma coincidência.
Embora a Margarida Rebelo Pinto diga que «Não há coincidências», eu acredito que há.

Para compensar todas as aventuras/desventuras da ida, o regresso processou-se dentro da normalidade.
A estadia foi boa, apesar do tempo ter estado do contra. Deu para descansar e recarregar baterias. Pelo menos até meados de Agosto…

Obs. Se quiser veja as fotos que coloquei na margem direita do blogue, com o título “Férias-1ª.fase”, que mostram o local quase paradisíaco onde passei duas semanas – Ilha de Porto Santo

25 comentários:

A. João Soares disse...

Minha querida Amiga Mariazita,
Aquilo que nos conta da partida é a consequência do progresso. Já imaginou como é a vida simples de um pastor da Serra da Estrela? Como é difícil de imaginar, aconselho-a a ler esta descrição de uma vida simples e saudávelleia,Quem sou?
Mas tudo acabou bem e agora tem as baterias carregadas.
Cá continuamos à espera dos seus dois belos posts por semana

Beijos
João

daniel disse...

A casa da mariquinhas

Bem vinda!... Torna-se menos cómodo até entrar no avião, do uma vez nele!...
Daniel

meg disse...

Mariazita,
Que coincidência?
Recomeço hoje as minhas visitas e não te sabia cá. Espero que as férias tenham corrido o melhor possível.
De aviões, minha amiga, depois de tanta viagem em condições tão diferentes, hoje é com muito custo que me meto neles... Tem de não haver outra alternativa, mesmo!
Um abraço

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Mariazita, sinto-me muito honrada com a tua visita e as palavras de carinho que lá deixaste.Estou estimulada, pois para mim que não disponho de muito tempo, elaborar um blog com um mínimo de arte e informações, custa-me muito.Aqui me debrucei sobre essa viagem aérea e voei contigo entre as nuvens de algodão...com certeza, a tua futura matéria sobre o imortal Chaplin será bem mais completa e farei questão de absorvê-la.Hoje a coisa se complicou porque tive problemas de conexão por quase todo o dia...ufa!Beijos e vamos às fotos!

a casa da mariquinhas disse...

Meu querido amigo João,
É como diz, o progresso tem os seus custos, às vezes bastante elevados...
Não vou seguir o seu conselho para ler "Quem sou?",(uma belíssima descrição!) simplesmente porque li e recordo perfeitamente.(sabe que tenho muito boa memória...)
Não li no Miradouro mas sim no Mirante, e pus lá um comentário que mais parecia um testamento, de tão longo -:)))
Agora há que pôr mãos à obra e" fabricar" novos posts, mas isto das férias cansa!!! Sinto uma preguiça!!!
Alguma coisa se há-de arranjar.
Até muito breve.
Beijinhos
Mariazita

titofarpas disse...

Passei por aqui e adorei o blog...
Parabéns e felicidades

a casa da mariquinhas disse...

Olá Daniel
Obrigada pela visita.
Volta sempre.
Beijos
Mariazita

a casa da mariquinhas disse...

Olá Meg
Fico feliz por ver que voltaste ao activo...-:)))
Viajar de avião tem as suas complicações, sim.
Mas consegues imaginar uma auto-estrada a atravessar os oceanos???
Prepara o chazinho que vou te visitar em breve...
Beijinhos
Mariazita

mundo azul disse...

...paga-se um preço para se chegar ao paraíso!
Mas, você foi, chegou bem, aproveitou e deve estar bem feliz com a viagem!
Beijos de luz e o meu carinho...Um dia bem feliz para você!!!

a casa da mariquinhas disse...

Olá, Vanuza,
É sempre um prazer receber a tua visita e ler as tuas gentis palavras. Obrigada.
Tens razão, não é fácil manter um blog, principalmente quando se é mãe, avó, dona de casa, bloguista, etc., etc., etc...( a este propósito, vem ver o próximo post, domingo, dia 13)
Foi isso que me fez hesitar bastante antes de pôr esta "casa" funcionar.
Tive muito apoio de bons amigos (um deles presente nestes comentários - João Soares, que aconselho a visitares) que me incentivaram e ajudaram a tomar a decisão.
Dá muito trabalho, sim, mas também muita satisfação.
Continua sempre em frente, que não te arrependerás.
Gostaste das fotos? Certamente sabes que podes vê-las em tamanho grande. Basta fazeres duplo clic com o lado esquerdo do rato, sobre uma das fotos, e aparece em slide-show.
Até sempre.
Beijinhos
Mariazita

Vieira Calado disse...

Isso é que era bom para mim,
que nunca andei nesses zingarelhos voadores!
Bjs

Laura disse...

Ahhh, graças a Deus que já viajei montes de vezes uma vez que vivi em Angola e África do Sul e nesta última vinha cá quase todos os anos, os meus filhos viajaram ambos na minha barriga e depois de sair dela... e a Neide a mais nova já formada passa a vida de cá pra lá pelo mundo em cursos e conferências do curso dela e o mais velho agora vai andar a caminho de Londres e vice versa, já são veteranos nas viagens, mas que é uma seca as dua shoras isso é...mas muita gente faz de conta e uma e meia chega. depois é o resto. Já não faço férias há imensos anos porque os rapazes já não querem ir e eu sozinha com o Manel tinha mais que fazer...Assim fico aqui na minha casita e vejo as amigas e mãe e vou andando..daqui ninguém me tira tão cedo para férias ...
Pois minha querida casa da mariquinhas, vamos indo e falando. Um abraço enorme, cheio de carinho, da, laura..

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Amiga, ontem eu estava num estado que à noite tive que ir ao médico, pois nada me parava no estômago. Anteontem estava com 39 quilos, ontem à noite, com 37. Gastei minhas últimas economias na contratação de uma enfermeira que parece um gigante, mas que me transporta no colo e cuidará da minha alimentação parental. A F@ pediu para eu fazer a resenha de "Fale com Ela".
Apareça:
wwwrenatacordeiro.blogspot.com
não há ponto depois de www
Um beijo,

a casa da mariquinhas disse...

Olá Titofarpas
Obrigada pela visita e por suas palavras.
Volte sempre.
Um abraço
Mariazita

a casa da mariquinhas disse...

Oi, Zélia,
Tudo na vida tem seu preço, não é mesmo? E este nem foi tão elevado assim...
Valeu a pena!
Um dia feliz para vc também.
Beijo carinhoso
Mariazita

a casa da mariquinhas disse...

Vieira Calado
Acho que está na altura de experimentar um desses zingarelhos...-:)))
Vai ver que depois não quer outra coisa!!!
Beijinhos
Mariazita

In Cucina disse...

Oi Mariazita, que lugar maravilhoso é esse? onde fica?
Que férias agradáveis! Quanto ao atraso do avião, são coisas que acontecem em todas as partes do mundo, por conta do progresso e desorganização do homem!
Como diz Saint Exupèry: para podermos contemplar a beleza das borboletas, precisamos suportar em alguns momentos, as lagartas! Beijos, Teresa

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Querida amiga:
Fiz dois posts com obras do Carlo Rochas como desenhista e pintor. Vá prestigiá-lo:
wwwrenatacordeiro.blogspot.com
não há ponto depois de www
Um beijo da Rê
Por favor, vá!

Paula Raposo disse...

Pois é!! Contingências dos aviões!! Eh eh Conheço Porto Santo. Dá mesmo para descansar...beijos.

a casa da mariquinhas disse...

Oi, Laura
Depois de tanto teres viajado, é natural que te apeteça ficar descansadinha...
Mas eu não dispenso férias, embora também já tenha viajado muito, incluindo África (de que tenho muitas saudades...).
É como dizes - vamos andando e falando!
Não posso oferecer-te o "chazinho"...-:))), mas aqui recebes carinho - já não é mau!!!
Beijinhos
Mariazita

a casa da mariquinhas disse...

Olá Renata
Obrigada por ter vindo, apesar do seu estado de saúde.
Desejo uma rápida recuperação.
Beijinhos
Mariazita

a casa da mariquinhas disse...

Querida Teresa
Este "lugar maravilhoso" é Porto Santo, arquipélago da Madeira, situado no Oceano Atlântico.
Vá consulatr o mapa, senhora professora de Geografia!!! - :)))).
Vamos combinar encontrar-nos lá no próximo ano??? Devemos estar à mesma distância, mais ou menos...
Bons cozinhados e um grande beijinho
Mariazita

a casa da mariquinhas disse...

Querida Paula
Porto Santo é mesmo para descansar!
Quem quiser folia é melhor ir para outro lugar...
Esta foi a 4ª. ou 5ª. vez que lá fui, e tenho notado grandes diferenças. Mas a praia e a água do mar continuam sempre boas e limpas, apesar dos visitantes terem aumentado bastante.
Beijinhos
Mariazita

canduxa disse...

Querida Mariazita,
Mesmo passando por essa trapalhada toda valeu pelo local que escolheste para ires de férias. Ainda não foi desta que fui contigo, mas acredito que um dia ainda vamos voltar aos bons “velhos tempos”.
Mas o que interessa mesmo é que já voltaste pois, mesmo não passando por aqui muitas vezes, sinto sempre a falta das tuas mensagens.
Agora que chegaste vou ver se leio o teu post…
Um beijo grande da tua “manita”

a casa da mariquinhas disse...

Querida Canduxa
Valeu mesmo! Não tanto como das outras vezes porque o tempo não esteve de feição.
Mas é sempre bom, e melhor será quando nos acompanhares...promessa feita mas ainda não cumprida...
Um grande beijinho para a "manita" querida.
Mariazita