quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

O SEGREDO



O SEGREDO

CAPÍTULO 10 – 1ª. Parte

O abraço que envolveu os dois irmãos continha muitas saudades acumuladas ao longo do tempo em que tinham estado sem se verem, e um grande, enorme, amor fraternal.
Em crianças brigavam muito um com o outro, entrando até, por vezes, na agressão física, ainda que sem gravidade. Tinham maneiras de ser muito diferentes.
Mas, à medida que foram crescendo e talvez por tomarem consciência de que estavam a ser criados e educados apenas pela Mãe, o que para ela representava um grande sacrifício e responsabilidade, adoçaram a sua convivência e, sem mesmo se aperceberem, foram-se tornando grandes amigos que, depois de jovens adultos, eram inseparáveis.
Por isso aquele abraço, após uma tão longa ausência, foi comovido para ambos, e comovedor para a mãe, que os observava em silêncio.
Depois de tudo o que se passou em seguida, aos poucos foi-se restabelecendo a serenidade. Nanda, recomposta do choque, propôs irem lanchar, pois “o que servem nos aviões não presta para nada”.
Saborearam o bolo da mãe, e depois tendo passaram a tarde conversando e matando as saudades.
Luís falou, com orgulho mal disfarçado, do seu pequeno rebento, ao mesmo tempo que justificava a ausência de Catarina:
– O bebé é ainda muito pequenino, está ligeiramente constipado, e por isso a mãe ficou em casa cuidando dele.
O quarto que o pai lhes disponibilizou não é muito confortável – na verdade tratava-se de uma pequena arrecadação onde, à última hora, o pai colocara um divã de casal para eles dormirem. O espaço até é razoável, mas é um pouco húmido e, com o frio que tem feito nas últimas noites, o bebé ressentiu-se.
Mas enquanto o pai não lhes consegue a tal casita que prometeu arranjar-lhes, sujeitam-se àquela situação. Por um lado porque têm esperança de que não seja muito prolongada, e por outro porque o dinheiro é pouco e não chegaria para irem para um hotel, por muito modesto que fosse, ou até mesmo para uma pensão.
Com o ordenado que o pai lhe paga, que não é nenhum exagero mas, ainda assim, melhor do que nada - como ultimamente lhe acontecia no Alentejo - pensavam poder pagar o aluguer da tal casita, e fazer face às despesas mais essenciais. Mais tarde logo veriam se a Catarina poderia ir trabalhar, contribuindo assim para as despesas.
Agora que tinham um filho para criar a responsabilidade era maior e precisavam, mais do que nunca, de estar unidos e em harmonia.
*
No dia anterior André telefonou à mãe confirmando que iria, com a sua mulher Fiara, passar dois meses de férias em Portugal. Levariam com eles uma amiga, de quem muito gostavam, que trabalhava também em investigação, mas num ramo diferente do deles.
Perguntou à mãe se não se importaria de a acolher em sua casa, dado que era uma pessoa bastante tímida e falava mal o português. Além disso, como se deslocava em serviço, o tempo que passaria em casa seria, praticamente, para dormir.
Ainda que a ideia não lhe agradasse totalmente, Nanda não conseguiu recusar o pedido do filho. Como eles chegariam cerca das três horas da tarde, depois de ter vindo do trabalho, fez um bolo para o lanche do dia seguinte.
Para não faltar muitos dias ao serviço pediu dispensa apenas da parte da tarde.
Ainda falou ao filho na hipótese de os ir esperar ao aeroporto, mas André opôs-se terminantemente. Não se justificava, pois podiam perfeitamente ir de táxi. Ele sabia que Nanda não gostava muito de conduzir, especialmente por locais que não conhecia bem. O carro estava a maior parte do tempo dentro da garagem.

Passava um pouco das três e meia quando os viajantes chegaram. Nanda correu para a porta para os abraçar demoradamente. Não se viam há três anos, e as saudades eram muitas.
Seguiu-se o abraço dos irmãos, que Nanda observava, enlevada.
Depois de acalmadas as emoções e todas as manifestações de carinho, André disse:
- Mãe, esta é a amiga de quem te falei. Chama-se Eliane.
Nanda desviou, finalmente, os olhos dos seus filhos, voltando-se para Eliane.
Num relance, “viu” Ludovico sob a forma de uma linda jovem.
Retrocedendo no tempo, recordou o grande amor que os unira. Fora por amor que dele se separara, há tantos atrás, e o deixara na ignorância do seu estado.
A emoção foi demasiado forte. Sentindo-se cambalear, foi apoiada por Luis que a transportou em braços, desmaiada, para o sofá.

Mais um excerto do meu projecto literário com o título (provisório) “O Segredo”.
Maria Caiano Azevedo

PS – No próximo dia 14 haverá uma postagem especial – especial porque este ano publicarei apenas no início de cada mês – para comemoração do 10º.aniversário desta “CASA”



53 comentários:

Mari-Pi-R disse...

Un buen proyecto del que espero que te de un buen resultado, un abrazo y sigue en él.

✿ chica disse...

Na certa será sucesso. Gostei da amostra por aqui! beijos, tudo de bom,chica

Carmen Silza disse...

Buen proyecto, te deseo que sea todo un éxito.
Feliz día.
Besos
Gracias.

Carmen Silza disse...

Mariazita, ahora estoy editando en este blog

https://factoriapoeticasilza.blogspot.com.es/

Por si teapetece visitarme,
Me llevo el tuyo a mi nuevo blog para leerte.
Bss.

Pedro Coimbra disse...

E nós ficaremos por aqui a acompanhar com todo o gosto.
Bjs, bfds

Larissa Santos disse...

Muito bom, mas, a letra é tão pequenina que se torna difícil uma leitura confortável!

Hoje:- Perdida no Sonho... Nudez Imaculada.
.
Bjos
Votos de uma feliz Quinta-Feira

Kr. Eliane disse...

querida MAriazita:
tudo bem com você?
agradeço sempre imensamente suas palavras carinhosas em meu blog.
muito obrigada e desejo um ano repleto de realizações..
Grande abraço.
:o)

Kasioles disse...

Tu proyecto literario tiene que ser aún mejor que tu anterior libro que, por cierto, es estupendo y entretenido y se lee con facilidad pese a los pocos conocimientos de tu idioma.
Ya me has dejado intrigada.
No dejes de visitar mi blog, también necesita tu apoyo y cariño.
Abrazos.
kasioles

Gracita disse...

Querida Mariazita
Deixa-nos a sonhar na melhor pate da história... Fiquei encantada com com este aperitivo minha amiga.
Tenha um lindo dia
Beijos no coração

Os olhares da Gracinha! disse...

Uma introdução maravilhosa que prende o leitor!!!bj

Uma aldeia de xisto que não encontrei no mapa …
https://crocheteandomomentos.blogspot.pt/2018/02/cadaval.html

Aprenda a gostar de beterraba … com os petiscos da Gracinha:
https://ospetiscosdagracinha.blogspot.pt/2018/02/hoje-vamos-falar-de-beterraba.html

Nas minhas arteirices e agora que tenho “costurado” pouco … há novidades:
https://asarteiricesdagracinha.blogspot.pt/2018/01/cortinas-do-pinterest.html

E por ter imensos olhares com belos reflexos portugueses … aqui os pode ver:
https://mgpl1957.blogspot.pt/2018/01/reflexos-que-me-encantam.html

Que FEVEREIRO seja um EXCELENTE mês para si que me visita!!!

Antonio Pereira Apon disse...

Muito bom, mariazita.

Instigante e com gosto de quero mais. Um "segredo" que há de fazer sucesso.

Obrigado por seu gentil comentário lá no blog. Muito me honra sua opinião.

Um abraço.

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Mariazita! Retornando para renovar os votos de um Feliz 2018, matar as saudades e dizer que depois, com mais tempo, passarei aqui para ler a História/estória completa.

Abraços,

Furtado

Daniel Costa disse...

Querida Mariazita
Lendo o capitulo, mais um vez, enxergo os teus dotes de prosadora, aliás o teu forte na literatura, de gosto bem.
Beijos de amizade.

Amélia disse...

Querida Mariazita.
Muito bom, será um sucesso,fico á espera da postagem especial.
Bjs

jfbmurcia disse...

Te deseo lo mejor en ese nuevo proyecto y en todo lo que hagas. Bien merecido que lo tienes. Saludos.

Inês disse...

Muito bom, dá vontade de continuar a ler! :) Beijinhos
--
O diário da Inês | Facebook | Instagram

Elvira Carvalho disse...

Gostei de ler Mariazita. Espero que esse projeto vá para a frente, e eu possa comprar o livro.
Abraço

Manuel Luis disse...

O teu forte, escrever e muito bem, acompanho.
Bjs

Larissa Santos disse...

Sim, muito simples. Gostei do texto. Muito obrigada pela sua atenção e carinho.

Hoje:- Primavera impetuosa...
.
Bjos
Votos de uma óptima Sexta - Feira

Alegria de Viver disse...

Olá Mariazita, vim te ver e espiar as novidades, estou saudosa de vc querida!
Que belo e envolvente texto, na família sempre acontece briguinha de irmãos, gratificante é qdo a paz se estabelece. Gostei de ler , escreves bem menina!
Bjs e um bom dia!

Kasioles disse...

Querida amiga: Agradezco mucho tu visita y más todavía porque me comentas que estás muy ocupada con ese trabajo que tienes ahora entre manos.
Pero si te decía que también necesitaba tu cariño y apoyo, no me refería a mi, y sí a nuestra común amiga Ambar, está pasando una mala enfermedad y necesita de todos nosotros apoyo y cariño. La tarta se la dediqué a ella.
Te dejo un fuerte abrazo.
Kasioles

Carla Ceres disse...

Muito interessante, Mariazita! Fui fisgada. Queria continuar lendo. Você escreve que é uma beleza. Parabéns!

Lilazdavioleta disse...

Gosto . Anseio pela continuação .


Um beijo , Mariazita , e bom fim de semana ,
Maria

Lúcia disse...

Esse excelente capítulo atiça a curiosidade para a maravilha que será a obra completa!
Parabéns e obrigada pela partilha, Mariazitamiga!Beijo!

Tais Luso disse...

Boa noite, querida amiga! Aportei por aqui, no silêncio da noite que é mais confortável de ler. Para a abertura do projeto literário está ótimo, já mostrastes o que a família também tem, briguinhas, coisinhas, mas deixaste a mosquinha da curiosidade, e terei de aguardar. Esperarei o sinal...
Beijo grande, amiga, essa hora você já está dormindo...

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...

Lindo texto, Mariazita! Sempre gosto de ler teus textos pela clareza, leveza e conteúdo que dá ao leitor o conforto de um leito. Escreves muito bem amiga! Parabéns! Veremos a borboleta, depois da crisálida que deverá eclodir lindíssima. Parabéns! Abraço amigo. Laerte.

Graça Pires disse...

Gosto da narrativa. Fica-se com vontade de ler o que se segue.
Uma boa semana.
Um beijo.

Maria Rodrigues disse...

Gostei imenso deste excerto, fico à espera da continuação da historia.
Boa semana
Beijinhos
Maria de
Divagar Sobre Tudo um Pouco

Evanir disse...

Bom Dia Querida Amiga Mariazita.
Venho meio atrasada para agradecer seu carinho,
que sempre teve comigo.
A nossa amizade já fez muitos anversarios
nunca tivemos nenhum descontentamento.
Desejo uma feliz semana.
Beijos ..Evanir.

Poemas em dó menor disse...

Muito bom, Mariazita. Agora fiquei curiosa.:)

Beijinho.

Emília Pinto disse...

Querida amiga, cheguei no passado dia 1 de fevereiro e agora, aos pouquinhos, vou visitando os amigos que merecem toda a minha atenção, pelo tanto de carinho que tenho recebido nesta fase dificik da minha vida. Desejo-te muita sorte para este novo livro e também para a tua vida e a dos teus. Vai ser um livro muito interessante, tenho a certeza. Claro que virei aqui sempre para acompanhar este " segredo " e também para te " ver" És uma amiga muito querida! Obrigada por tudo! Um forte abraço.
Emília

Lucia Silva disse...

Uma maravilhosa história, bem construída e que prende nossa atenção e ficamos querendo mais. Amei vim aqui ler essa maravilha!
Beijos carinhosos!

Manuel Veiga disse...

agradeço a visita e as amáveis palavras
voltarei para ler atentamente o texto

abraço

O Árabe disse...

Decerto muito me agradará, Mariazita; como, aliás, tudo que escreves. Gostei muito da amostra! Boa semana, amiga.

Ana Freire disse...

Uma história muitíssimo bem construída, Mariazita... e que nos agarra logo no começo!...
Apetece mesmo continuar acompanhando o seu desenrolar...
Muitos parabéns, por este novo projecto literário!
Beijinhos! Desejando-lhe uma feliz e inspirada semana!...
Ana

Berço do Mundo disse...

Olá Mariazita. Andei aqui na tua casa à procura do início desta história, porque me pareceu que já conhecia as personagens. Mas não encontrei. Falharam os meus dotes de detective ou é a primeira vez que apresentas este projecto?
De qualquer forma achei o "episódio" interessante. Fico expectante à espera de mais.
Beijinhos
Ruthia d'O Berço do Mundo

BETONICOU disse...

Oi Mariazita! Gosto da maneira como descreve os fatos. Muito bem narrado, e ansioso para a próxima leitura. Grande beijo!

Fá menor disse...

Agradável de se ler. Mostra ser interessante. Deixou-me com água na boca para ler msis.
Beijinhos.

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Mariazita! Passando para te cumprimentar e desejar muita saúde e paz para ti e para os teus.

Abraços,

Furtado

Beatriz Bragança disse...

Querida Mariazita
Uma narrativa que promete e prende, logo na primeira leitura.Fico a aguardar o novo episódio.
Parabéns.
É uma grande romancista.Escreve num português fluente e agrada a qualquer nível etário.
Um beijinho
Beatriz

Jaime Portela disse...

Pelo excerto, com uma narrativa que prende o leitor de imediato, pois é apelativa, dá para ver que o teu projeto vai ser muito interessante e de sucesso.
Bom fim de semana, amiga Mariazita.
Beijo.

Marina Fligueira disse...

Espero que el desmayo acabara solo en un susto. Precioso relato siento no poder seguirte en todos los anteriores. Es placentero pasar a leerte, pero yo voy con mucha calma, no doy para más.

Espero poder leerte en esa próxima entrega del aniversario de esta tu casa, será un placer como siempre.

Te dejo mi gratitud y mi gran estima.
Un abrazo y feliz fin de semana.

Maria Rodrigues disse...

Minha amiga passei para lhe desejar um excelente fim de semana.
Beijinhos
Maria de
Divagar Sobre Tudo um Pouco

Carmen Silza disse...

Excelente relato, ese desmayo, espero que se recomponga, y que ese nuevo proyecto sea todo un éxito.
Gracias por ser y estar.
Besos Mariazita.

Gil António disse...

Bom dia. Visitando, lendo, acompanhando com toda a atenção e interesse.
.
* Poetizando a Folia do Carnaval *
.
Tenha um Carnaval Feliz

Gracita disse...

Querida Mariazita
Que os dias de carnaval sejam leves e felizes
Grande beijo, querida

Ana Freire disse...

Passando apenas para deixar um beijinho, e votos de uma excelente semana...
Ana

BETONICOU disse...

Oi Mariazita! Passando para lhe desejar uma feliz semana. Temos postagem nova la´em Curvas, retas e esquinas. Grande beijo minha querida. Ansioso pela segunda parte !

Graça Sampaio disse...

Muitos parabéns pelos dez anos! «Dez anos é muito tempo!» ...

Beijinhos. Dez, pelo menos...

O Árabe disse...

Aguardo a continuação da história, Mariazita! Boa semana, amiga.

Ana Tapadas disse...

Aguardo a continuação de tão comovente narrativa...

Beijinho e bom Domingo

Suzete Brainer disse...

Apreciei muito a sua narrativa e desejo
continuar acompanhando, com sua generosa
partilha aqui, querida Mariazita!...
Sucesso neste seu projeto literário e
espero aqui para viajar nesta leitura
maravilhosa com a continuação, viu!...
Beijo e abraço de paz!

Maria Glória disse...

Eu aprecio imensamente a forma com que começas tuas histórias. Começa com tudo em movimento, parece que viajei em uma máquina do tempo, dessas de filme de ficção, a máquina parou e eu abro a pequena porta e já estou dentro da história. Encanta-me a tua escrita, minha Mariazita!
Com curiosidade, envolvimento e interesse, acompanharei este teu projeto!
Mais beijinhos.