segunda-feira, 18 de julho de 2016

VOCÊ PRECISA DE ESTÍMULO?

Tenho duas plantas de flores de cera. Conhecem? São lindíssimas.
Hoya carnosa – seu nome técnico – faz-nos lembrar que a sua folhagem é, de facto, carnuda, sem qualquer atractivo especial além daquele que possuem todas as plantas, para quem gosta de plantas.
A grande beleza reside nas flores.
É muito interessante acompanhar o ciclo da sua floração, desde que aparecem os pequeninos cachos de pecíolos com botões, 

até que se apresentam em todo o seu esplendor, lembrando guarda-chuvas floridos.


São flores que se mantêm viçosas durante bastantes dias; quando começa a aproximar-se o fim, formam, a partir do centro, umas gotas de um líquido transparente, semelhantes a lágrimas, que escorrem depois pelas pétalas e caiem para o chão.
Disse-me a minha empregada, Lina, que na terra dela lhes chamam “lágrimas de Nossa Senhora”. 

Eu tinha apenas uma destas plantas.
Trouxe-a para casa – comprei-a num horto – há já uns anos, não posso precisar quantos.
Pelo aspecto viçoso das folhas e pequena estatura – teria uns trinta cinco a quarenta centímetros de altura – via-se que era uma planta muito jovem.
Adaptou-se lindamente à sua nova casa, e a breve trecho erguia os ramos em direcção ao céu. Era altura de começar a guiá-la por um fio que lá coloquei para o efeito.
Prontamente iniciou o seu ciclo de floração, mimoseando-me com flores belíssimas.

Esta orgia de flores manteve-se por alguns anos.
A determinada altura comecei a notar a sua falta de flores. Pura e simplesmente tinha desistido de me brindar com a sua linda prole.
Continuava com as folhas viçosas, em nada denunciando a sua provecta idade, excepto na falta de procriação.
Continuei a tratá-la com o carinho de sempre, conformada com a sua aposentadoria.
Um belo dia a Lina trouxe-me uma planta de flor de cera que ela reproduzira a partir de outra que tinha em casa.
Colocámo-la ao lado da antiga, distanciada cerca de 40 centímetros. Mais ou menos  um mês depois a segunda planta, perfeitamente adaptada ao novo lar, começou a florir.
Surpreendi esta conversa da Lina com as plantas:
- "Vês? Não quiseste dar mais flores e a tua mamã arranjou outra para o teu lugar."

Deduzi que ela falava com a planta mais velha.
Não denunciei a minha presença, mas fiquei a saber que ela também falava com as plantas. Afinal não era só eu…
Senti-me um pouco mais “normal”.
Tenho por hábito todas as manhãs ir à varanda visitar as minhas plantas, regá-las se têm falta de água, retirar alguma folha seca e, confesso, também converso com elas. Até lhes acaricio levemente as folhas, enquanto converso.
Alguns dias passados a Lina foi à varanda e chamou-me, toda alvoroçada:
- "Senhora! vem cá ver uma coisa."
Lá fui, e vi que a velha planta de cera estava em flor. Fiquei admirada, pois estava convencida que o seu período de floração havia terminado irremediavelmente. Senti-me muito feliz. A minha velha plantinha, afinal, ainda conseguia brindar-me com as suas lindas flores.
Acariciei-a ao de leve e agradeci-lhe a alegria que acabava de me proporcionar.
Do alto da sua sabedoria singela, a Lina falou:
- "Sabe, senhora, no outro dia eu estive a envergonhá-la; disse-lhe que a senhora agora ia gostar mais da nova do que dela. De certeza ela entendeu, e com medo que a senhora a deitasse fora resolveu dar flores outra vez."
Será que foi isso mesmo que aconteceu?
As pessoas mais simples, por vezes, têm percepções que escapam ao mais comum dos mortais.
Será que, tal como acontece com algumas pessoas, também as plantas precisam de estímulo?

Há pessoas que, face a contrariedades que surgem, entregam-se ao desânimo e levam uma vida tristonha, sem objectivos…
Todos sabemos que, com algumas pessoas, isto é assim mesmo, precisam ser estimuladas para mostrarem do que são capazes.
Precisam ser incentivadas, ‘espicaçadas’, “metidas em brios”, para reagirem e voltarem a ter fé nas suas capacidades.
Acredito na necessidade objectiva do estímulo. Ele é, muitas vezes, a mola impulsionadora fundamental para ultrapassar a inércia.
Um exercício simples, que pode ajudar muito, é tentar fazer o que tivermos medo de fazer. Vencer essa resistência torna-nos mais fortes, conduz-nos à vitória.
É necessário ter um ideal na vida, um sonho, e para realizá-lo é preciso conservar os olhos fixos nele, lutar sempre pelo que se deseja, e acreditar que isso é possível - só quem luta merece recompensa, e dos fracos não reza a História.
A Esperança prova que há um sentido oculto na Existência. A Vida é demasiado importante para que não tentemos enfrentar os seus obstáculos, pois eles não têm metade da força que aparentam ter.
Deixemos que a nossa luz interior nos conduza, pois todos temos uma boa estrela a guiar-nos e a ajudar-nos nas adversidades.

PS – A Amiga Nina Filipe gentilmente chamou-me a atenção para um pormenor que me falhou: o aroma da flor de cera.
De facto esqueci-me de referir essa particularidade.
A flor de cera tem um perfume diferente das outras flores, muito forte, semelhante, talvez, ao perfume de jasmim…, que se faz sentir sobretudo de noite.
O meu quarto de dormir comunica directamente, por uma porta envidraçada, com a varanda onde tenho as flores de cera. Mantenho essa porta aberta, mesmo durante a noite, principalmente no Verão.
Quando a flor de cera está em flor, à noite tenho que fechar a porta - o perfume da flor de cera é de tal modo intenso que me custa respirar.
Um “Obrigada!” à Amiga Nina Filipe pela chamada de atenção.










56 comentários:

Graça Pires disse...

Eu, que gosto tanto de plantas, confesso que não conhecia esta. Gostei muito do que li sobre ela e da forma como a relacionou com o comportamento das pessoas. Realmente, uma ajuda, um estímulo ajuda sempre.
Um beijo.

Jaime Portela disse...

Se calhar as plantas reagem mesmo a estímulos dos humanos...
A planta é linda (não conhecia).
Achei brilhante a forma como fizeste a ligação à reação das pessoas.
Um excelente post, minha amiga. Parabéns.
Mariazita, tem uma boa semana.
Beijo.

Ana Freire disse...

Um texto notável, com uma mensagem muito positiva...
Às vezes um pequeno gesto, um sorriso, uma palavra... é tudo o que nos basta como estímulo... e às plantas também... acredito que elas nos entendem... e acredito que por vezes algumas, até reflictam o nosso estado de espírito...
Conheço a planta, que aqui o Jorge tem também, no seu jardim... e as flores... são sempre de uma perfeição e beleza surpreendentes...
Infelizmente a minha máquina, não terá as lentes mais indicadas, para fotografar os pormenores maravilhosos, das lindas flores de cera...
E as que mostra... são lindas!... As nossas não são tão grandes... mantêmo-las numa zona de cactos... mais seca... também próxima dos aloés... planta que pelas suas propriedades... também toda a gente deveria ter pelo menos um vaso em casa... babosa... como é conhecida no Brasil...
Beijinhos! Adorei esta sua publicação, Mariazita!
Boa semana!
Ana

Nina Filipe disse...

Olá minha amiga linda, acabei agora mesmo de ler a sua afinidade com as suas plantinhas, mas que maravilha... sabe eu também tenho uma planta dessas que é uma poda de outras que tive e que foram envelhecendo.
Acho que sempre tive essa planta pois já lá vão 40 anos o jardineiro delas é o meu marido, pois ele já trabalhou de jardineiro e tem um carinho especial para tratar delas. Na aroeira onde trabalhou muitos anos todos diziam que tinha mão verde, é este o nome que se dá a uma pessoa que tudo o que toca vira vida. Notei que não falou do perfume que elas deitam, pois é algo que nos transcende em aroma... e só fazem isso de noite; também não sei porquê?
Nós por cá demos por isso também não há muitos anos, mas desde que fechamos as marquises elas no brindam com essa maravilha, minha querida desculpa de este testamento ser longo pois nunca sou capaz de me definir com poucas palavras, tenha uma linda semana com beijinho de luz e muita paz.

Regina Magnabosco disse...

Que coisa mais encantadora esse texto, Mariazita! Eu o considero uma bela crônica. Eu acaricio minhas poucas plantas com certa frequência, mas raramente converso com elas e acho que devo fazer isso mais vezes. Parece que elas gostam mesmo, né?
Parabéns pelo cuidado com a natureza e com as palavras.
Um abraço!

Mari-Pi-R disse...

Esta planta es muy delicada, una ex compañera de trabajo tenía una en su despacho y cuando florecía se ponía muy contenta, efectivamente las plantas hay que mimarlas con lo cual ellas te responden.
Un abrazo.

O Árabe disse...

Belo post, Mariazita... e belas perguntas! Afinal, como duvidar que o amor e a compreensão unem todos os seres vivos, no Coração do Universo? Ah... e que bela planta! Boa semana, amiga; fica bem.

Hilda's Bordados disse...

⊱✿.*☆*.¸✽ ¸.*♡*.✿⊰✽⊱✿.*☆*.¸✽¸.*♡*.✿⊰✽ ⊱✿.*☆*.¸✽¸.*♡*.✿⊰
Boa Tarde Mariazita!! Que flores belíssimas!!! São muito graciosas!
Vim bordar um recadinho no seu cantinho para desejar um ótimo início de semana para você e sua família!
Venho convidar você e seus amigos para assistir ao vídeo novo que está lá no meu canal :https://www.youtube.com/watch?v=EM5U5pxaspk
Ficarei muito feliz com sua visita, sua curtida e seu comentário!!
Desde já muito obrigada!!
Beijos no ♥
http://hildasbordados.blogspot.com.br/
⊱✿.*☆*.¸✽ ¸.*♡*.✿⊰✽⊱✿.*☆*.¸✽¸.*♡*.✿⊰✽ ⊱✿.*☆*.¸✽¸.*♡*.✿⊰

Maria Gloria D'Amico disse...

Mariazita, minha amiga, boa noite.
Deixei resposta para você, lá no meu blog e agradeço a deliciosa conversa e carinho, por lá. Fiquei feliz!
Agora, por cá, deixa eu te contar, sobre a flor de cera. Acho-a linda, vistosa e muito diferente. Tenho uma grande amiga que cultiva uma por bom tempo, aonde foi a primeira vez que vi a apreciei. Mas as lágrimas, eu não sabia e nem a amiga me contou. A foto aonde elas são mostradas, é belíssima. Se eu tivesse uma aqui em casa, ficaria tão envolvida, como você ficou. Uma planta que dá belas flores, que é diferente de todas, que se emociona e ainda, atua como se faltasse falar. Claro, você conversa com ela, a Lina, igualmente! Como ela, a plantinha, não iria conversar. A língua, são as flores. É uma língua silenciosa, pois a conversa acontece no coração. Não?
Eu tinha uns seis anos, quando comecei a falar com flores; que me lembro. Eram gerânios, cultivados pela minha mãe. Eram meus amigos, das tardes, das brincadeiras no quintal. Minha irmã achava uma verdadeira loucura, chamava minha mãe para ver e fazer alguma coisa comigo ahahaha. Minha mãe ria e voltava para a casa... talvez ela também gostasse de falar com as plantas, então entendia perfeitamente a minha 'loucura'. Pra quê ser normal!? Chato isso.
Converso até hoje e quando colho alecrim no meu jardim, para temperar os meus assados, peço permissão e agradeço. Como tu, Mariazita.
Sinto que somos a natureza e a nossa vida é um jardim. Ganhaste lindos e perfumados presentes, florais, delicados e muito bem estimulados.
Adorei a postagem, deliciosa de ler e sentir.
Beijos Mariazita e ótima semana.

Miguel disse...

Nina minha
Este ano resolvi dar uma escapadela surpresa, antes das férias propriamente ditas com a mamma, que estão previstas para Agosto e que, este ano, muito provavelmente serão em Itália.
Vim para uma ilha quase deserta, como eu gosto, onde a Net se apanha por milagre. Trouxe o portátil só por descargo de consciência, como se costuma dizer, para tentar falar com a mamma, mas ainda só falei com ela duas vezes. Podes imaginar o que isto é para ela… estar sem ver o seu menino…
O telemóvel também não tem rede a maior parte do tempo, e como resolvi vir assim do pé p’ra mão… nem deu para te avisar.
Mas… estou no paraíso! Sozinho – eu, o mar e as estrelas… que mais posso querer???
Este post é uma beleza, em toda a acepção da palavra. Até posso sentir o perfume que tantas vezes desfrutei na tua varanda.
E que lindas fotos conseguiste! Não as tinha visto… Estão excelentes.
Também as “alegações” finais estão óptimas, e constituem conselhos que, a serem seguidos, ajudam a uma vida melhor.
Logo que possa ligo-te.
Deixo-te com todo o meu Amor fraterno.
Teu,
Miguel

Mariangela do lago vieira disse...

Oi Mariazita, boa tarde!
Que postagem linda.
As plantas, como nós, precisam de carinhos para ficarem mais viçosas.
E esta tua, é cheirosa e maravilhosa.
Sou grata à Deus pela beleza da natureza, que alegria estarem presente em nossas
vidas.
Amo de coração as minhas plantinhas!
Amei tua postagem.
Beijos, com carinho!
Mariangela

Labirinto de Emoções disse...

Minha Ninocas
Eu tenho o privilégio, tal como o "nosso" Miguel de ver as tuas maravilhosas flores de cêra e sentir o seu aroma...:-)
Claro que não preciso de escrever aqui o quanto gostei do teu post e o quanto bonitas estão as fotografias, porque já te disse pessoalmente...:-))))
E como ando como uma falta de inspiração levada de um raio para escrever, e isso tu tambem sabes, fico já por aqui.
Adorei o post e as fotos e pronto!
Beijoquinhas grandes, até logo.
Tua
Tareca

Emília Pinto disse...

Claro que preciso de estímulos e quem não precisa? Todos, uma outra vez necessitam de alguém que os ajude a continuar a caminhada. Sei pouco de plantas, embora necessite delas; moro em apartamento, mas tenho floreiras na varanda dos quartos e vasos na sacada da sala; é um problema quando saimos de casa, pois precisamos de pedir a alguém que as regue; mesmo assim não prescindo delas, pois há alturas em que sinto necessidade de mexer na terra.A minha mãe sempre veio a Portugal ( agora não virá mais, por causa da situação do meu pai ) e quando via as minhas plantas dizia-me sempre que elas estariam mais bonitas se eu conversasse com elas; confesso que nunca soube falar com plantas, mas quem sou eu para duvidar disso ? Se nem o ser humano somos capazes de conhecer, se nem as nossas atitudes tantas vezes entendemos, como saber o que se passa com as plantas? Esta linda flor de cera, não conhecia, embora já a tenha visto por ai, mas fiquei encantada, principalmente pelas lágrimas que deixa cair . Querida amiga, estimulos, elogios, " mimos" como lhes costumo chamar fazem-nos muito bem e, em certas alturas , fazem pequenos milagres. Já muitas vezes disse que as tuas palavras sempre simpáticas sobre o Começar de Novo são um incentivo, um " mimo " que me levam a continuar; se não fossem essas palvras e tb a de outros amigos talvez já tivesse desistido; isto para dizer que os estimulos são fundamentais
em todos os aspectos da nossa vida e que nunca os devemos poupar; o começar de novo não é essencial, mas há casos em que um elogio, um incentivo é como dar um pão a quem há dias não come, é dar motivos para um sorriso a quem há muito achava perdida essa capacidade. Querida Mariazita, um belo post, florido e com uma bela mensagem misturada a essas lágrimas da flor de cera. Gostei muito. Que a tua plantinha continue a dar belas flores, contribuindo assim para tornar os teus dias mais alegres. E eu...vou aprender a conversar com as minhas. Quem sabe, me ajudam a colorir mais os meus? Beijinhos
Emilia

Smareis disse...

Bom dia Mariazita!

Eu não conhecia essa planta. Muito linda. Tem uma ótima característica. O perfume deve ser muito gostoso, o jasmim é delicioso o aroma. Minha mãe tinha várias plantas em casa, e todos os dias conversava com cada uma dela por vários minutos, dizia que todas entendia sua fala. Dizia que ela o carinho matinal a elas rsrsrs. Só depois de um tempo entendi a minha mãe quando lia várias reportagens sobre as reações das plantas quando conversamos com elas. Até as músicas elas reagem de um jeito. Cada planta tem um gosto musical.
A música clássica é usada em estufas profissionais para estimular o crescimento das plantas. No livro a vida secreta das plantas você vê os resultados de experiências fascinante com exposição de variadas espécies de plantas com diversos tipos de musica. Passou uma reportagem completa a respeito de se como se comunicar com as plantas. As plantas são muito sensíveis a vibrações, portanto à voz humana e a música estimula a síntese de proteína nas plantas, o que faz com que elas cresçam tão bonitas e habituam-se á voz de quem trata delas habitualmente e com isso encontrar níveis de harmonia para o seu desenvolvimento. Segundo estes cientistas a voz humana juntamente com o zumbido dos insetos polinizadores é o som mais tolerado pelas plantas. Curiosamente a voz feminina tem a capacidade de curar plantas doentes, devido a ser mais melodiosa.
Até as plantas gosta de ser tratada com carinho.
Adorei sua postagem.

Desculpa pelo comentário na postagem anterior. Eu não conseguia entrar nessa atualização, aparecia, mais os comentários não... Agora consegui! Eu não sei se você usa o Google+, eu sempre tenho problema em acessar e comentar em perfis que estão incorporados no Google+, é por essas e outras que prefiro o perfil do blog pra comentar.
Um beijo e continuação de ótima semana.
Sorrisos e flores pra ti!

Evanir disse...

As verdadeiras amizades são como estrelas...
Não as vemos todas as horas,
mas sabemos que elas existem.
E hoje dia do amigo estou aqui
para te deixar um carinhoso abraço.
Agradeço por fazer parte
da minha caminhada.
Deus abençoe vc sempre.
Meu abraço e eterno carinho.
Evanir.

Amiga acredito que não tem esta flor aqui no Brasil,
mas é realmente um flor linda demais.
Pena morar tão distante para pedir uma pequena muda.

Maria Rodrigues disse...

Também tenho uma plantinha dessas mas na minha casa do Alentejo, quando vou lá na época da floração adoro observá-la, as suas flores são tão lindas.
Beijinhos
Maria

Amélia disse...

Gosto muito de plantas e flores, tambem lhe dou miminhos enquanto trato delas.
Tenho muitas orquideas e variadas, mas essa planta lindissima de cera não conheço.
Beijinhos.

Crocheteando...momentos! disse...

Mariazita... obrigada pela visita!!!
Seu texto é notável ou não fosse de alguém que trata as oalavras por tu!!!
Conheci esta flor na varanda da minha filha...e é realmente fabulosa!
Bj amigo

Celina Pereira disse...

Olá, Mariazita.
Não conheço esta flor, mas também amo as
flores e costumo falar com algumas poucas que tenho no apartamento.
Nesta semana está nascendo um raminho novo de flores de violeta.

Ana Freire disse...

Passando apenas para deixar um beijinho e desejar um bom domingo!...
Ana

Helena Medeiros Helena disse...

Que bela postagem, minha amiga! Também amo as flores, as plantas, a natureza. Tenho também um lindo jardim ao redor da minha casa. Apesar de ser cuidado por um jardineiro (que nos acompanha há anos), eu também gosto de, nos finais de semana, dedicar um tempo ao cultivo de algumas delas, principalmente as rosas. E assim como tu e a Lina, converso também com elas, acarinho, agradeço, e muitas vezes até repreendo aquelas que estão preguiçosas ou querendo murchar. Chamo a atenção mesmo (risos) e não é que elas ficam envergonhadas e resolvem voltar a florir? A Lina tem razão, as plantas sentem, se emocionam, agradecem carinhos e retribuem a forma como são tratadas.
Meu anjo, mas estou aqui hoje também para me despedir... Fiz uma última postagem lá no blog, pois não estou tendo o tempo que gostaria para dispensar aos amigos blogueiros nem à feitura do meu espaço que zelo com tanto amor. Tenho projetos em andamento na clínica e nas casas a que dou assistência e com isto todo o meu tempo será tomado por estas atividades. Se um dia der para voltar, acredite, aqui será um dos primeiros cantinhos que virei visitar.
Que todos os teus sonhos/projetos tenham a bênção de Deus e que tu possas continuar a distribuir essa alegria e bondade que tu deixas derramar nas postagens, nas respostas aos comentários e nas visitas que tu fazes. Tu és, minha linda amiga, um ser iluminado, um anjo entre aqueles que privam da tua convivência. Que tudo na vida te seja farto, generoso, agradável, e as bênçãos do Pai estejam sempre a iluminar os teus caminhos.
Deixo um punhado de sorrisos atando mimosas estrelas que espalho no carinho que tu mereces,
Helena

Jaime Portela disse...

Vim à procura de novidades, mas gostei de reler este teu excelente posp.
Mariazita, tem uma boa semana.
E boas férias, se for o caso.
Beijo.

anjodaesquina disse...

Desconhecia esta maravilha
que de beleza
alegra o mais triste olhar com certeza...~_

Uma semana feliz
e um xoxo de aqui dos Calhaus da Covilhã
que muito mudou nos tempos...

Pedro Coimbra disse...

Não conhecia minimamente
Boa semana

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tare, não conhecia a linda flor que penso ser trepadeira, a cor natural a bola que formam faz delas ainda mais belas.
Boa semana,
AG

olharbiju disse...

Excelente texto e belas fotografias.
Beijinho
Alice Ferreira (Maria Alice Ferreira)

manuela barroso disse...

Pois foi precisamente durante esta semana , e ainda perdura- a beleza da minha planta de cera . Ela percebe que eu gosto dela ....tanto que a uso ainda como foto de perfil .
Para quem está menos atento ou não conhecer , aqui está um post imperdível
Beijinhos Mariazita .

Maria Gloria D'Amico disse...

Mariazita, querida, boa noite!
Deixo aqui um beijo estalado em cada bochecha da Mariazita e o desejo e uma ótima semana :)

O Árabe disse...

Boa semana, Mariazita. Aguardo o próximo post.

Ariel El vikingo dark disse...

Oi Mariazita, boa noite,
belo texto.

As flores têm vida,
são como nós, somos quase igual...
por isso devemos falar com elas, devemos fazê-las sentir o amor,
"elas iluminar nossos dias".

Espero que entenda o meu Português =(

Desejo-lhe uma boa noite
um beijo e um abraço
bênçãos

Pedro Luso disse...

Olá Mariazita.
Parabéns pela bela postagem. Belíssimas flores.
Abraço.
Pedro.

anjodaesquina disse...

Dá erro a cada vez que tento seguir
e o endereço que fica vai redirecionado
para um blog que não existe
enfim...
Beijinhos e um resto de semana Feliz_~´´´´´´´´´´´´´´

http://anjodaesquina.blogs.sapo.pt/

anjodaesquina disse...

Andei por aqui a vasculhar
mas penso que é alguma salada da Google
ou colagem ao meu blog
pois a foto é minha de quando Jovem
coloquei-a no alojamento de fotos
mas de clausuras não sou ~_```````````````

Beijinhos de aqui da Covilhã

Não seria melhor Nome/URL ?~_````````````

Toninho disse...

Olá amiga, já vi esta flor como Lágrima de Nossa Senhora tambem.
Muito linda e bela partilha.
Meu terno abraço.

Ilesin disse...

Es una bella flor que aunque parezca llorar entrega a todos su belleza y esplendor para deleitarnos en su efímera vida.Muchas gracias por tus bellas palabras en mi blog.
Besos
P.D : si sabes algo de Miguel dile que me acuerdo de el y que espero que este bien

Maria Gloria D'Amico disse...

Ohhh bella Mariazita, só para dar-te mais um beijinho e desejar a continuação de um ótimo verão praiano.
Agradecida pelo teu coments no meu blog, sendo que deixei resposta por lá.
Até mais...

Portugalredecouvertes disse...

Querida Mariazita essa história é simplesmente lindíssima como a planta que lhe serve de suporte. não conhecia essa planta que parece mesmo de cera, e as lágrimas da nossa Senhora ficam-lhe muito bem, quase que por milagre aparecem nas suas pétalas, que coisa bonita!
assim se ela tem esse perfume de noite, também atraia os insetos noturnos :)) a vida vegetal continua silenciosa durante o nosso sono et o ballet dos pequenos seres vivos estimula os vegetais permitindo a beleza dessas flores
a minha mãe também falava com as plantas e davam flor com muita facilidade, mais um testemunho !
abraços amiga
feliz fim de semana
Angela

Jaime Portela disse...

Deves estar de férias...
Mariazita, tem um bom fim de semana.
E boas férias, se for o caso.
Beijo.

Olinda Melo disse...


Querida Mariazita

Boa tarde. Desejo que estejas a passar um óptimo fim de semana. Hoje não está tanto calor como nos outros dias o que também ajuda.

Que bela história que nos contas, essa das tuas flores de cera. Adorei ler e ver as suas características e beleza. Realmente, o Criador é um grande Artista.

Sim, também penso que muitas vezes é necessário recebermos algum estímulo para continuar a caminhada. Quando as coisas parecem não ter solução, uma palavra amiga, uma companhia (como a da outra flor de cera) podem fazer a diferença, fundamental até para que a vida tome outro rumo, caso se esteja num impasse.

Adorei o teu texto. Como sempre, a tua escrita me encanta.

Beijinhos

Olinda

O Árabe disse...

Boa semana, Mariazita. Aguardo o próximo post.

Hilda's Bordados disse...

Boa Tarde amiga Mariazita!!
Vim bordar um recadinho na sua página desejando a você e sua família um bom início de semana e muito sucesso!!
Beijoos no ♥
Blog: https://hildasbordados.blogspot.com.br/
Twitter: https://twitter.com/HildasBordados
YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCBptH8iCKWtTUr0Mx2fdcTQ
Instagram: @HildasBordados
Beijos no ♥

Rosana Marti disse...

Adoro las plantas, flores etc...porque es vida que nos da vida, estimular nuestra alma es tan necesaria como el respirar para que nuestros pulmones sigan bombeando.

Beijos de luz para ti mi querida amiga, pasa una linda semana.

A Casa Madeira disse...

Olá Mariazita deixei mensagem no outro blog seu mas não
publicou então, vim conhecer este...
Linda as imagens o que dizer das plantas elas nos estimulam
para melhor.
Bom começo de agosto.
Abraços
janicce.

✿ chica disse...

Mariazita, essas flores são lindas e que bela conversa com elas.Isso faz muito bem e elas gostam! BOAS FÉRIAS e descanso! bjs, chica

Anete disse...

Mariazita...
Obrigada pelo carinho no Vida & Plenitude...
Flores lindas e texto muito sensível!
Desejo boas férias p vc e família...
Abraços

Pedro Luso disse...

Olá Mariazita.
Muito interessante esse texto, com suas flores.
Se você estiver saindo de férias, desejo que
se divirta, e também recarregue as baterias,
para enfrentar o que resta do ano.
Abraço.
Pedro.

Catarina H. disse...

Acho essas florinhas absolutamente adoráveis, são maravilhosas. Já conheço há muito tempo mas não sabia que lhes chamavam flores de cera, estou sempre a aprender :)
Do cheiro não me recordo.
É, dizem que as plantas notam quando falamos com elas e que gostam. Eu, de vez em quando, também falo com elas. Pelo sim ou pelo não, lá lhes vou debitando umas palavritas, espero que elas gostem :)
Gostei da reflexão que faz no final e concordo com muito do que diz.
Beijinhos e se for caso disso, umas boas férias :)

Catarina H.
https://ecologicaquem.blogspot.pt

Marina Fligueira disse...

¡MARIAZITA,HOLA! Te felicito por estas preciosas flores, nunca he visto cosa igual. ya me gustaría encontrar por aquí algo parecido, yo también tengo plantas y hablo con ellas, y es que notros también somo plantas, somos pura naturaleza, por lo tanto debemos hablar con ellas, y no, no estamos locas por ello.

Ha sido un placer visitarte y pasearme por tu precioso jardín.

Un abrazo y hasta pronto.

Nina Filipe disse...

Olá minha linda amiga, só agora vi que tinha acrescentado algo mais a essa tão linda flor, pois é o perfume é mesmo intenso e agora mais uma vez elas estão florida, aproveitando a visita venho desejar mais um lindo fim de semana com beijinhos de luz e muita paz, e já agora para completar muita saúde... porque essa já se nos vais escapando por entre um aí e um lamento beijos mil.

Mariangela do lago vieira disse...

Oi Mariazita!
Estas flores são mesmo maravilhosas!
Vim te agradecer a visita, e te desejar uma abençoada
viagem!
Aguardarei com carinho a sua postagem.
Bom descanso!
Beijos, e um bom dia!
Mariangela

Pensamentos Com Asas disse...

A planta é linda, não conhecia. Da uma flor maravilhosa e volumosa. Eu amei conhecer um pouco dela.
Obrigada lindinha pela visita que me encantou... Seja sempre bem vida, pois estava com saudades!

Beijos.

Ailime disse...

Boa tarde Mariazita,
Não conhecia essa planta com flores lindíssimas e com tantas particularidades que me deixaram maravilhada.
Eu acho que as plantas tal como nós necessitam de estímulo (ou companhia?)) para seguirem o seu ritmo de crescimento e, como neste caso, de floração.
O seu texto impecável, de uma sensibilidade que muito me tocou.
Tenha umas excelentes férias.
Beijinhos e obrigada pelo seu carinho.
Aiulime

MARILENE disse...

Fiquei encantada com a flor. Realmente, muitos conversam com as plantas e é inegável o resultado. O estímulo impulsiona todos os seres.
Estou ausente dos blogues, mas lhe desejo ótimas férias. Bjs.

Beatriz Bragança disse...

Querida Mariazita
Para além da beleza da flor e da maravilhosa história, há toda uma lição de vida que só uma sábia psicóloga nos consegue dar.
Eu agradeço imenso e vou usar a mesma táctica com um pé de orquídeas que cá tenho.
Parabéns pela sua escrita, verdadeiramente incomperável.
Um beijinho
Beatriz

Beatriz Bragança disse...

Querida Mariazita
Eu queria dizer: incomparável, chamativa, atractiva...
Um beijinho
Beatriz

M. disse...

Olá Mariazita!
Não conhecia essa flor, mas estava a olhar para ela e a adivinhar a textura e o perfume do jasmim! Eu falo com os meus gatos, mas com as plantas não, se calhar tenho de o fazer!
Votos de uma semana muito feliz e beijinhos :)