domingo, 10 de abril de 2016

MOMENTO DE POESIA - SONHO BREVE

SONHO BREVE




SONHO BREVE

Nem tu, amor, me deste
Aquela paz tão desejada!

No palco imenso que é a vida
Os acenos e sorrisos recebidos
Foram tantos, que me cansei
A responder
A todos e a nenhum.

Braços pendidos
Sem alento, parados, não vi o teu olhar
Na multidão de vultos esfumados.

Por fim, chegaste.

Exaltação!
Puro delírio!
Puros impossíveis!
Pura miragem,
Aos poucos me deixaste.

E ali fiquei, no palco, já sem vida,
Braços caídos, sem alento,
E sem paz!




60 comentários:

Carmem Grinheiro disse...

Bom dia, Mariazita.
Palavras que atestam, mais uma vez, que a vida só faz sentido quando vivida em parceria.

Tenha um bom domingo
bj amg

Miguel disse...

Ai Nina minha, Nina minha!
Mas quem te disse que o Amor te daria Paz?
O Amor dá-te TUDO, menos Paz.
Dá-te Exaltação, dá-te Fúria de viver, dá-te Alegria no dia-a-dia, todos os dias da tua vida, dá-te Fome de estar com o ser amado, dá-te… dá-te… dá-te… dá-te TUDO! Menos Paz.
A Paz vem “depois”, mas só muito tempo depois…
Deixo-te em paz :) com o meu habitual amor fraterno.
Teu
Miguel
PS – Com tanto filosofar estava a esquecer-me do principal: esta maravilha de poema, um dos poucos, suponho, que não conhecia, escritos por ti (exceptuando os que tens escrito ultimamente).
ADOREI! Acho-o lindíssimo, de verdade; olha que não é por ter sido feito por ti, é porque é mesmo MUITO BOM.
Mais um beijito.

✿ chica disse...

Que lindo poema,Mariazita! No palco da vida tanto se passa... E quando o amor se vai, ainda que volte em sonho,não traz a paz... bjs, chica

Elvira Carvalho disse...

Um poema muito bonito amiga. Com uma tristeza e uma saudade latente.
Um abraço

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Lindo poema Mariazita e disse no face que não era poetisa!
Maravilhoso.

Fiquei feliz em ver o Miguel comentando.
Bjs e um ótimo domingo.
Carmen Lúcia.

Portugalredecouvertes disse...


A paz será felicidade partilhada Mariazita, um poema inspirador :)
beijos e bom domingo
Angela

Hilda's Bordados disse...

Olá Mariazita!! Vc continua a nos encantar e nos encher de emoção com suas palavras!! Amei as fotos tb!!
⊱✿.*☆*.¸✽ ¸.*♡*.✿⊰✽⊱✿.*☆*.¸✽¸.*♡*.✿⊰
Vim bordar um recadinho no seu blog para lhe desejar um feliz domingo e te convidar para visitar meu canal no youtube e coloquei um vídeo lá mostrando como ficou meu ateliê depois da pintura, ficou bem simples e do jeitinho que eu gosto de trabalhar. Se gostar do vídeo deixa lá um joinha e um comentário que eu vou amar demais! Agradeço desde já sua atenção :)
https://www.youtube.com/watch?v=vRkRrhm81JE
http://hildasbordados.blogspot.com.br/
Beijos em todos no ❤
⊱✿.*☆*.¸✽ ¸.*♡*.✿⊰✽⊱✿.*☆*.¸✽¸.*♡*.✿⊰⊱✿.*☆*.¸✽

Mari-Pi-R disse...

Un estado de tranquilidad y esperando lo bueno.
Feliz domingo.

A Casa Madeira disse...

O bom é viver intensamente os bons momentos;
A duração da vida é algo complexo; principalmente a dois.
Boa semana.

Renata Maria disse...

Viver de forma plena e com a cara metade é o que dá sentido à vida.
Seu poema é lindo, Mariazita.
Beijo*

Celina Pereira disse...

Mariazita,
maravilhoso poema sobre o amor a dois, pleno de
significação.
Também dou importância à vida em parceria.
Tenha uma ótima semana!

Gracita disse...

Querida Mariazita
Amiga hoje vim te oferecer o Prêmio Dardos. Se aceitares basta acessar este link Momentos de Amor e Poesia para pegá-lo
Uma semana iluminada minha amiga
Um beijo carinhoso
Gracita

Gracita disse...

No palco da vida muitas passagens e vivências... um grande amor chega trazendo alento ao coração e quando se vai o coração descontente não conhece a paz
Lindíssimo poema minha amiga
Beijos

Sotnas disse...

Olá prezada Mariazita, e que tudo esteja bem contigo!

Pois é prezada poetisa, como dizem alguns, nada é para sempre, ao menos nada relacionado ao nosso viver, um lado bom é que sempre que algo finda, acontece a renovação, e outro chega pra seguir adiante, e assim seguimos até não mais ser possível, mas, sempre com a intensidade que este nosso viver nos exige, pois, penso que somente assim é que percebemos o sentido de estarmos vivo. Grato por compartilhar mais este belo e intenso pensar, e também por lá sempre belas e intensas palavras de amizade deixar. Que você e todos em volta tenham dias de inteira bênção do bondoso Deus, abraços!

Graça Pires disse...

Gostei deste "sonho breve". Por vezes os momentos mais bonitos são os que se sonham...
Um beijo.

Mariangela do lago vieira disse...

Oi Mariazita, bom dia.
Que maravilhosa poesia.
Esta é uma triste etapa da vida. Mas sonhar, ainda que seja só um pouquinho, é a única forma de amenizarmos a saudade que faz morada no coração.
Beijos, tudo de bom!
Mariangela

Emília Pinto disse...

Há sonhos que, por muito breves que sejam, nos enchem a alma de alento e nos ajudam a continuar a peça iniciada neste palco que é a vida. Pode ser uma comédia, uma tragédia , ou um pouco de cada, mas quando, perante sorrisos, gargalhadas, lágrimas, elogios e aplausos até de pé, olhamos à nossa volta e não vemos aquela pessoa que esteve connosco desde o inicio, em todos os ensaios , participativo em todos os actos, inevitavelmente a dor surge e o coração aperta de tanta tristeza. Baixamos a cabeça, cruzamos as mãos e deixamos que as lágrimas escorram rosto abaixo, alheios ao ao que se passa na plateia, por mais que peçam " bis " . Mas, de repente, algo nos toca e pensamos que um sorriso, um agradecimento à plateia seria a melhor maneira de homenagear a pessoa que, embora não se veja lá ao nosso lado está com certeza pedindo para que continuemos firmes e fortes no palco enquanto a vida não decidir que o pano descerá para não mais levantar. Querida amiga, foi um sonho breve, mas lindo! Um abraço de grande amizade
Emilia

O Árabe disse...

Belo, Mariazita! E a verdade é que, por mais breves que sejam, os sonhos (ou as suas lembranças) preenchem toda a nossa vida! Lindo poema, boa semana.

Maria Rodrigues disse...

Minha amiga um poema nostalgico mas simplesmente maravilhoso.
Mariazita, recebi um prémio que circula na net e venho partilhá-lo consigo.
Para mim a importância não está no prémio em si, mas sim no que ele representa, a criatividade, imaginação, inspiração, bem como as horas e dedicação que cada um, dedica aos seus blogues deixando neles um pouco de si.
Provavelmente já recebeu de outros amigos esta recomendação, mas fica também aqui o meu reconhecimento pelo mérito do seu blogue.
Beijinhos
Maria

Bergilde disse...

Há sentimentos que são eternos e assim nos acompanham até quando dormimos fazendo-se revivida mesmo que brevemente aquela companhia a quem deveras estamos ligados!No coração de quem ama se declama toda uma vida...Linda inspiração Mariazita,bom dia!

Acordar Sonhando . SOL da Esteva disse...

A eternidade do Amor prevalece. O que vamos sentindo, é pó desse sentimento, como cauda de cometa.


Beijo
SOL

Ana Freire disse...

Um poema muito belo...
Por vezes os sonhos sonhados... rapidamente se diluem na realidade... o que até será um bem... para não nos iludirmos mais com a natureza de determinadas pessoas... e encontrarmos a nossa paz... em outras alternativas...
Adorei o poema! Beijinhos!
Continuação de uma boa semana!
Ana

Graça Sampaio disse...

Poema muito sentido...

Beijinho.

ReltiH disse...

UN TEXTO MAGISTRAL!!!
ABRAZOS

Lyliam disse...

Cuanto sentimiento Mariazita, vi esa muchedumbre de humo y todas las imágenes tan sentidas poeta. Un placer leerte linda, te dejo un abrazo enorme.

Renata Maria disse...

Mariazita:
Tentei comentar no seu blog de selos e não consegui. Que passa?
Beijo e bom dia*

Ariel El vikingo dark disse...

Olá Mariazita, boa noite,
sempre é um prazer ler a sua poesia
adorei!

Desejo-lhe uma noite bonita e uma maravilhosa sexta-feira
um beijo e um abraço gigante

Jaime Portela disse...

Por vezes, concretizamos sonhos que não duram para sempre... é a vida...
Excelente poema, gostei imenso.
Bom fim de semana, querida amiga Mariazita.
Beijo.

Labirinto de Emoções disse...

Querida Nina
Desde quando o amor, é Paz, tranquilidade e sossego?
Por vezes nem mesmo a dormir o conseguimos..:-)))
Mas tu és POESIA sempre e este teu poema é a demonstração simples disso mesmo.
Tu amas e distribuies amor diaráriamente..:-))) que Deus te abençoe por seres o Ser lindo que és.
Eu sou uma priveligiada por ter-te todos os dias comigo.
Beijinho grande mnha querida.
Adoro-te
Tua
Tareca

Vera Lúcia disse...


Olá Mariazita,

Penso que o amor, que é o que completa a vida de cada um de nós, nunca será sinônimo de paz permanente, já que tanto mexe com as nossas emoções. Temos, sim, com ele, incontáveis momentos de felicidade, mas, também, momentos conflituosos e até de desalento, embora estes sejam sempre ultrapassados pela força do sentimento. Quando, porém, uma da parte se vai, leva junto qualquer possibilidade de plenitude. Somente mesmo em sonhos, seja dormindo ou acordado, se pode navegar em momentos de felicidade ao lado daquele inesquecível amor. Contudo, o despertar deste sonho leva de volta ao palco da vida, que exige nossa atuação da melhor forma, pois temos um script a seguir.

Belo momento poético.

Adorei as fotos.

Ótimo domingo!

Beijo.

MARILENE disse...

Mariazita, há sonhos breves, realmente, que nos deixam a lamentar o equívoco dos sentimentos. Nem todos chegam para ficar e o tempo em que moramos no olhar de alguns é passageiro.
São sensíveis e belos seus versos, assim como as fotos, tão significativas! Bjs.

Malu Silva disse...

Mariazita, mais que querisa, sempre!!
Olha, muitos podem dizer que o amor não dê a PAZ desejada, mas eu acredito, que o verdadeiro AMOR, aquele que raras pessoas vivem, o AMOR que já vem encomendado dos céus, esse sim dá PAZ, ainda que breve.
Um beijinho, minha linnnda!

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Assim se preenche, de certa forma, o vazio que fica de uma ausência, na possibilidade de um sonho breve mas alentador! Com certeza, há perenidade num verdadeiro amor: sente-se na bela poesia!
Beijo, Mariazita, feliz semana!

O Árabe disse...

Boa semana, Mariazita. Aguardo o próximo post!

Malu Silva disse...

Fiquei muito feliz que tenha ido me visitar em meu outro canto, pois tenhop apreciado muito a plataforma sapo...
Linda semana, amiga querida!

Marina Fligueira disse...

Hola Mariazita, nos dejas un bello poema que nos habla de ese sentimiento amoroso que pierde el compás cuando no es correspondido. Todo ser humano necesita amar y ser amado.

Ha sido un placer, te dejo mi gratitud y estima.
Un abrazo y feliz semana.

Ceciely disse...

Precioso poema Mariazita, a veces pasa la vida como si nada...pero cuando llega lo esencial en nuestras vida: el Amor, vuelve la vida.
Te invito a leer una entrada dolorosa, en mi blog, a causa del terremoto que ha sufrido mi país Ecuador. Más de 600 muertos, miles de heridos...La tragedia que están viviendo rasga el alma.
Un abrazo.

Daniel Costa disse...

Querida Mariazita
Na forma de construção, gostei bem do poema. Nessa outra forma, no contexto a evocação da paz que, deixas transparecer ter estado tão presente, que acabou por deixar um mundo magoado. Esta é a minha interpretação do poema, já que a poesia é a forma de literatura que mais carece de ser interpretada.
Beijos

Kasioles disse...

El amor, aunque no es necesario para vivir, sí es una buena razón para vivirla con intensidad.
Sin amor no somos nada.
Mi intención era la de visitarte para agradecer las palabras de condolencia que has dejado en mi espacio.
Vuestros comentarios han sido un gran apoyo para mí.
Saluda de mi parte a Miguel, le deseo un pronto restablecimiento.
Abrazos y buena semana.
kasioles

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Um belo poema.
Gostei.
Um abraço e boa Quarta-Feira.

Berço do Mundo disse...

Há amores assim, que persistem no espaço e no tempo, no consciente e subconsciente, que nos enchem, nos animam, nos completam.
Foi muito abençoada por ter conhecido, vivido, sentido tão nobre sentimento. Isso mesmo gritam os seus versos, apesar da saudade que fica.
Beijinho, minha querida
Ruthia d'O Berço do Mundo

Helena Medeiros Helena disse...

Mariazita, vim agradecer suas elogiosas palavras lá no blog da Leninha, tanto para mim quanto para ela. Você é uma pessoa muito agradável, de fácil verbalização, e ao chegar aqui pude descobrir o motivo dessa facilidade de palavras, pois você é uma poetisa de primeira, com livros publicados. Não sei bem interpretar poemas, mas este seu é tocante, belo e deixa certa tristeza. É muito difícil perder alguém, principalmente quando esta pessoa tanto representou na nossa vida.
Desejo que o resto da semana seja de paz e deixo uma beijoca no seu coração,
Aninha

Fátima Oliveira disse...

Oi Mariazita, tens a sensibilidade dos bons poetas, esse poema traduz isso, adorei.
Beijos.

Ana Martins disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
avesemasas disse...

Mariazita, boa noite.
De volta aos blogues e a visitar os amigos.
O tempo sempre passa com brevidade e deixa-nos esta sensação de sonho interrompido, de vida desconectada, de tanto por viver.

Beijinho.

Fernando disse...

Olá Mariazita

Fazia tempo quenão visitava a Casa das Mariquinhas e hoje vim aqui para curtir mais uma linda posesia sua. Espero que estejas bem.

Grande abraço

Carmem Grinheiro disse...

Passando para lhe deixar um beijinho de bom fim-de-semana.


=)

Amélia disse...

Olá Mariazita.
Este seu poema é magnífico,apenas um pouco triste,é difícil perder alguém que se ama.
Gostei muito de ler.
Beijinhos, bom fim de semana

Crocheteando...momentos! disse...

No palco da vida...tanto erguemos os braços como os baixamos...permitindo que a alma da poetisa nos brinde com belos momentos! Bj amigo

Fá menor disse...

Olá, Mariazita!
Gostei muito de descobrir a sua poesia.

(Também gostei de a conhecer através do vídeo da tv).

Beijinhos

Jaime Portela disse...

Gostei de reler o teu excelente poema.
Bom fim de semana, querida amiga Mariazita.
Beijo.

Maria Rodrigues disse...

Minha amiga passei para desejar um excelente fim de semana.
Beijinhos
Maria

Emília Pinto disse...

Querida amiga, tinha que vir dizer-te que não consegui ver o programa. Penso que nunca te disse, mas agora o voluntariado que faco é junto de uma senhora de 86 anos que é viuva, não tem filhos e a família que tem, sobrinhos, vivem na Bairrada. Visito-a às terças e quintas de tarde e, por isso quando de lá voltei já era tarde; há dias em que volto mais cedo, outras mais tarde e desta vez ela estava muito carente, queria conversar e o tempo foi passando.
Há bastantes dias que ela não sai de casa, pois o tempo não tem ajudado; é preciso que o calorzinho chegue para que a possa trazer à rua. Tive pena, Mariazita, mas não foi por descaso; seria uma maneira de a conhecer melhor, mas, com certeza teremos outra oportunidade. Espero que esteja tudo bem e que este fim de semana prolongado nos traga um tempinho mais quente e com sol. Beijinhos
Emilia

Hilda's Bordados disse...

⊱✿.*☆*.¸✽ ¸.*♡*.✿⊰✽⊱✿.*☆*.¸✽¸.*♡*.✿⊰
Bom dia querida Mariazitaa!!
Vim bordar um recadinho desejando a você e sua família um bom início de semana e para comunicar que tem novidade lá no blog para o dia das mães, da uma passadinha lá e deixe seu comentário, ficarei muito feliz com sua visitinha!!!
Beijos no ♥
http://hildasbordados.blogspot.com.br/
⊱✿.*☆*.¸✽ ¸.*♡*.✿⊰✽⊱✿.*☆*.¸✽¸.*♡*.✿⊰

O Árabe disse...

Boa semana, Mariazita. Aguardo o próximo post.

Laura Santos disse...

Quando se ama profundamente o sonho é sempre breve
porque o tempo é sempre pouco para quem tanto tem ainda
para partilhar.
Gostei muito do poema, Mariazita. A tua poesia está impregnada
por um sentimento que não morre, de tão profundamente sustentado.
xx

Regina Magnabosco disse...

Querida Mariazita,
Que bom voltar ao seu blog. Suas poesias nos levam ao lugar onde moram os sentimentos que você joga nelas. Parabéns por essa capacidade.
Um grande abraço de sua amiga que demora, mas sempre volta.

Regina Magnabosco disse...

Obrigada pela mensagem no blog, Mariazita!
Eu nunca me esquecerei do caminho para sua Casa... é que eu tenho muitos momentos de hibernação.
Desejo melhoras à sua saúde e aguardo o e-mail com informações sobre seu livro, mas não seu preocupe com o tempo.
Um enorme abraço!
Regina

Odete Ferreira disse...

O amor é sempre de desassossego. Saibamos domesticar este desassossego, conforme os momentos.
Um poema muito sentido, amiga, do qual gostei imenso.~
BJO :)

Sandra Sofia disse...

Muito belo e maravilhoso este teu poema,gostei imenso!!