domingo, 27 de dezembro de 2009

ANITA

ANITA – EPISÓDIO XLI

(Ficção baseada em factos reais)

- Penso que os vossos segredinhos podem aguardar mais um pouco… O que não pode aguardar é o meu estômago vazio… Mãezinha, eu vim para cá ajudar-te a mudar de quarto, e ainda não comi nada. Importas-te que o Humberto me acompanhe ao bar para beber um café?

FIM DO EPISÓDIO XL

EPISÓDIO XLI

- Mas é claro que não me importo, filhinha. Só te peço que não mo roubes por muito tempo…Mas também não quero que apenas bebas um café. Vê se comes qualquer coisa, precisas alimentar-te.
- Quando deixarás de te preocupar comigo, e começas a pensar mais em ti?
- Parece-me que nunca, minha querida… Quando fores mãe entenderás.
- Já estava a tardar a piadinha do ser mãe, casar, tratar do marido…etc., etc., etc.… essas patacoadas todas que me andas sempre a impingir…Até já, Mãezinha.
E forçando um sorriso, Eduarda agarrou o braço de Humberto e arrastou-o para fora do quarto.
Longe da vista da Mãe abraçou-o,

deixando correr pelo rosto as lágrimas que estivera contendo enquanto mantinha aquela conversa, num tom aparentemente despreocupado, esforçando-se por esconder o seu tumulto interior.
Dirigiram-se ao bar, onde beberam apenas um café. Eduarda servira-se desse pretexto apenas para estar a sós com Humberto, pois queria perguntar-lhe pelo irmão, Tiago.

Humberto informou-a que abandonara o trabalho quase sem explicações. Apenas referira que precisava ausentar-se com a maior urgência, e não sabia quando regressaria. Mas lembrara-se de recomendar ao seu assistente que tentasse localizar Tiago, acrescentando que à hora do almoço lhe telefonaria, esperando que ele já tivesse conseguido o contacto do irmão.

- Ainda bem – respondeu Eduarda. Nem quero pensar que não o conseguíamos encontrar…
E um soluço morreu-lhe na garganta.
- Isso não vai acontecer, tem calma.
E se voltássemos para junto de tua Mãe?

De regresso ao quarto de Anita encontraram-na de olhos fechados, repousando. Mas logo que os pressentiu, abriu os olhos e dispôs-se a ouvir a conversa de Humberto.
Eduarda achou preferível retirar-se, deixando-os mais à vontade.
- Mãezinha, aproveito que estás acompanhada pelo Humberto, e vou passar no colégio, a avisar que estás doente.
- Mas, querida, talvez não fosse preciso estares com esse trabalho. Telefonaste para lá ontem, não foi? Devias antes aproveitar para descansar um pouco. Estás com um ar exausto…
O Humberto não sai daqui, que eu não deixo – acrescentou com um leve sorriso.
- Está bem, Mãezinha, farei o que sugeres.
Dando-lhe um beijo na testa, afastou-se, dizendo:
- E a menina faz favor de não se cansar, ouviu?
Volto mais tarde.

Anita, que, no fundo, receava não ter tempo para ouvir tudo, pois sentia a vida a querer abandoná-la, pediu a Humberto que começasse a falar, ao que ele respondeu:

- Então ouve:

- Quando eu era pequeno, recordo-me que havia muitas discussões entre o meu pai e a minha mãe. Todos os dias eles discutiam.
Os meus dois irmãos mais velhos estavam a estudar na Inglaterra, de modo que eu era o único filho que, naquela altura, vivia lá em casa. Por isso assustava-me sempre que os meus Pais discutiam.
À medida que fui crescendo comecei a aperceber-me de que o meu pai raramente jantava em casa.
Um dia em que estava no meu quarto e eles não sabiam, ouvi nitidamente a minha mãe dizer:

- Para ela não há falta de dinheiro. Só para o teu filho é que precisas economizar.
E a discussão continuou:
- Não me venhas com essa conversa de meu filho. Sabes melhor do que eu que ele não é meu filho.
- Deus é minha testemunha de que nunca te fui infiel. E se não fores castigado neste mundo, serás no outro. Tens muitos pecados a pagar. Não te chegava ter uma amante; ainda tens que renegar o teu próprio filho!
- Deixa-te de conversas! Ao menos ela não está constantemente a recriminar-me. E fica a saber, duma vez por todas, que, para esse bastardo não vais ver nem um tostão. Dar-lhe de comer já é demais!

Depois ouvi-o sair, batendo com a porta, e a minha mãe a desfazer-se em soluços.

FIM DO EPISÓDIO XLI

27 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá, amiga,
Pelo que li, Anita, mesmo doente, continua lúcida e brincalhona, o que é muito bom.
Capítulo de segredos, suspense, revelações, que ficaram prometidas.
Mariazita continua lúcida e brincalhona, não?
Beijos mil, lindona,

Desnuda disse...

Meninaaaaaaaaaaaaaa do céu!!! Ainda tem muito teretetê para nos prender nesta história! Huauuuuuu!Vêm, com certeza, muitas revelações pela frente. E Anita é um amor mesmo, viu? E vai ficar boazinha!!! Faço fé!


Ow tá chovendo aqui e eu com uma preguiçaaaaaaaa! Hahahahahah. Hoje é niver da minha mãe e já já vou me aprontar para almoçar com ela e deixar a preguiça de lado rsrs. Devo retornar ao RJ depois da virada do ano. Beijão! Te amo!

poetaeusou . . . disse...

*
uma Anita
que é Bonita,
como a Mariazita
que no seu texto,
faz-me acreditar
que a sensibilidade
anda no ar,
,
conchinhas, deixo,
,
*

com senso disse...

Amiga Mariazita

Sinto que estamos perante um verdadeiro guião para uma excelente série de TV.
Uma bela história, repleta de mistérios, num enredo que segue o seu rumo sem se enredar, que segue o rumo da vida, umas vezes simples, outras dificil e complicada, onde nada é a preto e branco e todos têm o lado humano!
Um beijinho com amizade!

Vitor Chuva disse...

Olá Mariazita!

Cada novo capítulo torna a teia desta história mais elaborada, o guião mais complexo, e não isento de algum esforço para não nos perdermos neste labirinto em que a Mariazita transformou a vida da Anita.
Eu tenho que confessar que já não farei mais conjecturas quanto aos desenvolvimentos que nos possam reservam os próximos capítulos- vou esperar pacientemente pelos próximos episódios-desejando o melhor para a Anita.

Beijinhos.
Vitor

Alvaro Oliveira disse...

Amiga MARIAZITA

GOSTEI DESTE EPISÓDIO DE "ANITA", QUE CONSEGUI LER COM ALGUMA DIFICULDADE, POIS ESTOU COM A VISTA MAIS REPOUSADA, DEVIDO À NÃO
UTILIZAÇÃO DO PC NESTES ÚLTIMOS
DOIS DIAS.
POR FAVOR, NÃO ESQUEÇA DE PASSAR NO MEU BLOG PARA LEVAR O SELO DAS
4000 VISITAS QUE TENHO PARA MEUS AMIGOS.

BEIJINHOS

ALVARO

Paula Raposo disse...

As voltas da vida!
Beijos.

Fernanda disse...

Amiga Mariazita,

O que aí vai...
Grande enredo, cada vez mais intrincado.

Fico à espera que o novelo se desenrole.

Beijinhos

Zé do Cão disse...

Boa amiga

Haverá muito poucas mulheres que estivessem na disposição de sofrer como a Anita.
Já tinham desistido, mas na historia só se fala das vencedoras.

Um beijoca

Vicktor disse...

Querida Mariazita

Continuo a ler muito interessado esta bonita estória que connosco partilhas.

A cada novo episódio mais a trama se complica e nela nos envolve...

Magnífico!!!

Desejo-te um Ano Novo cheinho de venturas.

Mil beijos.

Francisco Sobreira disse...

Querida Maria,
Tirando mais um coelho da cartola (risos), ou, seja, a confissão de Humberto daquele episódio da infância, você vai postergando o destino de Anita, continuando a deixar o leitor na expectativa do destino de Anita. Menina malvada! Um beijo.

Meg disse...

Mariazita,

Antes de mais, desejo que tenhas tido um Natal muito feliz.

Finalmente consegui algum tempo para te vir visitar, a ti e a todos os amigos já que nos últimos dias não me tem sido possível sequer responder aos comentários.
É NATAL!!! FOI NATAL!!!

Gostei de ler mais este capítulo desta história que daria um bom argumento para uma série.
Suspense é o que não falta e nos agarra ao desenrolar da trama.
O que vem a seguir?

Muitos beijos para ti.

Ana Martins disse...

Que coisa horrível renegar um filho!!!!

Mas aguardo pela continuação.

Beijinhos,
Ana Martins

Canduxa disse...

Manita Querida,

Não queria ir para a Madeira sem aqui vir desejar-te um Ano 2010 repleto de amor, paz e saúde.
Quando chegar venho ler mais este episódio e comentar.

Um grande beijinho com muita luz

Pena disse...

Linda Amiga:
Um Conto feito pela sua magia doce que inebria de ternura e encanto.
Nem sempre as coisas sucedem como queremos ou desejamos. Surgem os contratempos que entristecem.
Parabéns sinceros adorei a sua escrita sensível e talentosa.
Numa só palavra: ENCANTA.
Excelente 2010 para si e para a sua família.
Maravilhado por tanta pureza e beleza imensas no que escreve com ternura sensível.
Beijinhos amigos.
Sempre a respeitá-la e a admirá-la

pena

MUITO OBRIGADO pela sua amizade.
Linda...
Bem-Haja, perfeita amiga!

Tite disse...

Oh Mariazita, por favor!!!!

Estes episódios cada vez estão mais caninitos e eu aqui a roer as unhas cheia de bortoeja para saber mais... e mais.... e mais!

Importa-se de alargar os próximos episódios kkkkk?

Jokas grandes e Feliz Ano de 2010

Vitor Chuva disse...

Olá Maraizita!

Obrigado pela visita, pelo comentário simpático, e pelos votos de Bom Ano Novo.
Quanto à sugestão dada- já nela tinha pensado,acredite, mas nada feito;obrigado!Com o "empurrão" dado remediei a situação mas terei que a melhorar - está atamancada, por agora!
E, se por aqui não passar antes do final do ano,desde já deixo os meus votos de Feliz Ano Novo - que entre com o pé direito!

Beijinhos.
Vitor

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá, Mariazita*
Hoje eu lhe deixo estas marcas, porque estes anos, você tem sido muito marcante para mim. Que possamos continuar, linda amiga.
Obrigada.

MARCAS QUE DEIXAMOS NOS OUTROS
Mário Lago

Nós estamos condicionados a pensar
que nossas vidas giram em torno apenas de grandes momentos.
Todavia, os grandes momentos
freqüentemente nos pegam desprevenidos,
e ficam maravilhosamente guardados
em recantos que os outros podem considerar sem importância.
E da mesma forma ocorrem outros momentos.
As pessoas podem não lembrar-se exatamente do que você fez ou até
mesmo de todas as palavras que você disse, mas sempre se lembrarão
de como você as fez sentir.

Beijos, querida*
Renata

Luis disse...

Querida Amiga,
Os meus sinceros desejos de Boas-Festas na companhia dos seus entes queridos.
Falando da Anita e da sua estória, ela cada vez está mais envolvente. Agora é um pai que renega o filho - e, infelizmente, quantos o não fazem? Com paciência aguardo mais um capítulo esperando que a Anita recupere bem do seu grave problema.
Um beijinho amigo.

Fernanda disse...

Querida amiga Marizita,

Os meus melhores votos de um Ano Novo Fabuloso, para alguém muito especial.

Que o ano que se finda seja visto como um aprendizado, porque na senda da vida, cada um de nós é um eterno aprendiz, aprendendo com as vicissitudes diárias que servem para descobrirmos os motivos de nossa actual existência.

Beijinhos e um abraço apertado.

EDUARDO POISL disse...

Para você,
Desejo o sonho realizado.
O amor esperado.
A esperança renovada.
Para você,
Desejo todas as cores desta vida.
Todas as alegrias que puder sorrir.
Todas as músicas que puder emocionar.

Para você neste novo ano,
Desejo que os amigos sejam mais cúmplices,
Que sua família esteja mais unida,
Que sua vida seja mais bem vivida.
Gostaria de lhe desejar tantas coisas...
Mas nada seria suficiente...

Então, desejo apenas que você tenha muitos desejos.
Desejos grandes...
e que eles possam te mover a cada minuto,
ao rumo da sua FELICIDADE!!!

Abraços com todo meu carinho
FELIZ 2010

Táxi Pluvioso disse...

Ainda bem que as pessoas têm fé na paternidade, pois se entrasse a genética, muitas surpresas surgiriam.

UM BOM ANO

Daniel Costa disse...

Mariazita

O leitor continua em suspense, o texto vai bem escrito, diga-se, no sentido de manter-nos "agarrados" à novela. Há que a acompanhar com a expetactiva do primeiro dia.
BOM ANO DE 2010!...
Beijos
Daniel

Su disse...

Ta parecendo novela, todo mundo esperando o próximo capítulo, cada vez melhor...

feliz 2010!

bjos!

Maria João disse...

Minha querida amiga

A vida é uma surpresa, diária, constante. Nunca sabemos tudo, nunca há certezas, nem palavras findas. Bem sei que seria tudo um pouco mais fácil se não houvessem segredos, se não ficassemos suspensos e ás vezes perdidos nas escolhas que outros fizeram por nós. A história de Anita, como tantas vezes já te disse, é um livro de reflexões. Cada página tem tantas leituras... e é tão mais fácil ver o que está fora de nós que o que está dentro...

Obrigado por tudo... a ti e a Anita
Que o Novo Ano te dê o que achares que te faz falta e que te ajude a dar aos outros o dobro de tudo isso.

Um beijinho grande.
Feliz 2010

JADY*ALVES disse...

AMIGUITA LINDA!

Meu amor por você,
é simples assim,
Como a chuva caindo na flor
Lindo, puro, e delicado
Com um toque de frescor.

FELIZ ANO NOVO minha amiga querida.
Que o Ano que está pra nascer,
lhe traga 2010 motivos pra sonhar.
E outros 2010 motivos pra comemorar cada sonho realizado.

Amei estar contigo dividindo carinho e amizade.
Juntas estaremos o ano que vemmmm
Olha ele aí nascendo AMIGA!
Paz, Amor e Esperança estejam presentes em cada dia.

Abraços e carinhos da Jady
Fica com Deus!

Canduxa disse...

Querida Manita,

Anita começa a revelar os segredos.
Entretanto, começo a pensar que está para breve o fim dela. A ver vamos o que ainda tens para nos contar.
Vou agora ler o último episódio.

Beijinho grande