domingo, 20 de dezembro de 2009

ANITA

ANITA – EPISÓDIO XL

(Ficção baseada em factos reais)

Manteve-se ali um largo espaço de tempo, até que, finalmente, sentiu que poderia aparentar a calma necessária ao encontrar-se com Anita.
Esta já fora transferida para um quarto particular, onde Humberto a encontrou na companhia de Eduarda.

Entrando no quarto de Anita teve que sufocar um soluço.

FIM DO EPISÓDIO XXXIX

EPISÓDIO XL

Anita, a sua Anita, pálida, olhos semicerrados para evitar a luz do sol que jorrava pela janela, era apenas uma leve sombra da Anita que ele recordava de há dois anos atrás.


Depois de uma ligeira pausa para se recompor, Humberto abeirou-se da cama, pondo a mão suavemente sobre a mão que Anita tinha estendida ao longo do corpo.

Ao seu contacto, ela abriu os olhos, fitando-o com um meigo sorriso molhado de lágrimas.

- Humberto! – exclamou.

Ele notou como a sua voz, outrora firme e decidida, estava enfraquecida.
Esforçando-se por aparentar calma, Humberto sentou-se junto à cama.
- Não podes imaginar as saudades que eu tinha de ti, e como desejava ver-te. Adivinhaste o meu pensamento… - continuou Anita.
-Como sempre, querida mãezinha, como sempre. E já que entrei de férias há dois dias, foi só fazer as malas e vir – mentiu ele.
- Ah! então vais ficar algum tempo… que bom!
- Sim, apenas tenho que regressar dentro duns 25 dias. Vou passar esse tempo cá. Já deixei a mala em tua casa. A Eduarda preparou-me o quarto de hóspedes, e logo que voltes para casa organizamos uns passeios. Há muitas coisas que quero ver, e vocês vão comigo.
Anita pensou:
- Como isso seria bom! Mas eu sei que não vou voltar a casa. Nunca mais!
Tinha consciência de que o seu estado de saúde era muito grave, e que a sua vida estava por um fio. Mas limitou-se a fazer um gesto de aquiescência.
E, olhando-o atentamente, disse:
- Humberto, mas tu estás a ficar com cabelos brancos! E olha como te ficam bem! És daqueles homens que melhoram com a idade…

De facto, tinha alguns cabelos brancos a enfeitar-lhe as têmporas, o que não impedia que continuasse a ser um belo homem, talvez, até, com um encanto acrescido.
- É para que vejas que a juventude passa…Tu, que tinhas a mania de que estavas a ficar velha, olha para mim. Agora quem está velho sou eu.
- Queres tu dizer que estamos os dois velhinhos…
E, ao pronunciar esta frase, acudiu-lhe ao pensamento uma conversa que tivera com o enteado, há muitos anos atrás, em que ele lhe dissera que, quando fossem velhinhos, lhe contaria uns certos segredos.
- Assim sendo, parece-me que é altura de abrires o teu coração.
Lembras-te que uma vez me disseste que, quando fôssemos velhinhos, eu iria entender muitas coisas, porque tu me contarias os teus segredos? Pois então, chegou a hora…
Apanhado de surpresa, Humberto lembrou-se imediatamente, mas tentou esquivar-se:
- Quando é que eu disse tal coisa? Deves estar a fazer confusão! A tua cabecinha está mesmo a ficar velhota…Não achas que era melhor descansares um pouco?
- Tenho muito tempo para descansar, muito mais do que tu imaginas...
Aqui as noites são muito compridas – acrescentou rapidamente, esperando que ele não percebesse a intenção das suas palavras.
Humberto engoliu em seco. Ignorava que Anita tivesse o pressentimento do seu verdadeiro estado, já que nem os médicos nem a filha lho tinham dito.
E pensou: para quê guardar segredo, agora? Ela tem o direito de saber antes de partir para a grande viagem…

- Então está bem, vou contar-te um segredo, ou dois, que guardei todos estes anos. Mas peço que compreendas os motivos que me levaram a manter silêncio…
- Compreenderei tudo, tenho a certeza. Mas, por favor, conta-me. Agora estou a arder em curiosidade.
- Lembras-te que uma vez te disse que quando a minha mãe era viva, o meu pai já tinha outras mulheres?
- Sim, recordo-me muito bem.
…e que eu sabia de tudo, mas fingia que não, para não afligir a minha mãe…
- Sim, sim, lembro-me.
- Nessa altura menti-te, ou antes, alterei um pouco a verdade. Mas agora vou te relatar o que realmente aconteceu.
_ Podes contar, seja o que for…
Eduarda interrompeu:
- Penso que os vossos segredinhos podem aguardar mais um pouco… O que não pode aguardar é o meu estômago vazio… Mãezinha, eu vim para cá ajudar-te a mudar de quarto, e ainda não comi nada. Importas-te que o Humberto me acompanhe ao bar para beber um café?

FIM DO EPISÓDIO XL

22 comentários:

Paula Raposo disse...

Esta interrupção não foi mesmo nada oportuna!!!
Beijos.

São disse...

Minha querida, venho para te desejar que vivas junto aos teus um Natal de amor e muitas prendas e que 2010 seja bem melhor do que 2009.

Um abraço fraterno.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Tenho vontade de dar um beliscão em você, Mariazita!
Isso é momento de parar a história!
Primeiro, quase morro quando vejo a imagem.
Em seguida, quase morro com o Bom Humor.
Enfim, morro de vontade de morder você de beijoss

AFRICA EM POESIA disse...

Feliz Natal
Tudo de bom para ti...



CINCO LETRAS



Cinco letras apenas
Todas juntas
Formam o Natal...
Natal meu...
Natal teu...
Natal de todos nós...
E neste Natal...

Queremos diferente...
De mãos postas...
Ao Menino Jesus...
Peço que dê...
Mais Paz...
Mais Amor...
Mais Carinho...

E que muitos mais meninos
Tenham um lar...
E nós...
Meninos crescidos...
Continuamos a fazer...
Para que todas as crianças...
Tenham casa, cama e pão.

LILI LARANJO

Francisco Sobreira disse...

Querida Maria,
Impressiona como você sabe conduzir esse folhetim (sei que você não gosta do termo, mas assim o considero) de maneira a deixar o leitor, a cada episódio, ansioso, na expectativa do próximo. É um achado a interrupção de Eduarda, alegando fome, e, assim, transferindo para adiante o que Humberto teria a dizer. Um beijo.

Alvaro Oliveira disse...

OLÁ MARIAZITA

PASSO HOJE EM SEU CANTINHO, PARA LHE DEIXAR MEUS VOTOS DE UM NATAL FELIZ, COM LUZ, PAZ, AMOR E SAÚDE,
NA COMPANHIA DE QUANTOS LHE SÃO QUERIDOS. QUE O NOVO ANO LHE TRAGA TUDO DE BOM.

BEIJOS

ALVARO

Daniel Costa disse...

Mariazita

A história vai interessando, o "suspense" e o seguimento ainda vai continuar no ar. Sabes ser contista de prender o leitor à narrativa!
Bem, espero o novo episódio!
Beijos
Daniel

Tite disse...

Agora quem ficou a arder de curiosidade fui eu.

Oh p'ra mim aqui cheia de bortoeja!

Bom Natal
e
beijos com sabor a canela

Luis disse...

Querida Mizita,
É mesmo "marota" então isto faz-se? Parar a narrativa neste ponto crucial?
Ficamos todos a roer as unhas...
Desejos de um Feliz Natal e que o próximo Ano seja bem melhor do que este que está a passar.

Vitor Chuva disse...

Olá Mariazita!

Esta história da Anita é como que um novelo cujo ponta da linha nós vamos puxando, ao mesmo tempo que nos apecebemos de que quanto mais puxamos mais parece termos para puxar.

Quando tudo parecia encaminhar-se para um desfecho - ainda que imprevisível - com o puzzle a ganhar forma, os espaços a serem preenchidos, eis que a Anita nos convida a recuar ao passado, fazendo companhia ao Humberto, para nos fazer nova revelação - e certamente nos surpreender a todos.

E só nos resta aguardar o que a autora nos possa reservar para o próximo episódio, já que,"mazinha",sempre nos deixa em suspense durante uns dias...

E vou aproveitar para lhe desejar um Feliz Natal, com paz, amor, saúde e, já agora, também uma prenda no sapatinho.

Beijinhos.
Vitor

Fernanda disse...

Querida amiga,

Realmente a imagem é como um prelúdio de morte, que susto.

Não quero um final infeliz, por favor.
Ainda nos mata do coração...

Beijinhos e um Feliz Natal, se não falarmos antes.

Su disse...

Adorei a história!
Um feliz natal pra vc!

Bjosss!

Zé do Cão disse...

Agora que já falta poucos dias para rebentar o Natal.

BOM NATAL. muitos filhós, rabanadas, arroz doce, baba de camelo, etc, etc e bolo Rei quentinho, em companhia dos muito chegadinhos.

jocas

Canduxa disse...

Manita Querida,

Eu estou mesmo a adivinhar... sinto que os segredos vêm aí para depois acabar tudo. Mas deixa passar o Natal e dá-nos um pouco de esperança, pelo menos para que Anita possa viver uns dias felizes com Humberto.
Não estou a pedir muito, pois não?

Meu beijinho terno e cheio de carinho

Maria João disse...

Querida amiga

Já nei sei o que dizer... é certo que fico sempre curiosa por saber o que vai acontecer a seguir. É certo também que a vida de Anita é, como tantas histórias de vida, uma encruzilhada de situações em que nunca nada é fácil, ou parece sê-lo.
O mérico do suspense é teu claro! A vida de Anita... só espero que ela consiga ser feliz!

Um feliz natal com muito carinho, paz e saúde na tua vida e na daqueles que amas.
Beijinhos, sempre muitos!

SAM disse...

Aiiiiiiiiiiiiiiiiii que suspense! HAhahahahahahaahah. Você é demais, Mariazita!HAhahahahahahahahahahahahahahahaha

Mas eu te amo e reintero aqui os meus desejos para você e familiares!


_________________°PAz°
________________°União°
_______________°Alegrias°
______________°Esperanças°
_____________°Amor°Sucesso°
____________°Realizações°Luz°
___________°Respeito°harmonia°
__________°Saúde°solidariedade°
_________°Felicidade°-°Humildade°
________°Confraternização-°Pureza°
_______°Amizade°Sabedoria°Perdão°
______°Igualdade°Liberdade°Boasorte°
_____°Sinceridade-°Estima-°Fraternidade°
____°Equilíbrio-°Dignidade-°-Benevolênciaº
______CAMPANHA MEU AMIGO ESPECIAL
__________________Que
__________________Deus
_________________Continue
_______________Te abençoando!!
Bjos em teu coração iluminado!!!

Desnuda disse...

E de novoooooooooooooooooooo hahahahahahahaahahhaahahahaah


_________________°PAz°
________________°União°
_______________°Alegrias°
______________°Esperanças°
_____________°Amor°Sucesso°
____________°Realizações°Luz°
___________°Respeito°harmonia°
__________°Saúde°solidariedade°
_________°Felicidade°-°Humildade°
________°Confraternização-°Pureza°
_______°Amizade°Sabedoria°Perdão°
______°Igualdade°Liberdade°Boasorte°
_____°Sinceridade-°Estima-°Fraternidade°
____°Equilíbrio-°Dignidade-°-Benevolênciaº
______CAMPANHA MEU AMIGO ESPECIAL
__________________Que
__________________Deus
_________________Continue
_______________Te abençoando!!
Bjos em teu coração iluminado!!!

Vicktor disse...

Querida Mariazita

Escreves com muita suavidade uma estória dramática... e isso é muito comovente.

Mas sabe-me bem ser lavado pela tua mão a conhecer um pouquinho mais da estória cada vez que te leio.

Beijinhos.

APC disse...

O Humberto foi?
Maria, já leste o meu livro? Se sim, diz-me o que pensaste dele.
Boas festas.
Beijinhos

In Cucina disse...

Querida amiga Mariazita, desejo um feliz e santo natal, um ano novo cheio de paz, amor, saúde e muitas postagens lindas e interessantes.

Obrigada por suas visitas e carinhosos comentários! Quem sabe qualquer dia possamos nos conhecer pessoalmente. Será uma grande alegria!

Um grande e carinhoso beijo brasileiro, teresa

Táxi Pluvioso disse...

... e agora rebenta a bomba.

Ana Martins disse...

Querida amiga,
estou torcendo por Anita porque a esperança é a última a morrer!

Beijinhos,
Ana Martins