domingo, 22 de novembro de 2009

ANITA

ANITA – EPISÓDIO XXXVI

(Ficção baseada em factos reais)

- Não, não pode ser! E porque não??? Mas…é ele, sim. Mais velho, é claro, como eu…mas é ele, com toda a certeza.

FIM DO EPISÓDIO XXXV

EPISÓDIO XXXVI

É Arnaldo, sem dúvida!

Talvez movido pela força do olhar de Anita, o homem baixou o jornal

e olhou para ela. Imediatamente se estampou no seu rosto um ar de enorme espanto.
Passada a estupefacção inicial, levantou-se e dirigiu-se para a mesa dela.

Anita sentiu o coração bater apressado quando viu o homem encaminhar-se na sua direcção.
O homem parou, e falou:
- Desculpe, mas a senhora não se chama Anita?
Ela sentiu um sobressalto ao verificar que a voz era a mesma de há tantos anos atrás.
- Sim, sou Anita. Quer dizer…o meu nome é Ana, mas toda a gente me tratou sempre por Anita. Chego a esquecer-me de que me chamo Ana… - respondeu, com um leve sorriso.
- Não te lembras de mim, Anita? O Arnaldo…
- De facto, a tua cara fazia-me lembrar alguém… É isso, o Arnaldo! Quem diria que nos encontraríamos, ao fim de tantos anos!...
- Coisas do destino… Tu foste embora e nunca mais disseste nada… E lembras-te, com certeza, que me “proibiste” de te escrever enquanto não recebesse notícias tuas – o que estou aguardando até hoje.
- O quê??? – espantou-se Anita. Eu escrevi-te por duas vezes, completamente desesperada com a situação que os meus Pais me tinham criado, e nunca obtive qualquer resposta…
- Desculpa, Anita, tu sabes que nunca te menti. Inúmeras vezes tiveste oportunidade de confirmar que eu te era inteiramente fiel. Que nunca te menti.
- Isso é verdade… Quando quiseram arranjar aquela intriga entre nós, pude ter a certeza de que eras uma pessoa honesta e correcta, digna da maior confiança.
- Ainda bem que pensas assim. Não duvidas, portanto, se eu te disser que nunca recebi nenhuma carta tua.
Mas… talvez possas, agora, explicar-me o que aconteceu. Pela minha parte prefiro nem recordar o sofrimento por que passei naquela época. Foi demasiado doloroso. Consegui sobreviver a muito custo.
Acabei por encontrar, anos depois, uma mulher com quem tentei refazer a minha vida. Acabamos por constituir família, embora ela soubesse, porque nunca lho escondi, que havia um antigo amor que eu não conseguia esquecer, embora sem nutrir qualquer esperança.
Temos vivido em paz, um amor calmo, sem sobressaltos nem surpresas. Posso dizer que temos sido felizes, tanto quanto as circunstâncias o permitem…

Anita não sabia o que pensar. Tinha a certeza de que Arnaldo estava a falar verdade…
Começou a contar-lhe o que se passara com ela própria, e, de repente, foi como se um raio atravessasse o seu espírito, e a fizesse compreender tudo.
Poucos dias antes de morrer, a sua Mãe escrevera-lhe uma carta que Anita achara muito estranha, e cujo significado jamais conseguira descobrir.
A determinada altura, a Mãe escrevera:

- “Quero pedir-te perdão por uma atitude que tomei antes do teu casamento. Fi-lo pensando apenas na tua felicidade. Mas agora, que sinto a morte a aproximar-se, receio que, ao prestar contas a Deus, Ele considere o meu acto como um pecado.
Por isso, minha querida filha, peço que me digas que me perdoas, ainda que não saibas do que se trata.
Sinto que não devo dizer-te o meu segredo, porque a minha revelação poderia causar-te ainda maior sofrimento. São coisas do passado que não se podem alterar.
Peço-te, pois, que me perdoes, para que eu possa morrer em paz”.

De facto Eulália faleceu poucos dias depois, repentinamente.
Anita não voltou a vê-la viva, tendo ido apenas assistir ao seu funeral.

Agora compreendia que, de algum modo, a sua Mãe impedira que as cartas que escrevera a Arnaldo seguissem o seu caminho. Assim se justificava que ele não as tivesse recebido.
Não podia, agora, saber como Eulália interceptara as cartas; calculava que tivesse tido a conivência de outras pessoas… Mas duma coisa estava convicta: o “pecado” que a Mãe lhe confessara só podia ser isso.

FIM DO EPISÓDIO XXXVI

36 comentários:

  1. Um Anjo para Você


    Para iluminar seu caminho,
    para colocar ordem na sua vida,
    para você ter sempre a certeza,
    de que ele está ao seu lado,
    em todos os momentos.

    Em qualquer situação,
    na sua tristeza e na sua alegria.

    E mesmo que você se esqueça dele as vezes,
    ele estará sempre do seu lado,
    lhe ajudando, lhe dando conselhos,
    lhe conduzindo na sua estrada,
    as vezes triste, as vezes alegre.

    Ele sempre vai dar o melhor de si,
    para lhe ajudar, e em troca disso,
    ele só quer que você saiba dele,
    que acredite nele.

    Não precisa saber o nome do seu anjo,
    basta lembrar dele como uma luz,
    a iluminar o seu caminho.

    E você pode ter certeza de que ele é assim,
    uma imensa luz, que não se apaga nunca,
    que não fica fraca,
    que jamais perde sua força e seu brilho.

    Um lindo anjo para você...
    Que você possa contar com ele,
    Sempre....sempre...

    (Vilma Galvão).

    beijooo.

    ResponderEliminar
  2. Olá, Mariazita!
    Engenhosa amiga!
    Anita reencontra um antigo amor interrompido
    Como ninguém pode viver sozinho este amor encontrou uma mulher a quem confiou que permanecia fiel a
    "um antigo amor que eu não conseguia esquecer, embora sem nutrir qualquer esperança"
    A que cabe a interrupção? A quem nos quer bem e nos afeiçoa conforme foi afeiçoado
    "Pecado"? A meu ver não
    Hoje já se pensa distintamente
    Há jovens que se permitem persistem aprendem com os não tão jovens/ensinam
    Há não tão jovens que se permitem/permitem/se dão/dão oportunidades aos jovens/aprendem
    Estes "não tão jovens" para mim foram e são os Verdadeiros Mestres
    Os que me deram oportunidades de aprender com eles e desfrutaram dos frutos dessas oportunidades
    O seu texto rende, amiga, e nos leva longe/perto
    Oxalá Anita encontre/reencontre o Amor
    Questões que persistem
    Sua concepção de tempo
    Cíclico/Retilíneo/por Revoluções (nos campos Pessoal/Plural- Histórico/Ético/Científico...?)
    Muito obrigada por tudo
    Beijos Paz Luz Amor Sempre
    Renata

    ResponderEliminar
  3. Querida Mariazita

    Este teu conto é algo tão humano, com tanta "verdade" (entre aspas para salvaguardar a ficção)que sempre fico sensibilizado ao lê-lo.

    Uma leitura tranquila mas com muita emoção...

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  4. Querida Maria,
    Agora me lembrei do nome do primeiro amor de Anita. Também faz tempo que você começou esse relato... Bom, Arnaldo está casado e parece que se deu bem no casamento. Mas isso não impede que o antigo amor entre os dois não ressurja, não é mesmo? Fiquemos na expectativa dos episódios seguintes para saber o que irá acontecer entre os dois. Um beijo e uma excelente semana.

    ResponderEliminar
  5. E eu que já me tinha esquecido do Arnaldo!!
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  6. Olá Mariazita!

    Este episódio traz à mente aquela situação clássica - que hoje já se não verificara´, penso eu - em que os pais entendiam ser seu direito, e também dever, decidir sobre o futuro e vida dos filhos.Faziam-no certamente na melhor das intenções, mas nem sempre com bons resultados, disso se arrependendo, por vezes - como neste caso.

    E o que parecia calmo e resolvido irá, a partir de agora, certamente ficar agitado ; será para aí que a Mariazita vai conduzir a história?

    Gostei; beijinhos.

    Vitor Chuva

    ResponderEliminar
  7. Que maravilhoso conto, parabens pode ser que nos proximos proximos capitulos a autora nos brinde com um "nunca é tarde para amar..."

    Quem sabe, adorei naturalmente

    Beijinho

    ResponderEliminar
  8. Querida Mariazita, quantas histórias podem ter acontecido iguais as de Anita!

    Vamos ver o que acontecerá! Parece até novela da Globo aqui do Brasil!

    Beijos brasileiros, Teresa

    ResponderEliminar
  9. Encontros e Desencontros...!
    As voltas que a vida dá...!
    Mas "a verdade vem sempre à superfície"...

    Ainda bem que eles se reencontraram. Assim podem esclarecer os mal-entendidos relativos à (falta de) cartas.
    Assim podem, pelo menos, retomar a amizade.
    Tenho a certeza que a Anita já compreendeu e perdoou a mãe.
    Era assim que as coisas estavam destinadas..., afinal tanto ela como Arnaldo acabaram por encontrar alguma forma de serem felizes.
    E agora podem ser ainda mais felizes. Cada um tem as suas famílias e podem reuni-las e criarem uma boa amizade entre todos.

    Beijinhos
    Cá continuo a seguir esta história.
    Desculpa não vir mais vezes...
    +beijinhos
    São

    ResponderEliminar
  10. Querida amiga Mariazita,

    Os contornos da história da Anita continuama a agitar-se.
    Será que agora tudo se complicará ainda mais???

    Amiga, tenho para si Na Casa do Rau dois selos, um pode trazer e pronto o outro tem um código, espero que tenha e-mail no perfil para lho mandar.
    Se não tiver deixe-o no meu Blogue.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Para lhe dizer, em relação
    ao que me disse no meu blog,

    não se pode confiar muito, na net.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  12. Amiga Mariazuta

    Passei fazendo uma visita para lhe desejar uma bela semana.

    Beijinhos

    Alvaro

    ResponderEliminar
  13. Amiga Mariazita

    A vida, de facto, caminha em círculos, mas infeliz ou felizmente, a mesma água nunca passa duas vezes debaixo da mesma ponte.
    A Anita descobriu algo de muito sério que mudou radicalmente a sua vida, será que alguma vez descobrirá finalmente a felicidade.
    Fico a aguardar com imensa curiosidade um novo capítulo desta belíssima história.
    Um beijinho com amizade.

    ResponderEliminar
  14. Minha amiga
    O regressar a casa é felicidade.
    Sentir o vosso apoio ainda melhor.
    Começo a escrever devagar mas depressa vou estar a 100% tenho certeza
    Para ti o meu carinho

    ResponderEliminar
  15. Mariazita

    Que reviravolta na tua história de amores e desamores, meus deuses e deusas!...
    Veremos se irá haver um fim feliz, como Anita e Arnaldo merecem, ou se haverá um problema de humanismo a intrometer-se. Se uma reunião, não vai implicar desunião.

    No selinhos há um que está ao dispor.
    Beijos
    Daniel

    ResponderEliminar
  16. Querida Mariazita,

    Estou feliz por ter aparecido esse amor antigo da Anita.
    Para já esclareceram-se os males entendidos, Anita certamente já perdoou à mãe e agora o Universo se encarregará do resto.
    Acredito que Anita está disponível e ansiosa por viver um grande amor... ela merece!
    Vamos lá ver o que acontece no próximo episódio.

    Mil beijinhos de luz e carinho

    Tua manita

    ah, já falta pouco para o abraço apertadinho!

    ResponderEliminar
  17. Acabei de chegar de viagem e Jota Cê ainda está voando, chega só à noite. Estou com tanta saudade de vocês, acreditam? Esse carinho pelas palavras faz uma falta, mas sei que vocês sabem que essa ausência foi por uma boa causa. Amanhã é nossa blogagem coletiva e vou esclarecer o método para alguns que não entenderam:

    1- Todos os participantes vão ter que postar o seu conto/texto no seu blog com o selo da postagem.
    2- Só vai participar do sorteio do orkut e das bíblias quem participou da blogagem
    3- O sorteio do orkut vai ser pelo randon e vou dar um jeito pra ser filmado no dia 25/11
    4- A votação da blogagem começa no dia 25/11 e todos os participantes irão concorrer.

    Agora vou ver se durmo um pouco... tô numa saudade que nem sei... a distância maltrata, mas o amor acarinha com aquele dengo danado de bom.

    Beijos jogados no ar, sempre!

    Rebeca


    -

    ResponderEliminar
  18. Mariazita,
    Nesta história da Anita, podemos encontrar uma teia que a vida se encarregou de tecer.
    Teia ou encruzilhada, a verdade é que o destino, ou seja lá o que possamos chamar a estes casos, trocam as voltas às pessoas, às suas vidas, mudando-as e - raras vezes - recompondo-as.

    Continuemos com a história.

    Beijinho

    Nesta

    ResponderEliminar
  19. Pois é não me enganei.
    Agora a curiosidade é maior.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderEliminar
  20. Mariazita

    As voltas que a vida dá, minha amiga!
    Quando era pequena, a minha mãe dizia-me que tudo o que tiver de ser nosso, às nossas mãos virá parar um dia, e é bem verdade.
    Mais uma página deste teu livro, mais um pedaço da vida de Anita que tão bem nos tens contado.
    A felicidade espreita nas páginas seguintes, será?

    Um beijinho muito grande com todo o carinho e perdoa não ter podido vir mais cedo.

    ResponderEliminar
  21. Querida amiga,
    Como diz o ditado, não há nada que não se saiba. Ao fim de tantos anos Anita e Arnaldo se encontram e descobrem que foram manipulados.

    Beijinhos,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  22. Olá, amiga!
    Passando para lhe deixar beijos
    Li o seu comentário no Poeta e não podia deixar de vir
    Renata

    ResponderEliminar
  23. ''Parabéns!!! Seu blog está concorrendo ao The Best GB 2009. São 10 blogs participantes. Destes, os 3 blogs com maior quantidade de votos, serão premiados com o Troféu The Best GB 2009. A votação encontra-se na página principal da Gazeta dos Blogueiros e se encerra em 1 semana. Faça a sua campanha! Boa sorte!

    Gazeta dos Blogueiros ''



    Queridos amigos,



    Já que estamos concorrendo a esse prêmio, gostaríamos muito da sua participação votando na gente. Sempre é um prazer fazer parte de qualquer tipo de interação onde o prêmio é o reconhecimento daquilo que fazemos com amor.



    Pra votar:



    http://www.gazetadosblogueiros.com/




    -

    ResponderEliminar
  24. Nossaaaaaaaaaaa...Tinha mesmo estas coisas antigamente. E agora? Ele casado bem, mas sem amor..E volta o amor que sempre desejou. Meninaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa Que loucura! rsrsrs. Tá é muito boa, esta novela!


    Huauuuuuuuuuuuuuuuuuuu!


    Beijão amiga!

    ResponderEliminar
  25. "... E de novo acredito que nada do que é
    importante se perde verdadeiramente.
    Apenas nos iludimos, julgando ser donos das coisas,
    dos instantes e dos outros.
    Comigo caminham todos os mortos que amei,
    todos os amigos que se afastaram,
    todos os dias felizes que se apagaram.
    Não perdi nada,
    apenas a ilusão de que tudo podia ser meu para sempre."

    Miguel Sousa Tavares

    Abraços com todo meu carinho.
    Um lindo final de semana com muito amor e carinho

    ResponderEliminar
  26. Hoje não tenho tempo para ler. Volto depois.

    Deixo um vídeo. Já é muito antigo mas foi renovado.

    ResponderEliminar
  27. Simpática Amiga:
    É no controverso e difícil mundo de hoje que se omitem a felicidade e alegria de viver fiéis ao sentimento do amor.
    Más interpretações, ocultas incoveniências ou omissas circunstâncias que nos conduzem ao desencanto.
    Parabéns pelo texto, narrado de forma brilhante que adorei.
    Será que o equívoco se poderá refazer?
    Aguardo...
    Beijinhos amigos.
    Escreve maravilhosamente.
    Com imenso respeito por si e pela sua forma de escrever sublime.
    Sempre a admirá-la

    pena

    ResponderEliminar
  28. Que seu final de semana seja abençoado, menina linda.

    Beijo grande.

    Rebeca

    -

    ResponderEliminar
  29. Olá, amiga!
    Deixo beijos e votos de Boa Viagem
    Aproveite
    Domingo estamos aqui
    Beijos

    ResponderEliminar
  30. Um lindo final de semana para ti, sucesso em tudo que fizer!
    beijos

    ResponderEliminar
  31. Hum, o passado batendo a porta...

    Vim te desejar um lindo fim de semana e deixar aqui o meu beijo carinhoso pra uma amiga que eu amo de coração.
    Perdoa essa distância que só faz aumentar a saudade, saudades essas porque não te esqueço não viu?
    Demoro mas venho...
    Beijos e carinhos da Jady

    ResponderEliminar
  32. MARIAZITA

    A altura foi má mas eu consigo sempre... mesmo debilitada...
    O meu Livro
    MAGIA DE NATAL está quase pronto.
    Conto fazer o lançamento no próximo sábado.
    É mais um sonho concretizado

    ACHADOS


    Pedras e pedrinhas...
    Encontro no meu caminho...


    Pérolas e diamantes...
    Encontro nas vitrinas...


    Ostras e ostrinhas...
    Encontro junto à praia...


    E, não encontro...
    O que procuro...


    Mas... vou procurar...
    Porque sei que vou achar...


    LILI LARANJO

    ResponderEliminar
  33. Querida Amiga,
    Afinal este encontro acaba por ser triste pois o Arnaldo ao refazer a sua vida dificilmente poderá dar à Anita o Amor que ainda sente por ela. Como será que a Mizita vai dar seguimento... Parece estarmos lendo um livro policial ou de aventuras tais as peripécias porque passa a Anita!
    Um beijinho amigo

    ResponderEliminar
  34. Esta vontade de confissão antes de morrer, mais uma aldrabice cristã, que deu poder extremo aos padres, mas inconsequente. A retribuição pelos nossos actos é feita no envelhecimento e na morte, depois disso duvido que haja algo, seria muita vaidade considerar que existe para o ser humano e não para as outras formas de vida.

    Por isso é que sou contra a eutanásia, as pessoas têm de pagar o que fizeram na terra antes de morrer.

    ResponderEliminar

A SI, QUE VEIO VISITAR-ME, UM GRANDE
BEM HAJA!

BEIJINHOS
MARIAZITA