domingo, 14 de junho de 2009

ANITA

ANITA – EPISÓDIO XXVI

(Ficção baseada em factos reais)


O relógio da sala, tocando as dez horas, veio lembrar-lhe que tinha prometido à mãe ir almoçar a casa dela e passar lá a tarde.
Foi para a cozinha preparar uma surpresa para o lanche, que sabia ser a preferida da mãe e do Tiaguinho – bolinhos de chuva.
Justificar completamente
FIM DO EPISÓDIO XXV
EPISÓDIO XXVI

Do dia seguinte, domingo, foi à missa, como sempre, e depois do ofício divino trocou algumas palavras com o padre João, conseguindo avisá-lo de que de tarde passaria por lá para conversarem.

Quando Anita lhe contou o sucedido com o marido, o padre João não teve reacção imediata. Dir-se-ia que tinha sido fulminado por um raio, tal era o seu espanto. Passada a surpresa, olhou para Anita sem saber o que dizer.
Finalmente conseguiu encontrar as palavras necessárias para lhe transmitir o seu espanto, e perguntar-lhe o que fariam a seguir.
Anita respondeu que também não sabia; o melhor seria deixar que os acontecimentos fluíssem naturalmente.
- Tudo bem, Anita, faremos o que tu achares melhor.
Mas quero dizer-te que, por muito que me custe não registar o bebé com o meu nome, não posso deixar de considerar muito generosa a oferta do teu marido para o reconhecer como filho, pois tenho a certeza que não é em nove meses que se resolverá a minha situação.
Muito em breve escreverei ao meu superior directo a pedir-lhe informações acerca do que necessito fazer para pedir a exoneração dos meus votos.
Como nunca estive nesta situação, nem conheço ninguém que tenha passado por isso, não faço a menor ideia dos trâmites necessários para chegar a bom termo.
Logo que ele me informe começarei a tratar de tudo. E depois regularizaremos a nossa situação e do nosso filho.
O teu marido, que se mostrou tão compreensivo e benevolente, há-de acabar por compreender, também, que nos amamos e temos direito a viver a nossa vida.
Entretanto, continuares na tua casa, aceitando a sugestão do teu marido, parece-me uma óptima ideia. A alternativa seria ires para casa dos teus pais, o que implicaria teres que lhes contar, já, o que se está passando.
Sem dúvida que o teu marido pensou em tudo, mostrando uma nobreza de carácter muito grande. É digno de toda a minha admiração.
Minha querida, isto é o que eu penso. Contudo, a última palavra é tua. Serás tu a decidir.
Se quiseres sair de tua casa, terás todo o meu apoio, em tudo.
Pensa bem no que queres fazer, no que achas que será melhor para ti, que eu aceitarei o que decidires.

Anita sentia-se nas nuvens. Depois da atitude do marido, que agora via com mais clareza ser de uma grande bondade, as palavras do padre João tornavam-na totalmente feliz.
Agora acreditava firmemente que o seu sonho iria tornar-se realidade, que a felicidade, finalmente, lhe batera à porta.

Alguns dias depois Vicente perguntou-lhe se já tinha decidido o que iria fazer. Anita respondeu que resolvera aceitar a sua proposta, continuando a viver lá em casa, pelo menos por enquanto.
- Só por enquanto? – perguntou Vicente, com uma certa mágoa e desilusão na voz.
- Não façamos planos a longo prazo, Vicente. O melhor que temos a fazer é irmos vivendo um dia de cada vez, conforme se nos forem apresentando…
- Como queiras, querida.
Já agora aproveito para te dizer que fui ao médico.
- Foste ao médico porquê? Não te sentes bem? O que é que se passa? – perguntou Anita, denunciando uma certa preocupação na voz.
- Calma, não se passa nada de grave. Só quis dizer-te antes que soubesses por outra pessoa. Sei como são as línguas nesta cidade. Além disso, no teu estado, vais ter que ser acompanhada pelo médico; portanto era natural que ele mesmo te dissesse que eu o tinha consultado.
Não quero que te preocupes, que não é caso para isso. Apenas tenho vindo a sentir umas ligeiras tonturas, de vez em quando, e na minha idade – sabes que já não sou um jovem – achei melhor ir ver o que se passava. O médico mandou-me fazer análises, mas acha, também ele, que não é nada de cuidado.

FIM DO EPISÓDIO XXVI

26 comentários:

Fenix disse...

Amiga Mariazita

Parece que finalmente chegou a vez da Anita ser feliz. Tal como eu acredito, tudo tende para o equilíbrio. Nunca há só azares e má sorte, também aparece sorte e felicidade. É preciso é estar atento e saber valorizar o que a vida nos vai apresentando.

Beijinhos
São

Vieira Calado disse...

Um beijinho.

Alvaro Oliveira disse...

Olá Mariazita

Finalmente, mais um lindo episódio
de ANITA, mas sempre criando o suspense para o episódio seguinte, deixa-me em pulgas na expectativa
do próximo. Espero seja breve.

Um lindo Domingo para si

Um beijo

Alvaro

Sonia Schmorantz disse...

Amigos são poemas…
Os verdadeiros amigos são a poesia da vida.
Eles enchem nossos dias de cores, rimas e risos,
nos seguram a mão quando caminhar parece difícil.
Mostram que mesmo em dias nublados o sol está no mesmo lugar,
e nos ensinam que a chuva pode ser uma canção de ninar
nas noites solitárias e vazias.

Um abraço em mais este final de semana, que tudo lhe
Seja bom...

Daniel Costa disse...

Mariazita

or enquanto tudo corre bem a Anita, que encontrou, não diria como o padre! Vicente está movido pelo interesse de não cair no terreno da desonra!
Beijinho,
Daniel

Multiolhares disse...

Por vezes para uma pessoa ser feliz, passa também por haver pessoas bondosas ao seu redor, o que na maior parte das vezes não acontece, espero que com a Anita essas pessoas sejam mesmo pessoas de sentimentos

Namastê

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Mariazita:
Estou meio desconfiada. Tudo dando certo para a Anita, assim, de repente? Serão o marido e o padre sinceros?
Desconfio que o marido inventará alguma doença para que Anita fique com ele. Bom, aguardo o próximo capítulo...
Mudando de assunto, postei no Galeria já faz uns 3 dias, só não a avisei antes porque pensei que estava viajando. Leia bem o post, porque as pessoas não o têm interpretado como devem.
Também tenho um novo Blog, onde postarei (já fiz uma postagem) um livro meu que o meu editor não publicou. Tanto o livro como o Blog se chamam O SONHO DO UNICÓRNIO.
O endereço do Blog é:
http://renata-osonhodounicornio.blogspot.com
Eu a estou convidando e convite de pessoa amiga não se recusa. Por isso, conto com você.
Beijos,
Renata

In Cucina disse...

"Quando a esmola é muita o santo desconfia"! Costuma dizer o ditado quando tudo fica muito fácil!
Vamos ver como irá acabar essa história. Ficaremos no aguardo.
Beijos brasileiros, Teresa

Princesa disse...

A vida é simples e maravilhosa
nós é que complicamos...
uma simples manifestação de carinho e atenção
é o suficiente para que o nosso dia
seja mais feliz e produtivo.
Pense nisso...
E tenha um lindo inicio de semana!!!

Beijinhos...

Meg disse...

Mariazita,

Depois destes dias de ausência, cá me tens... ainda cansada mas mais disponível por fim.

Parece que as coisas finalmente se conjugam para um final feliz desta história de vida.
Mas algo inesperado se adivinha, ou será imaginação minha!Humm!!!

Um beijo

Maria João disse...

Amiga

A vida é como um rio que passa debaixo de uma ponte... `
Muita água passará, por certo, na vida de Anita!
Aguardo outras páginas, com a esperança de que nem todas as coisas faceis são apenas aparências..

Um beijinho com toda a minha amizade

elvira carvalho disse...

Continuo a acompanhar esta história com muito interesse.
Estou a achar que as coisas estão a ser demasiado fáceis. E quando assim é fico com um pé atrás. Oxalá esteja enganada.
Um abraço e uma boa semana

Ana Martins disse...

Quando a vida de Anita se está tornando mais calma e feliz , adivinha-se que virá por aí algo de desagradável, a saúde de Vicente parece inspirar cuidados.

Mas aguardo pelo próximo episódio...

Beijinhos,
Ana Martins

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Mariazita:
Sei o que sentem, porque o ano passado também tive uma fissura no cóxis. Fui sentar-me, a cadeira virou de pernas para o ar e eu cai dentro dos pés da cadeiras. Além da fissura, o osso da anca direita ficou compeltamente amassado, isso mesmo, amassado, de tão duro que é. O médico disse que isso só acontecia com jogador de futebol. Era a primeira vez que ele via isso ocorrer com uma pessoa "normal".
Querida, para votar, à direita, no layout, há dois selos: um é do Top 30 e o outro do Top Blog. É só clicar em ambos, e vc visualiza as instruções de como votar. Coisa fácil, fácil.
Beijos, amiga, e estimo as melhoras,
Renata

o que me vier à real gana disse...

Boa noite, Mariazita!

Bem, muito embora não a conheça de todo - a Anita, claro! -, enorme felicidade.
Para ti, que a magicas, bjs

Paula Raposo disse...

Somos surpreendidos a todo o momento pela vida! Beijos.

Esterilização Obrigatória disse...

Vem ver no nosso Blogue, a entrevista com a Alexandra do Bazar do Ronrons, e sabe a realidade dos gatos em Lisboa.
http://esterilizacao-o.blogspot.com/

Canduxa disse...

Queridinha,

Parece que Anita vai ter um desgosto...será que aquela história que o marido lhe contou não foi para a proteger de algo que vai acontecer? Parece-me que ele não quer que ela saia de casa, nem tome qualquer atitude precipitada....
Para já, ela que aproveite e ande nas nuvens...viver o aqui e agora. Depois se verá!
Um grande beijinho da tua
manita

JADY*ALVES disse...

Amiga Mariazita, hoje só entrei rapidinho pra te dar boa noite e agradecer tua presença e comentário.
Sinto não estar tendo muito tempo pra te visitar, estou me preparando pra fazer "aquela coisa" que ia fazer e não deu certo... Lembra?
Não gosto muito de falar sobre mim aqui.
Mas semana que vem vou dar outra sumida, Deixo beijo de saudade.
Sei o quanto vc me quer bem e sabe o qto te gosto.
Beijos ternos da tua amiga Jady

Princesa disse...

Bom dia

A vida é bela
e as esperanças nunca devem acabar
Assim como também não deve acabar
o Amor que existe dentro de nós,

(para meditar)

Um beijo e um bom dia para si

Pelos caminhos da vida. disse...

Todo sentimento precisa de um passado pra existir,a amizade não.
Ela cria como por encanto um passado que nos cerca,ela nos da a consciência de havermos vividos anos a fios com alguém que a pouco era um estranho,ela supre a falta de lembrança como espécie de mágica.

Bom dia amiga.

beijooo.

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Mariazita, querida:
Vim aqui para convidá-la a ir ao Galeria, onde publiquei a resenha de um filme cujo título é UMA JANELA PARA O AMOR no Brasil e QUARTO COM VISTA em Portugal. Você já deve tê-lo visto, pois é um filme de 1985, dirigido por James Ivory e baseado no livro de E.M. Foster, A ROOM WITH A VIEW.
No post, ainda damos um passeio por Veneza através de obras de pintores clássicos.
Aproveito para divulgar que tenho um Blog coletivo, 2 portuguesas e 2 brasileiras, POESIA EM LÍNGUA PORTUGUESA:
http://blogrenatapoesia.blogspot.com
e eu tenho o MÁXIMAS:
http://blogrenatamaximas.blogspot.com
Mas vá primeiro ao GALERIA, depois, se quiser, vá conhecer os outros Blogs.
Um abraço,
Renata

Princesa disse...

"...Amigos são anjos que levantam nossos pés
quando nossas asas se esquecem como voar..."
um bom fim de semana
um beijo

Pelos caminhos da vida. disse...

Tem selinho la pra vc.

beijooo.

Sonia Schmorantz disse...

Vim deixar meu carinho e te desejar ótimo final de semana.
beijão

Táxi Pluvioso disse...

Este é um caso de manifesta violência doméstica feminina. Uma desgastante violência psicológica exercida todos os dias que todos escondem quando o marido depois reage violentamente.