domingo, 3 de maio de 2009

DIA DA MÃE

DIA DA MÃE EM PORTUGAL

ALGUÉM DISSE

Alguém disse que um filho está no ventre durante nove meses.
Esse alguém não sabe que um filho está no coração por toda a vida.

Alguém disse que seis semanas depois de se dar à luz se volta à normalidade.
Esse alguém não sabe que depois de se dar à luz não existe normalidade.

Alguém disse que se aprende a ser mãe instintivamente.
Esse alguém nunca foi às compras com uma criança de três anos.

Alguém disse que “bons pais” fazem “bons filhos”.
Esse alguém pensa que as crianças vêm com manual de instruções e garantia.

Alguém disse que as “boas” mães nunca gritam.
Esse alguém nunca viu o filho a partir a janela do vizinho com a bola.

Alguém disse que não é necessário uma boa educação para se ser mãe.
Esse alguém nunca ajudou o filho a estudar matemática.

Alguém disse que não se pode amar o quarto filho como o primeiro.
Esse alguém não teve quatro filhos.


Alguém disse que não se pode encontrar nos livros todas as respostas às perguntas sobre como criar filhos.
Esse alguém nunca teve um filho que meteu um feijão no nariz.

Alguém disse que o mais difícil de se ser mãe é o parto.
Esse alguém nunca deixou o filho no primeiro dia de creche.

Alguém disse que uma mãe pode fazer o seu trabalho com os olhos fechados e uma mão atada atrás das costas.
Esse alguém nunca organizou uma festa de aniversário para a sua filha.

Alguém disse que uma mãe pode deixar de se preocupar com os filhos quando se casam.
Esse alguém não sabe que o casamento agrega genros e noras ao coração de uma mãe.

Alguém disse que o trabalho de uma mãe termina quando o último filho sai de casa.
Esse alguém não tem netos.

Alguém disse que uma mãe não necessita da compreensão e do “eu gosto muito de ti” de um filho.
Esse alguém não é filho.


Caminhava com a minha filha de 4 anos, quando ela apanhou qualquer coisa do chão e ia pô-la na boca.
Ralhei com ela e disse-lhe para nunca fazer isso.
- Mas porquê? - perguntou ela.
Respondi que se estava no chão estava sujo e cheio de micróbios.
Nesse momento, a minha filha olhou-me com admiração e perguntou:
- Mamã, como sabes tudo isso? És tão inteligente!
Rapidamente reflecti, e respondi-lhe:
- Todas as mães sabem estas coisas. Quando alguém quer ser mãe, tem que fazer um teste e tem que saber todas estas coisas, senão, não pode
ser mãe.
Caminhamos em silêncio cerca de 2, 3 minutos. Vi que ela pensava ainda sobre o assunto, e de repente disse:
- Ah, já entendi. Se não passasses no teste, tu eras o pai!
- Exactamente – respondi com um enorme sorriso...

E agora, quando você parar de rir, conte isto a todas as outras mães…
E também aos pais que tenham humor.

FELIZ DIA DA MÃE

22 comentários:

Ana Martins disse...

Querida amiga,
Arrepiantemente belo o teu post!
Feliz Dia Da Mãe!

Beijinhos,
Ana Martins

Maria João disse...

Minha querida amiga

Tu que és Mãe, sabes
Tu que és filha, também
Dizer-te o quê mais neste dia
Sobre o valor de ser Mãe.

Um beijinho do tamanho do mundo
e Feliz Dia da Mãe.

Pelos caminhos da vida. disse...

Belissímo texto.

Feliz dia Das Mães.

beijooo.

Pipinha disse...

Querida Mariazita, gostei muito do seu texto e não contive o sorriso do início ao fim, acabando numa gargalhada... Está muito bom mesmo!
Parabéns por ter recebido a dádiva maravilhosa da maternidade!
Desejo-lhe um dia muito feliz na companhia dos seus.
Beijinhos.

Fenix disse...

Amiga Mariazita,

Adorei todos os pedacinhos deste post..., desde os textos às imagens!

Feliz dia da Mãe
Beijinhos
São

Canduxa disse...

Querida Mariazita,
Ufa, ainda cheguei a tempo de vir aqui mandar o meu beijinho de Parabéns pelo teu dia de mãe.
O teu post está lindo, muito real e actual e como não podia deixar de ser ...com um final cheio de humor. Nós, mães, sabemos que cuidar e educar os filhos só mesmo com um amor incondicional de mãe. Era bom que viessem com manual, era mesmo!
Obrigado pelo teu lindo comentário que deixaste no post que publiquei (mais uma vez antecipado....nunca acerto na data!!!) sobre a minha querida mãe. Ela era mesmo um ser lindo e quantas saudades tenho dela…
Um resto de dia de mãe muito feliz.
Mil beijinhos da tua manita,
canduxa

Oliver Pickwick disse...

Como vê, querida amiga, as melhores verdades estão nas frases simples, sem rebuscamentos.
Um beijo!

lililaranjo disse...

Mariazita


Dia da Mãe é um dia feliz para uns e triste para outros...
Pois a ausência neste caso...dói muito...

Mas amanhã é outro dia...


um beijo para ti

Táxi Pluvioso disse...

Ó diabos! Não consigo abrir o "leia mais". Bom... vou tentar com o Mozilla pode ser que seja o Explorer a fazer das suas... Boa semana, em todo o caso.

Meg disse...

Mariazita,
Também não conseguia abrir no "Leia mais"... depois tanto cliquei que não sei como vim aqui parar.

O teu post está demais! Comovente e divertidíssimo... a resposta da garota não lembra a ninguém, ahahah!

Não sei o que se passa nesta segunda feira que este é o quarto ou quinto blog dos que estou a visitar, em que encontro posts voltados para o humor sadio...

Ainda bem, minha amiga, que depois de uma semana como a que tive, até me sinto mais leve.
Que tenhas tido um bom dia da Mãe.


E para ti, um beijo grande

São disse...

Uma frase simples mas com um conteúdo riquissimo!
Um abraço grande.

In Cucina disse...

Querida amiga, não sei o que está acontecendo, mas não consigo abrir o leia mais. Já tentei de tudo, que pena parece ser mais um lindo texto!
Parabéns pelo dia da mãe.
Aqui no Brasil será no próximo domingo.
Beijos brasileiros, Teresa

In Cucina disse...

Voltei querida amiga!
Que bom que consegui ler esse texto tão verdadeiro!
Parabéns mais uma vez pela feliz escolha.
Beijos bem brasileiros, Teresa

com senso disse...

Olá Mariazita

Deu-nos um belo texto que alerta para aquilo que é evidente, mas que precisa ser trazido à superficie.
Este dia vai, ao longo da nossa vida, adquirindo significados especiais e diversos.
Estou certo que passou um maravilhoso Dia da Mãe, mas estou ainda mais certo que qualquer que seja o dia, para si a maternidade tem sempre um lugar muito próprio e muito profundo no seu coração.
Um beijinho!

Zé do Cão disse...

Mariazita
Muito interessante mesmo.
Achei piada o cuidado para quando o miudo apanhou algo do chão e ia meter na boca.
Antigamente havia um bolitos em forma de rosca banhados com calda de açúcar branco.
Minha mãe sempre me ralhava para não apanhar alguma coisa do chão e meter na boca.
Cometi pecado, ali no chão a brilhar a tentar-me estava um bolinho daqueles, gostoso, sequinho.
Não resisti, peguei e dentei. Achei delicioso (?)pura enganação, tratava-se de um CAGALHAO de cão.
Só a mim, minha amiga...

Beijocas

Maria João disse...

Amiga..

Passei para te desejar uma noite tranquila e dizer-te que tem detalhe novo, lá para os meus lados.

Um beijinho grande

Darwin disse...

O DIA DA MÃE até poderá ser um dia cheio de simbolismo, repleto de amor, carinho e respeito.
Mas não acredito que ninguém se lembre mais da sua mãe ou goste mais dela hoje, só porque é "o dia da mãe".
Bom seria, que não fossem as datas que assinalamos, presságio para se comemorar algo, mas sim que em cada dia das nossas vidas recordássemos e tivéssemos bem presente o que elas representam para nós.
Gostei muito do seu texto.

Daniel Costa disse...

Mariazita

Acho que ser boa mãe é sublime, Quando saiem os filhos todos é como se diz-: "filhos criados trabalhos dobrados".
A experiência de já ser avô, dá-me para ender melhor o papel de mãe duas vezes.
Postaste um texto bastante adequado ao dia.

Aproveito a dizer algo sobre João Moisés. Há que partir do princípio, que patiu muitíssimo de baixo. Tudo o que lhe acontesse nunca podia ser pior. Depois houve sempre uma enorme capacidade de sofrimento e um querer irresistível. Evidentemente, estes desideratos só podiam partir de certa mente.
Hoje sei o quanto é difícil atingir craveira, mais ou menos elevada. Mas olha, não houve tempo de ganhar dinheiro. Apenas dignidade.

Beijinho,
Daniel

Desnuda disse...

Que beleza! Aliás são sempre maravilhosos todos os posts que leio aqui. É uma casa que me enriquece e me desmancho em gratidão.


Um belo texto, amiga! Completo! Agora cá entre nós..eu ri muito da piada, pela graça! Mas confesso que quem fez o teste foi eu rsrs. O pai das minhas filhas é um Pãe ( mãe+pai hahahahahahha). Fiz a cola do teste dele hahahahahahhaha



Beijão e parabéns amiga sábia e querida.

Mariazita disse...

Meu caro Darwin
A minha Mãe faleceu há vinte e poucos anos; não há um só dia, creio, que não a recorde.
Ou porque ela dizia isto, ou porque gostava daquilo...há sempre qualquer coisa que ma faz lembrar e falar dela.
São laços muito fortes que não se quebram nem com a morte.
São os mesmos laços que me ligam aos meus fihlos, e vive versa.

Obrigada pelo carinho.

Beijinhos
Mariazita

JADY*ALVES disse...

kkkkkkkk
Continuo rindo, e descobri lendo teu texto que passei no teste.
Que privilégio maravilhoso o de ser Mãe.
Com certeza esse coração faltaria uma metade que amor algúm completaria, não fosse o amor de uma mãe por um filho e vice e versa.
Linda Homenagem minha querida amiga.
Estou de volta e sabe de uma coisa?
Aquele teu comentário não chegou ao meu endereço, foi diretamente pro blog, por isso não foi postado, porque normalmente entro no e-mail e libero o comentário sem precisar entrar no blog.
Olha só, fim do misterioso comentário não publicado, não sonhastes, até eu fiquei curiosa rss.
Sinta meu abraço quentinho, te gosto com muito carinho.
Tua amiga Jady

PS: Tem recado pra você no meu blog, vai lá rss, não conto h he.

Táxi Pluvioso disse...

Ó mães! Já ninguém sabe quem é o pai, tempos virão em que também a mãe será uma incógnita.