domingo, 4 de maio de 2008

DIA DA MÃE - 1

Na Europa, as celebrações associadas à Mãe remontam a Roma e
Grécia Antiga, cerca de 250 anos A.C.
À medida que o Cristianismo ia alastrando pela Europa, começou a homenagear-se a “Igreja Mãe”, como força espiritual que dava vida e protegia os cristãos.
Com o decorrer dos tempos as pessoas passaram a associar essa celebração às próprias mães.

Em Portugal, até há bastantes anos atrás, o Dia da Mãe era comemorado no dia 8 de Dezembro, em homenagem a Maria, Mãe de Jesus.
Actualmente comemora-se no 1º.Domingo de Maio.

Alguns países europeus e africanos celebram-no neste mesmo dia, mas a grande maioria festeja o Dia das Mães no 2º.Domingo de Maio.

No início do Século XX uma jovem americana, Annie Jarvis, entrou em forte depressão depois da morte da sua mãe.
Algumas amigas, preocupadas com a sua saúde, resolveram perpetuar a memória da mãe da jovem, organizando uma festa.
Annie quis que essa homenagem fosse extensiva a todas as Mães, vivas ou mortas.
Rapidamente a ideia se propagou a todas os Estados Unidos. Em 1914 Thomas Wilson , 28º.presidente dos Estados Unidos da América, oficializou a comemoração do Dia das Mães – 2º.Domingo de Maio.

No Brasil, em 1932, o Presidente Getúlio Vargas assinou um decreto instituindo oficialmente o Dia das Mães no 2º.Domingo de Maio.

Para assinalar esta data festiva, tão importante para as mães, vou transcrever um texto que considero particularmente bonito




RETRATO DE MÃE

"Uma simples mulher que existe que, pela imensidão de seu amor tem um pouco de Deus, e pela constância de sua dedicação tem muito de anjo.
Que, sendo moça, pensa como uma anciã e, sendo velha, age com as forças da juventude.
Quando ignorante, melhor que qualquer sábio desvenda os segredos da vida, e, quando sábia, assume a simplicidade das crianças.
Pobre, sabe enriquecer-se com a felicidade dos que ama; e, rica, empobrecer-se para que seu coração não sangre ferido pelos ingratos.
Forte, entretanto, estremece ao choro de uma criancinha; e fraca, se alteia com a bravura dos leões.
Viva, não lhe sabemos dar o valor porque à sua sombra todas as dores se apagam; e morta, tudo o que somos e tudo o que temos daríamos para vê-la de novo, e dela receber um aperto de seus braços, uma palavra de seus lábios.
Não exijam de mim que diga o nome dessa mulher, se não quiserem que molhe de lágrimas este álbum, porque eu a vi passar no meu caminho.
Quando crescerem seus filhos, leiam para eles esta página: eles lhes cobrirão de beijos a fronte, e dirão que um pobre viandante, em troca de suntuosa hospedagem recebida, aqui deixou para todos o retrato de sua própria MÃE..."

Don Ramon Angel Jara
Bispo de La Serena - Chile
(Escrito num album)

10 comentários:

A. João Soares disse...

Cara Amiga Mariazita,
Muito se pode escrever sobre a mãe, mas quer os dados históricos, quer o texto do Bispo Don Ramon Angel Jara são tão interessantes que seria difícil conseguir um post melhor do que este.
Parabéns
Beijos
A. João Soares

Anónimo disse...

A poesia eu já a conhecia e alguma coisa sobre as informações deste maravilhoso dia. É tudo muito emocionante.
Vilma

canduxa disse...

Querida Mariazita,

Parabéns pelo interessante post.
Adorei particularmente o texto, Retrato de Mãe,e agradeço a Deus a mãe linda e bondosa que tive.
Feliz dia de Mãe!
Beijinhos
Canduxa

a casa da mariquinhas disse...

Meu caro João
Muito obrigada pelas suas palavras de apreço.
Como faço há muitos (!!!) anos, passei o dia com os meus filhos, e por isso só agora aqui estou...
Beijinhos
Mariazita

a casa da mariquinhas disse...

Querida Vilma
Viu o poema do 2º.post - Dia da Mãe-2 ?
É da autoria do seu conterrâneo Humberto-Poeta.
Se não viu, veja. É lindo, e muito comovente, porque o Humberto já não tem mãe, tal como você...
Beijinhos, amiga.
Mariazita

a casa da mariquinhas disse...

Querida Canduxa
Tens toda a razão para agradecer a Deus a pessoa linda que era a tua mãe! Uma pessoa excepcionalmente maravilhosa, que guardo num cantinho do meu coração.
Mas agora tens os teus filhos... e espero que tenhas passado um bonito Dia da Mãe.
Beijinhos carinhosos
Mariazita

Rafeiro Perfumado disse...

Quer dizer que nem o Caim nem o Abel deram uma prendinha à Eva? ;)

a casa da mariquinhas disse...

Eta filhos ruins! - de acordo com o Desacordo... :))))
Obrigada, Rafeiro
Beijos
Mariazita

xistosa disse...

Por aqui, dia da Mãe é a 8 de Dezembro, pelo menos enquanto o pai e a mãe forem vivos.
Os filhos fazem como querem.

a casa da mariquinhas disse...

Olá Xistosa
Eu ainda sou do tempo...em que se festejava o Dia da Mãe a 8 de Dezembro.
Agora, como infelizmente já não tenho Mãe para a festejar, os meus filhos festejam-ME no 1º.Domingo de Maio.
E eu aceito a festinha :)))
Um abraço
Mariazita