sábado, 8 de março de 2008

DIA INTERNACIONAL DA MULHER

SÁBADO, 8 DE MARÇO DE 2008

DIA INTERNACIONAL DA MULHER


Mulheres da Women’s Trade Union League


8 DE MARÇO – UMA DATA DE MUITAS HISTÓRIAS

Era uma vez uma mulher…duas mulheres…talvez 129 mulheres. A data era 8 de Março de 1857; mas bem podia ser de 1914 ou (quem sabe?) de 1917. O país era os Estados Unidos da América – ou será Alemanha? Ou Rússia?

Numa fábrica em Nova Iorque, onde trabalhavam, 129 mulheres foram mortas porque organizaram uma greve por melhores condições de trabalho.As fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário e pagavam-lhes um terço do que auferiam os homens para executar o mesmo trabalho.
Ao serem reprimidas pela polícia, essas mulheres refugiaram-se dentro da fábrica. Nesse momento os patrões, auxiliados pela polícia, num acto totalmente desumano, trancaram as portas e atearam fogo. As mulheres acabaram por morrer carbonizadas. Isto passou-se a 8 de Março de 1857.

Em 1903 profissionais liberais norte americanas criaram a Women’s Trade Union League, que tinha como objectivo principal ajudar todas as trabalhadoras a exigirem melhores condições de trabalho.

O incêndio de Nova Iorque, foi considerado, com toda a razão, um acto brutal. Contudo, há quem não o relacione com a celebração do Dia Internacional da Mulher, simplesmente porque não há qualquer documento oficial que estabeleça essa relação.
Alguns estudiosos entendem como mais fiável relacioná-lo com o facto de, no dia 8 de Março de 1917, operárias russas terem saído para as ruas reivindicando o fim da fome, da guerra e do czarismo, que culminou com o início da revolução russa de 1917.

Contudo, a referência histórica mais divulgada é a da II Conferência Internacional das Mulheres Socialistas em Copenhaga, Dinamarca, em 1910. Daí emanou a sugestão de que o mundo deveria seguir o exemplo das mulheres socialistas americanas, que inauguraram a luta pela igualdade de direitos. Dessa Conferência saiu também a Resolução de instaurar um Dia Internacional das Mulheres.
Mas somente em1975, através de um decreto da ONU (Organização das Nações Unidas), a data foi oficializada.
Não há, na Resolução de Copenhaga, qualquer alusão específica ao dia 8 de Março. Talvez esse facto justifique que o Dia Internacional da Mulher seja associado, nalguns locais, a datas diferentes ( Chicago – 3 de Maio de 1908, Nova Iorque – 28 de Fevereiro de 1909, Alemanha e Suécia - 19 de Março de 1911).

O facto de o Dia Internacional da Mulher estar ligado a este ou àquele momento histórico não é significativo.
O que conta é que o dia 8 de Março universalizou-se pela semelhança dos eventos mundiais relacionados com as lutas das mulheres.
Nos dias de hoje o Dia Internacional da Mulher é mais do que um simples dia de comemoração ou de lembranças. É a oportunidade para uma profunda reflexão sobre a situação da mulher: o seu presente concreto, os seus sonhos, o seu futuro real.
Nalguns países realizam-se conferências, debates e reuniões, a fim de discutir o papel da mulher na sociedade actual, tentar diminuir e, quem sabe, um dia terminar, com o preconceito e a desvalorização da mulher. Apesar de todas as conquistas já realizadas, em muitos locais ela ainda é sujeita a salários mais baixos, horas excessivas de trabalho, violência masculina e desvantagens na carreira profissional.
Muitas foram as conquistas da mulher ao longo dos tempos, mas ainda há muitas situações que precisam ser modificadas.
O Dia Internacional da Mulher é, pois, dia para pensar, repensar, e organizar as mudanças em benefício da mulher, e, consequentemente, de toda a sociedade. Os outros 364 dias do ano deverão ser para as realizar.

Publicada por a casa da mariquinhas em 10:31
3 comentários:
A. João Soares disse...
Cara Mariazita,
Felicito-a pelo seu espírito lutador pala condição feminina, pelos direitos da mulher.
E também lhe dou os parabéns pelo seu blog que vai ser um sucesso na blogosfera.
Beijos
João

No blog Do Miradouro há novos artigos
8 de Março de 2008 19:33
A. João Soares disse...
Transcrevi este texto para o blog do nosso clube, Sempre Jovens, onde ficou um link para as pessoas virem aqui ler os outros dois textos do mesmo tema.
Beijinhos
João
8 de Março de 2008 21:55
a casa da mariquinhas disse...
Meu querido amigo
Muito obrigada pelas suas palavras sempre generosas e encorajadoras.
Continuarei a navegar neste mar, que por vezes se torna alteroso, quando os barcos piratas se aproximam...Mas os bons marinheiros seguem em frente!
Obrigada também por ter colocado o texto no nosso clube.
Beijinhos
Mariazita
9 de Março de 2008 18:57


Dentre os inúmeros textos que existem exaltando a Mulher, escolhi os dois que se seguem para vos presentear.
Eis o primeiro:


AS MULHERES SÃO VERDES ...

Conversando com um velho homem, um jovem desabafou:
- Há tanto tempo venho querendo conhecer uma garota e hoje, conseguindo falar-lhe por telefone, fiquei decepcionado.- Mas por quê? Indagou o velho homem.- Eu lhe perguntei timidamente como ela era e ela, rindo, respondeu : sou verde.- E por que a resposta o chocou?- Ora, amigo, ela estava debochando de mim!Ouvindo isso, o velho homem pôs-se a falar:- Meu jovem, você não entendeu que ela estava se comparando a uma árvore.- Árvore? Como assim?!?- Menino, as mulheres são como as árvores: - Elas fincam raízes no solo dos nossos corações; - Têm paciência e capricho com o próprio crescimento; - Seus braços são poderosos e, ao abraçá-las, nossos espíritos recebem renovadas energias;
- Elas amam e cuidam dos seus frutos, mesmo sabendo que um dia o mundo
os levará para longe delas;
- Outras - aquelas que não dão frutos - oferecem sua sombra àqueles
que necessitam de descanso; - Quando açoitadas por fortes ventos da vida, elas emanam o perfume da força
e da fé, acalmando-nos, por mais assustadora que seja a noite; - Sua seiva são as lágrimas de dor ou de alegria quando em presença do
machado ofensor ou do regador daqueles que as amam; - Seus corações vão alto o suficiente para escutarem mais de perto os recados
do céu; - Elas reverdecem as florestas dos homens, as ruas das cidades, as avenidas, os
acostamentos de estradas e as beiras de rios; - Elas entendem o canto dos passarinhos e, mais do que ninguém, elas
valorizam e protegem seus ninhos; - Suportam melhor a solidão e as vicissitudes que a Vida às vezes nos impõe; - No mundo, elas nascem em maior número para que o verde da esperança
jamais empalideça.
- Meu menino, todas as mulheres são árvores, todas as mulheres são verdes."
Ao final desse relato, refletiu o rapaz:
- Eu tenho um triste jardim : nele está faltando uma árvores.
E correu para o telefone mais próximo.

Silvia Schimdt


Este é o meu segundo presente. Guardei-o para o final porque o considero de grande beleza.

As flores irradiam a glória e a beleza de Deus-Mãe, pois ela caminha sobre a Terra em cada mulher.
Mulher! Todos os grandes senhores te reverenciam no dia de hoje, pois eles nasceram do teu ventre. Mulher! Além de todos os poderes cósmicos, levas dentro de ti a semente sagrada que provê a vida. Tu és o mais belo pensamento de Deus. Teu coração é manancial de sabedoria. De teu íntimo brota a força amorosa que nutre, regenera e ressuscita.
Homem! Neste dia internacional da mulher, lembra-te que podes divinizar-te pela admiração da mulher.
Estás aflito? Recorre à mulher. Ela é o consolo dos aflitos.
Estás enfermo? O toque da mulher é curativo.
Queres descobrir os mistérios da Divindade? Busca compreender o coração da mulher.
Porque quem não reverencia a mulher, fecha as portas à graça e à beleza.
Mulher! Ao olhar-te no espelho, reconhece ali a Mãe Divina! Mira-te nela! Encarna com dignidade os dons femininos de amor, fidelidade, pureza, sensibilidade, compreensão, delicadeza, generosidade, doçura, abnegação, serenidade e o dom de tudo embelezar.
Mulher! Não te deixes corromper pela futilidade e mediocridade do mundo. Aumenta ainda mais tua força, apreendendo as virtudes dos homens, mas nunca os vícios. A regeneração do mundo depende de ti, pois tens o poder de moldar o caráter de um ser, desde o teu ventre e por toda a sua vida.
Podes transformar teu lar num templo da Divina Missão de Amor. Quando defendes tua dignidade, defendes a dignidade de cada ser humano .
Mulher! Rejeita qualquer pensamento ou sentimento de rivalidade, pois isto destrói a unidade das mulheres. Caminha graciosamente, olhando sempre com admiração o teu eterno companheiro, o homem.
Mulher! Neste Dia Internacional da Mulher, dedicado a ti, todos te proclamam como a Senhora da criação e da beleza e admiram a dádiva que é ser mulher!
Lúcia Helena dos Santos

2 comentários:

Anónimo disse...

A. João Soares disse...
Cara Mariazita,
Felicito-a pelo seu espírito lutador pala condição feminina, pelos direitos da mulher.
E também lhe dou os parabéns pelo seu blog que vai ser um sucesso na blogosfera.
Beijos
João

Anónimo disse...

A. João Soares disse...
Transcrevi este texto para o blog do nosso clube, Sempre Jovens, onde ficou um link para as pessoas virem aqui ler os outros dois textos do mesmo tema.
Beijinhos
João